sábado, 28 de fevereiro de 2009

Ciclista retorna a Itacaré após percorrer 26 estados brasileiros




Após percorrer mais de 15 mil quilômetros em pouco mais de 19 meses,
o ciclista itacareense, Rafael Oliveira, retornou à sua terra-natal na
última sexta-feira (20). Recepcionado pela secretária municipal de
Esporte e Juventude, Irley Novais, ele percorreu as principais ruas da
cidade em carro aberto, recebendo os cumprimentos da comunidade local.
Finalmente realizei o meu sonho de infância, que era percorrer os 26
estados brasileiros e o Distrito Federal, declarou o ciclista de 23
anos.
Rafael saiu de Itacaré em 25 de junho de 2007, montado na bicicleta
de alumínio que ele mesmo construiu, apelidada por ele de “Fênex”.
Percorrendo uma média de 50 quilômetros por dia, Rafael gastou quatro
pares de pneus. Segundo ele, foram três anos de preparação para a
viagem, que não contou com qualquer patrocinador. “Fiquei com muito
medo dele sair sozinho. Mas ele estava muito determinado e, graças a
Deus, retornou com segurança e ficará de vez conosco”, disse a mãe do
ciclista, Celidalva Oliveira.
A jornada começou pela região nordeste do país, indo sempre pelo
litoral. Depois, seguiu por todos os estados do norte, centro-oeste,
sul e sudeste. Rafael relatou ter enfrentado muitas dificuldades pelo
caminho, já que contou apenas com a solidariedade das pessoas.
Cheguei até a dormir embaixo de ponte, mas tudo valeu a pena, disse.
Ao longo da jornada, o jovem ciclista conheceu os principais pontos
turísticos dos 472 lugares visitados e procurou também conhecer a
cultura local. Ele foi entrevistado em diversos veículos de
comunicação e guarda em uma pasta os jornais em que foi notícia. Na
cidade pernambucana de Jaboatão dos Guararapes, foi recebido como
celebridade, sendo acompanhado pela Guarda Municipal. Tudo está
registrado em fotografias e num diário, que serão a base para o livro
que contará a aventura do itacareense, cujo próximo sonho é terminar o
Ensino Médio e cursar a faculdade de Turismo.

Itacaré Folia deu show de tranquilidade e organização




Com atrações musicais para gostos e idades variados, o Itacaré folia rendeu saldos positivos nos quesitos tranquilidade e organização. Nenhuma ocorrência grave foi registrada durante os dias da festa, que aconteceu da última sexta (20) até terça-feira (24). Os foliões também puderam transitar no circuito sem preocupações, já que os ambulantes foram distribuídos em espaços previamente estabelecidos e o trânsito esteve interditado, contando com a presença de agentes da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito.Para garantir a segurança no circuito do Itacaré Folia, na Praia da Coroinha, a Polícia Militar disponibilizou 35 homens por noite, contando com o reforço da Companhia de Ações Especiais da Região Cacaueira (Caerc). A Polícia Civil também integrou o esquema de segurança, organizando uma escala extra para atendimento à população. Foi um carnaval de muita paz e as estatísticas foram bastante satisfatórias, com menos de uma ocorrência por noite e sem casos muito graves, declarou a delegada Lisdeilli Nobre. A Secretaria Municipal de Turismo funcionou das 8 às 20 horas em sua nova sede, no Centro de Itacaré. Além de oferecer informações para os visitantes, a Secretaria coordenou a fiscalização dos vendedores ambulantes habilitados a trabalhar no circuito da festa. Apenas os nativos receberam alvará de funcionamento. Assim, ajudamos a incrementar a economia local, já que a maioria dos produtos comercializados foram comprados e vendidos na cidade, disse a secretária Diana Quadros. O Itacaré Folia contou ainda com a participação da Secretaria Municipal de Saúde, que disponibilizou equipes para a prevenção de DST/AIDS e fiscalização dos produtos comercializados, através da Vigilância Sanitária. Funcionando das 20 horas até 1h30min, cerca de cinco profissionais estiveram em um trailer, distribuindo material informativo e cerca de 2.700 preservativos por noite.Além da organização exemplar, o Itacaré Folia ofereceu muita animação aos foliões. As atrações foram divididas entre o palco, montado na Praça São Miguel, trios elétricos e a Tenda Mix, com música eletrônica e estrutura de boate. Blocos e grupos culturais complementaram a festa, que contou ainda com espaço para as crianças. Graças a Deus e à nossa equipe, a primeira grande festa da nossa administração foi um sucesso, declarou o prefeito Antônio de Anízio.

Professores Brasileiros Começam a Ser Valorizados Pelo Governo Federal

Piso Salarial Profissional Nacional – Lei nº 11.738 de 16/7/2008


O que é?
Em 16 de julho de 2008 foi sancionada a Lei 11.738, que instituiu o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica, regulamentando disposição constitucional (alínea ‘e’ do inciso III do caput do artigo 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias).
O piso salarial profissional nacional é o valor abaixo do qual os entes federativos (União, Estados, Distrito Federal e Municípios) não poderão fixar o vencimento inicial das carreiras do magistério público da educação básica, para a jornada de, no máximo, 40 (quarenta) horas semanais.
Qual o valor do Piso?
O valor do piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica com formação em nível médio na modalidade Normal foi fixado pela Lei em R$ 950,00 (novecentos e cinqüenta reais).
Governadores de alguns estados moveram Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra a lei. Em decisão cautelar, o Supremo Tribunal Federal (STF) definiu que o termo “piso” deve ser entendido como a remuneração mínima a ser recebida pelos professores.
Esse valor pode incluir gratificações ou outras vantagens pecuniárias?
De acordo com o artigo 2o da Lei 11.738/2008, até 31 de dezembro de 2009 admite-se que para atingir o valor do piso sejam computadas as vantagens pecuniárias pagas a qualquer título. Após essa data, ainda segundo a lei, o valor do piso deverá corresponder ao vencimento inicial da carreira.
Até que o STF analise a constitucionalidade da norma, no julgamento de mérito, os professores das escolas públicas terão a garantia de não receber abaixo de R$ 950,00, podendo ser somados aí o vencimento básico (salário) e as gratificações e vantagens. Esse entendimento deverá ser mantido até o julgamento final da ADI 4167.
Deve-se destacar que a definição do piso nacional não impede que os entes federativos tenham pisos superiores ao nacional. De qualquer forma, devem ser resguardadas as vantagens daqueles que percebam valores acima do referido na Lei. Assim, se um professor recebe atualmente uma remuneração mensal superior a R$ 950,00, seja ela composta de salário, gratificação ou outras vantagens, a implementação do piso poderá fazer com que tais vantagens sejam incorporadas ao seu vencimento, mas não poderá reduzir sua remuneração total.
Para que profissionais o Piso se aplica?
O valor de R$ 950,00 do piso se aplica para profissionais do magistério público da educação básica com formação em nível médio na modalidade Normal com jornada de 40 horas semanais.
Quais são os profissionais do magistério público da educação básica?
Por profissionais do magistério público da educação básica entendem-se aqueles que desempenham as atividades de docência ou as de suporte pedagógico à docência, isto é, direção ou administração, planejamento, inspeção, supervisão, orientação e coordenação educacionais, exercidas no âmbito das unidades escolares de educação básica, em suas diversas etapas e modalidades, com a formação mínima determinada pela legislação federal de diretrizes e bases da educação nacional.
Qual o valor do Piso para profissionais de nível superior?
A Lei não fixa valor para a remuneração de profissionais de nível superior.
O valor do Piso fixado para profissionais com formação em nível médio deve servir de ponto de partida para a fixação dos vencimentos dos profissionais de nível superior ou com outros graus de formação, a critério de cada ente federativo.
O que a Lei prevê em relação à carga horária dos profissionais do magistério?
A lei prevê que o piso de R$ 950,00 seja aplicado para uma jornada de 40 (quarenta) horas semanais.
Além disso, prevê que, na composição da jornada de trabalho, o limite máximo para desempenho das atividades de inteiração com os educandos é de dois terços dessa carga horária.
Em decisão cautelar da ADI 4167, movida pelos governadores, o STF declarou inconstitucional a regra que determina o cumprimento de no máximo dois terços da carga dos professores para desempenho de atividades em sala de aula. Esse entendimento deverá ser mantido até o julgamento final da ADI 4167.
Pode haver jornada inferior a 40 horas?
Não há qualquer vedação na Lei para instituição de jornadas inferiores a 40 horas.
Como devo calcular o valor do Piso para profissionais com jornada inferior a 40 horas semanais?
O Piso deve ser calculado de forma, no mínimo, proporcional.
Assim, por exemplo, para um professor de nível médio com jornada de 20 horas semanais (50% da jornada máxima de 40 horas semanais), o valor não poderá ser inferior a R$ 475,00 (50% do valor do Piso).
A partir de que data deve ser pago o piso?
O Piso deve começar a ser pago em 1º de janeiro de 2009, de forma progressiva e proporcional, tendo seu valor integralizado em 1º de janeiro de 2010.
Quanto devo pagar a partir de janeiro de 2009? Como calcular os 2/3 da diferença entre o valor do Piso e o valor vigente?
A partir de 1º de janeiro de 2009 os entes federativos que estiverem pagando para seus professores valores inferiores a R$ 950,00 deverão reajustar os salários com aumento de 2/3 da diferença entre o valor do piso e o valor vigente.
Assim, é preciso, inicialmente verificar qual a diferença entre R$ 950,00 e o valor praticado no município ou estado. Deste valor, 2/3 ou 66,66% deve ser acrescido ao valor vigente em janeiro de 2009 e o 1/3 restante, ou 33,33%, em janeiro de 2010, completando 100% do valor do Piso.
Exemplo 1: No município A a remuneração atual de um professor de nível médio com jornada de 40 horas semanais é de R$ 800,00. A diferença entre este valor e o Piso Nacional é de R$ 150,00. Essa diferença deverá ser progressivamente incorporada à remuneração do professor, da seguinte forma:
Valor pago atualmente no município A R$ 800,00
Diferença entre o valor pago e o piso nacional R$ 150,00 (R$ 950,00 – R$ 800,00)
Aumento que deverá ser aplicado em 1/1/2009 R$ 100,00 (66,66% de R$ 150,00)
Total do vencimento em 1/1/2009 R$ 900,00 (R$ 800,00 + R$ 100,00)
Aumento que deverá ser aplicado em 1/1/2010 R$ 50,00 (33,33% de R$ 150,00)
Total do vencimento em 1/1/2010 R$ 950,00 (R$ 900,00 + R$ 50,00)


Exemplo 2: No município B a remuneração atual de um professor de nível médio com jornada de 40 horas semanais é de R$ 500,00. A diferença entre este valor e o Piso Nacional é de R$ 450,00. Essa diferença deverá ser progressivamente incorporada à remuneração do professor, da seguinte forma:
Valor pago atualmente no município B R$ 500,00
Diferença entre o valor pago e o piso nacional R$ 450,00 (R$ 950,00 – R$ 500,00)
Aumento que deverá ser aplicado em 2009 R$ 300,00 (66,66% de R$ 450,00)
Total do vencimento em 1/1/2009 R$ 800,00 (R$ 500,00 + R$ 300,00)
Aumento que deverá ser aplicado em 1/1/2010 R$ 150,00 (33,33% de R$ 450,00)
Total do vencimento em 1/1/2010 R$ 950,00 (R$ 800,00 + R$ 150,00)


Como se dará a complementação da União?

A complementação da União para fins da integralização do valor do piso salarial se dará dentro dos limites fixados no inciso VI do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias que diz que até 10% (dez por cento) da complementação da União ao FUNDEB poderá ser distribuída para os Fundos por meio de programas direcionados para a melhoria da qualidade da educação.

As diretrizes, requisitos, critérios e forma para a distribuição destes recursos entre os entes federativos que não tenham disponibilidade orçamentária para cumprir o valor do piso salarial., ainda carecem de regulamentação, conforme previsão expressa da Lei.

De qualquer modo a complementação da União só deverá ocorrer a partir de 1º de janeiro de 2010 quando o valor do Piso será integralizado pelos entes federativos.

O que a Lei diz sobre Plano de Carreira e Remuneração?

A Lei diz que a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios deverão elaborar ou adequar seus Planos de Carreira e Remuneração do Magistério até 31 de dezembro de 2009, tendo em vista o cumprimento do piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

I Congresso Internacional de Educação e Psicopedagogia Acontece Hoje em Ilhéus - Centro de Convenções


Os Desafios e as Possibilidades da Educação no século XXI

Acontece Hoje (26) no Centro de Convenções de Ilhéus apartir das 19:00h, evento de grande importância para os profissionais da área de educação, o Iº Congresso Internacional de Educação e Psicopedagogia, Especialistas do Brasil e Portugal se reunirão para discutir os desafios e as possibilidades da educação no século XXI. Varias autoridades de renome internacional vão está presente, como o português Vitor da Fonseca, doutor em educação e reabilitação e mestre em dificuldades de aprendizagem, a presidente da Associação brasileira de Psicopedagogia, Quézia Bombonnatto; educadores da Universidade Estadual de santa Cruz, inclusive a Pedagoga Genigleide Santos da Hora, Coordenadora do Proação; e a Professora Cândida Alves, Coordenadora do Projeto de Extensão apreendendo e Brincando na Educação Infantil. O relações públicas e coordenador do evento Cesar Luna, que atua na realização de congressos e seminários na área de educacional e psicopedagógica há cerca de 13 anos, salienta que atrair para Ilhéus um congresso de nível internacional, alem de contribuir para um melhor entendimento das pessoas sobre assuntos referentes a educação no século XXI, também tem como propósito valorizar a região sul da Bahia, tendo em vista que atrairá para a cidade especialistas da área e demais interessados, promovendo assim uma universalização do conhecimento, bem como a movimentação do turismo e da economia local e completa por conta disso contamos com ao apoio de 50 empresas e órgãos públicos de Itabuna e ilhéus, entre elas a Bahiatursa. A coordenação espera no evento essa noite que tem como público alvo professores, estudantes de pedagogia, Psicopedagogia, fonoaudiólogos, psicopedagogos já formados e alunos de uma forma geral, cerca de 1.500 pessoas que participarão das discussões em torno dos desafios de educar na pós modernidade.Entre os assuntos que serão abordados no evento, que terá sua cerimônia oficial de abertura ás 19h, teorias Cognitivas, e seu impacto para a educação. Este será o tema da conferência magna a ser proferido pelo palestrante português Vitor da Fonseca, Doutor em Educação e Reabilitação pela Universidade Técnica de Lisboa/Portugal, Mestre em Dificuldade de Aprendizagem pela Universidade de Northwester – Evanston Chicago/EUA e licenciado em Motricidade Humana. A Pedagoga paulista Maria Irene Maluf, especialista em Psicopedagogia e Educação Especial, presidente da Associação de Psicopedagogia, conselheira Vitalícia da ABPP, discorrerá sobre a sala de aula e dificuldades de Aprendizagem: É possível vencer esse desafio. A conferência, Psicopedagogia. O paradigma transdisciplinar e sistêmico da aprendizagem serão explanados pela pedagoga baiana Genigleide Santos da Hora, especialista em Didática do ensino superior e psicopedagoga pela UCSAL, mestre em educação pela UFBA, professora Assistente pesquisadora de educação inclusiva do departamento de ciências da educação- DCIE da UESC. Já a fonoaudióloga paulista Quézia Bombonatto, bacharel em matemática, psicopedagoga, terapeuta Familiar e presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia-SP, ministrará palestra sobre Família,e infância hoje. Construções da Psicopedagogia na ação docente.

25/02/09
Caso Naya: Aldemir deve ser ouvido na sexta-feira.

Na sexta feira próxima(27), a delegada Adriana Paternostro da delegacia de proteção ao turista deverá tomar o depoimento dos médicos Jorge Viana e Aldemir Almeida, no caso da morte do político e empresário Sérgio Naya, ocorrido na última sexta passada, dia 20, no hotel Jardim Atlântico em Ilhéus

Os dois são acusados de atuarem irregularmente, dificultando o trabalho da polícia na investigação sobre as causas da morte de Naya por tomarem providências sem o devido acompanhamento ou autorização judicial. Eles removeram o corpo do local em que, supostamente, o empresário teria sido encontrado morto. Viana era amigo do empresário e teria chamado Aldemir, que também é perito em Ilhéus, para fazer o trabalho de levantamento cadavérico.

Segundo informações a atitude de Aldemir causou irritação na cúpula da polícia técnica baiana, principalmente pela repercussão nacional do caso.O fato é que, diariamente morrem pessoas na cidade de Ilhéus e nem sempre todos os procedimentos são adotados pela policia, principalmente se os casos se referirem a desconhecidos que morrem em favelas e nos altos da cidade.

Funcionários do hotel, amigos e o motorista de Naya já foram ouvidos. Naya se tornou conhecido nacionalmente por construir o prédio Palace II, no Rio de Janeiro. A construção, feita com areia de praia, desabou e matando oito pessoas.


O Tabuleiro

Comando da Polícia Militar diz que carnaval de Ilhéus foi tranquilo

Do tabuleiro.com

O comando do Batalhão de Polícia Militar ao divulgar o balanço dos quatro dias da folia garante que o carnaval de Ilhéus foi tranqüilo. Informa que o número de ocorrências registradas caiu cerca de 40% em relação ao mesmo período do ano passado. O tenente-coronel Júlio Pereira da Silva Filho disse que foram apreendidas 24 armas, dentre elas, facas, canivetes e punhais e dois revólveres, além de registrados seis flagrantes, nove vítimas de faca e canivete e uma de tiros. Ele acredita que essa queda está relacionada com a diminuição do circuito da folia e a presença maior de atrações locais “que ajudaram a PM a inibir a ação dos marginais e garantir a segurança do folião”

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Ilhéus Insegura e Sem Leme


Estando morando fora de Ilhéus há muitos anos, fico impressionado ao ler notícia tão desastrosa para nossa comunidade. Fui um dos primeiros clientes do Fernando do Baitakão desde 1984 quando chegou a nossa cidade. Lamentável.
q covardia. ilheus ta msm violento!
NASCIDO E CRIADO NUMA TERRA VIOLENTA CHAMADA ILHEUS.

Os trechos acima nós encontramos todos os dias na imprensa, blogs e internet.

O que será que está acontecendo com a segurança na cidade de Ilhéus? dizem que no governo de Jabes Ribeiro, ele convidava os poderes de policias para reunião em seu gabinete e solicitava providencias aos comandos para a insegurança que houvesse, se não desse resultado ia até a capital, queixava-se ao Governador e logo o problema era solucionado. Hoje falam que o atual Prefeito não conhece o poder de barganha que tem na mão, não chama os as suas responsabilidades, não exige do governador que ele trate Ilhéus com respeito e seriedade, nas ultimas eleições obteve aqui em Ilhéus votação historica para o governo do estado, o prefeito também foi referencia nas urnas na região. Será que não sabe usufruir da ferramenta de trabalho, será que não aprendeu, ao longo do tempo que quem dar quer receber, os cargos do estado na cidade de Ilhéus em outros tempos quem mandava e dismandava era o prefeito, hoje pelo visto o atual prefeito não sabe brincar de politica, quer só brincar de administrar e o povo ilheense continua refém da violencia, arrastões, traficantes, e uma policia desaparelhada e desarmada e pior sem saber a quem recorrer.

Chiclete Com Banana- Assumidade na Matéria Carnaval

Chiclete com Banana encerra folia
Depois de animar os foliões durante todos os dias de Carnaval, Bel Marques e companhia encerrou as apresentações carnavalescas na tarde desta terça-feira (24), no circuito Campo Grande em Salvador.
CHICLETE COM BANANA JÁ DEIXA SAUDADES- Muitos "chicleteiros" estavam presentes para curtir o último show deste feriado. A banda, que é uma das mais requisitadas do Carnaval baiano, começará a vender os abadás do próximo ano já nesta Quarta-feira de Cinzas.

Newton - A ladeira começou agora

newton silva
O Trapalhão
Depois de fechar o caminho para as praias em pleno verão de 2008 e bloquear a ponte do Pontal durante um evento nacional, o alcaide Newton Silva aprontou mais uma trapalhada em Ilhéus.

Bagunça geral
Baseado sabe-se lá em que estudo alucinado, Newton mandou mudar a mão de várias ruas do centro, gerando uma enorme confusão e parando todo o tráfego em volta da Praça Cairú.

Tranca-rua
A confusão provocada por Newton foi tão grande e irritou tanta gente, que ele pediu arrêgo e cancelou as mudanças. Não antes de ganhar o apelido de “Newtinho tranca-rua” do radialista Vilanova.

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Ex-deputado Sérgio Naya é encontrado na Zona Sul de Ilhéus

O ex-deputado Sérgio Naya foi encontrado morto na tarde de hoje num quarto do hotel Jardim Atlântico, na Zona Sul de Ilhéus, onde se encontrava, aguardando para negociar a construção de um shopping na cidade. Segundo o médico chamado para o atendimento, a provável causa da morte foi um enfarto. As informações são do serviço de comunicação do hotel.

Segundo o estabelecimento, o motorista de Naya solicitou que o ex-deputado fosse chamado, pois não estava no lugar marcado para encontrá-lo. Os funcionários chegaram a procurá-lo em outras dependências do hotel, antes de entrar no quarto.

O corpo de Sergio Naya foi encaminhado ao Instituto Médico legal (IML) na cidade de Itabuna por Ilhéus não dispor do sérviço, onde aguarda a chegada dos familiares, que já foram avisados. Ele era proprietário da construtora Sersan, que ergueu o prédio Palace II, na Barra da Tijuca, na zona oeste da capital fluminense. O imóvel desabou em 22 de fevereiro de 1998, provocando a morte de oito pessoas, também dono de area localizada na rodovia Ilhéus Olivença.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Para Capitão Assumção, polícia é a principal vítima da falência da segurança

Brasília - A inoperância dos sistemas de segurança pública e de execução penal brasileiros foi criticada pelo deputado Capitão Assumção (PSB-PE). “As forças policiais estão em permanente desvantagem [em relação aos criminosos]”, avaliou. Segundo o parlamentar, a prisão de bandidos também não resolve o problema da segurança, porque eles são “sumariamente encaixotado em um DPJ (Departamento de Polícia Judiciária)” – onde, em vez de serem recuperados, tornam-se ainda mais perigosos.

Assumção afirmou que os graves problemas da segurança pública no País são mal compreendidos. “Nossa sociedade e os poderes públicos praticamente se deliciam em apontar os organismos policiais como responsáveis pelas altas taxas de criminalidade, como se a ausência de políticas públicas efetivas fosse culpa da polícia”, afirmou.

De acordo com o parlamentar, o estigma que acompanha os policiais é uma herança do estado de exceção que vigorou no Brasil até 1985. “A utilização das Forças Armadas e das forças policiais como braço do então ideológico Estado ditatorial repercute até os dias de hoje”, reclamou.

Algoz e vítima - O deputado avalia que a polícia é a principal vítima da falência da segurança pública. Ao referir-se à greve dos policiais no Espírito Santo em 2002, da qual participou, disse que “os militares viveram um movimento paredista, em que a reivindicação não eram melhorias salariais nem condições mínimas de trabalho - pois nem coletes tinham com que ir às ruas, tampouco armas - mas pura e simplesmente receber seus salários em dia.”

A solução dos problemas da segurança pública, segundo Capitão Assumção, passa pela capacitação e pela profissionalização dos policiais e ainda pela “preservação do sentido de humanidade” desses agentes. “O senso de cidadania não pode ser suprimido ao vestir uma farda ou um uniforme quando se está na missão de representar e exercer o poder conferido pelo Estado”, disse.

O parlamentar, que assumiu a vaga de Neucimar Fraga (PR-ES), afirma que sua atuação na Câmara em defesa da segurança pública será pautada pela inquietação e, por vezes, pelo inconformismo. “O volume de ocorrências delituosas colabora para a banalização da vida e muitos já não mais se impressionam com essa faceta perversa da desigualdade social”, afirmou.

Espicha Verão prolonga alta temporada em Itacaré


Itacaré será um dos quatro municípios contemplados pelo "Espicha Verão", projeto da Bahiatursa que visa prolongar a alta temporada. Nos dias 14 e 21 de março, serão promovidas atividades artísticas, culturais e esportivas, na Praça do Canhão. O anúncio foi feito pela presidente da instituição, Emília Silva, durante reunião com o trade turístico regional na última sexta-feira (13), no Centro de Convenções Luis Eduardo Magalhães, em Ilhéus.

O "Espicha Verão" estreou no ano passado, na capital baiana e, devido ao sucesso alcançado, será estendido também a cidades com grande potencial turístico, como Itacaré, Ilhéus e Porto Seguro. De acordo com Emília Silva, "a iniciativa ajudará a prolongar a alta estação após o Carnaval, quando o movimento começa a cair. "Toda a cadeia turística será beneficiada pelo projeto da Bahiatursa, que dará apoio com as atrações e divulgação entre as operadoras", informou a presidente.

Na reunião com os membros da Bahiatursa, Itacaré esteve representada pela secretária municipal de Turismo, Diana Quadros, o vice-prefeito, Rosival Bispo, o Diretor de Turismo Rural, Dalmo Marques, além do presidente e da primeira secretária do Instituto de Turismo de Itacaré (ITI), Cléber Filho e Cláudia Cruz. Também participaram do encontro o prefeito de Ilhéus, Newton Lima; o secretário do Turismo de Ilhéus, Hermano Fahning; o presidente do Convention Bureau, Marco Lessa; o presidente da Associação de Turismo de Ilhéus (Atil), Luigi Massa, além de empresários e membros de demais entidades.

A secretária de Turismo de Itacaré elogiou o projeto da Bahiatursa, pois é uma forma de combater a sazonalidade do setor turístico. "Precisamos de mais projetos que ampliem a alta temporada para todo o ano, deixando de concentrar o maior movimento apenas durante o verão. Em Itacaré, investiremos também na promoção de outros produtos, como o ecoturismo e a valorização das manifestações culturais", declarou Diana Quadros.

Prefeitura de Itacaré busca regularizar situação financeira


Para que o município possa firmar convênios e captar recursos para investir em serviços e obras para a comunidade, a Prefeitura de Itacaré vem buscando regularizar sua situação financeira. A gestão anterior deixou mais de 10 pendências, sendo o maior débito com a Previdência Social, que chega a mais de R$ 12 milhões. O vice-prefeito e secretário de Finanças, Rosival Bispo, informou que estão trabalhando para a negociação das dívidas, uma vez que o governo federal ampliou o parcelamento de 60 para 240 meses. O anúncio foi feito durante o Encontro Nacional dos Prefeitos e Vice-Prefeitos Eleitos, realizado nos últimos dias 10 e 11 em Brasília.De acordo com Rosival Bispo, os débitos do município foram descobertos somente após a posse do atual prefeito, Antônio de Anízio, uma vez que não houve processo de transição de governo. Não obtivemos quaisquer informações antes de assumirmos a administração municipal. Ainda estamos levantando os débitos e há muito o que corrigir, pois a situação está negativa, declarou. Normal Devido à falta de acesso aos documentos municipais antes da posse da atual gestão, a Prefeitura de Itacaré teria que devolver o ônibus recém entregue pelo Ministério da Educação. Não foi cumprido o prazo para a prestação de contas, que deveria ter sido feita até 22 de dezembro de 2008. Agora, estamos mantendo diálogo com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para que não tenhamos que entregar o veículo que seria destinado ao transporte escolar, informou Rosival. Segundo o prefeito Antônio de Anízio, está sendo feito tudo para que a situação financeira de Itacaré seja regularizada o mais rápido possível a fim de deixar o município habilitado para a realização de projetos financiados pelos governos federal e estadual. A meta é tirar Itacaré da lista de inadimplentes do Cadastro Único de Convênio (CAUC) e Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI).

1º Fest Verão de MotoCross agitou Taboquinhas no último final de semana

O público não se intimidou com o Sol forte e compareceu em peso para conferir o 1º Fest Verão de MotoCross, realizado no último domingo (15), no distrito de Taboquinhas, Itacaré. O palco do espetáculo foi a Fazenda Milagrosa, onde pilotos profissionais e amadores prenderam o fôlego dos espectadores, demonstrando habilidade em cada manobra. “Nunca pensei que fosse ver ao vivo o que eu só assistia pela televisão. É um esporte muito emocionante”, declarou o dono da propriedade, Aloísio Silva. Ainda na véspera da competição, quando ocorreram os treinos oficiais, nativos e turistas acompanharam a destreza dos pilotos amadores e profissionais. Entre destaques estavam os atuais campeões brasileiro e baiano, Rodrigo Lama e Leo Bala, respectivamente. As mulheres também foram bem representadas pela mineira Mariana Balbi, única brasileira a competir nos Estados Unidos, no WMA (Women’s Motocross Association), e considerada a quinta melhor piloto do mundo.O 1º Fest Verão de MotoCross foi organizado pela Associação de Motociclismo da Bahia (AMBA), com apoio da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Esporte e Juventude. A competição, que contou com o patrocínio do Instituto de Turismo de Itacaré, portal Itacare.com, Villas de São José e Jupará Motos, foi uma preliminar do campeonato baiano, cujo início está marcado para o mês de março. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, acompanhou os dois dias do evento e elogiou a iniciativa. Empreendimentos como este são extremamente positivo, pois estimulam a prática desportiva e movimentam a economia local, atraindo visitantes de várias partes do Brasil, declarou. Já a secretária de Esporte e Juventude, Irley Novais, anunciou que competições de outras modalidades estão sendo buscadas para serem realizadas em Itacaré. As provas foram abertas com a categoria MX3, que serviu para confirmar o talento da mineira Mariana Balbi, que liderou de ponta a ponta e fez os marmanjos comerem poeira. Em seguida, foi a vez dos moradores de Taboquinhas torcerem pelos conterrâneos, Jorge Andrade e Leléu Radical, que disputaram na Intermediário. A baiana Karla Dingo fez todos acreditarem que mais uma vez as mulheres seriam insuperáveis, andando na frente até a última volta, quando foi ultrapassada pelo gaúcho Vinícius. A corrida da categoria Nacional serviu para mostrar o favoritismo do sergipano Rodrigo Lama. Com apenas 16 anos, o piloto demonstrou seu talento, correndo com folga e surpreendendo o público com manobras ousadas. Mas o itabunense Leo Bala também fez bonito, chegando em segundo lugar com facilidade.A molecada de 13 anos também teve espaço durante o evento. Na prova da categoria Mirim, o vencedor foi o atual campeão baiano, Diego Brandão, de Ituberá. Em seguida, foi a vez da experiência dos veteranos do MotoCross, disputando a Nacional Open. Em uma corrida mais acirrada, o primeiro lugar foi conquistado por Gilberto, de Jequié.

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Mata-me!

16 de fevereiro de 2009.
Elias Reis

Semana passada a Justiça Italiana autorizou Beppino Englaro pôr fim à vida de sua filha, Eluana, há 17 anos em coma.Eluana morreu aos 38 anos já em estado vegetativo. A batalha judicial de Beppino durou uma década. Além de ferir os princípios cristãos, reacende o debate sobre a eutanásia e o suicídio assistido. Em fevereiro de 2000, o Jornal Correio Brasiliense publicou a história de um paciente com câncer terminal. Que após inúmeras tentativas para vence a doença, sem sucesso, optou pela eutanásia como forma de ter o controle da situação em que se encontrava. a de ele próprio decidir sobre a hora de sua morte e não apenas esperar de maneira impotente pela sua chegada. Segundo a revista Época n° 56l. Em 2006, o Conselho Federal de Medicina aprovou uma resolução que permitia ao médico suspender tratamentos e procedimentos que prolongassem a vida de doentes terminais ou sem chances de cura, desde que a família ou o paciente concordassem. No ano seguinte, a resolução foi declarada inconstitucional. Em São Paulo, uma lei estadual criada no governo Mário Covas permite que pacientes recusem tratamento médico e escolham onde querem morrer.
EUTANÁSIA do grego (eu) ethanatos (Morte), significa morte sem dor: tirar a vida de um ser humano com o objetivo de eliminar toda a dor. Alguns povos da antiguidade praticavam diversas formas de eutanásia. Os espartanos, por exemplo, lançavam do alto do monte os seus recém-nascidos deformados e até anciãos. Na Índia Antiga, os incuráveis eram jogados no rio Ganges. E em Roma, o polegar para baixo dos cézares era uma indulgente autorização que permitia aos gladiadores feridos morrerem sem muito sofrimento. Sócrates e Platão defendiam a idéia de que o sofrimento justificava o suicídio. Aristóteles e Hipócrates, ao contrário, condenavam o suicídio.O Cristianismo adota uma atitude totalmente contrária à eutanásia. A Igreja é a favor da vida, contra a cultura da morte. A ética cristã não se baseia no belo e saudável dos gregos. A difusão do cristianismo desqualificou a eutanásia. Com o renascimentoe a linha de pensamento de Francis Bacon, a idéia da eutanásia toma impulso naquele período. Mas é no século passado, durante o nazismo, que é bastante praticada. Tudo resultado de um movimento intelectual iniciado nos anos vinte. A eutanásia é também chamada de suicídio assistido, quando é o próprio paciente que tira sua vida com a ajuda do médico. Num país como o Brasil, a precariedade ou a falta de serviços médicos faz com que muitas pessoas já tenham a sua morte antecipada. O SUS não funciona. Os próprios planos de saúde exercem uma seleção daqueles que, além de terem condições de pagá-los, também se encaixam dentro dos critérios aceitos: tanto em relação à idade quanto ao tipo de doença que apresentam. Pode-se constatar, então, que a eutanásia social (mistanásia), nada tem a haver com motivos piedosos ou humanitários, mas servem ao interesse econômico-políticos. Refletindo em nossa situação como sociedade. Seria a legalização da eutanásia uma saída para uma vida sem sentido? É preciso muita cautela e discernimento com essa coisa de modernidade e novos tempos. Com a aprovação da eutanásia em nosso país cria-se um precedente perigoso para a legalização da maconha e outras drogas ilícitas; do aborto e tudo mais que é contra a cultura da vida.

domingo, 8 de fevereiro de 2009

1º BA VI do Ano - Tumulto na torcida deixa feridos no Barradão

Um tumulto iniciado na torcida Imbativeis do Vitória deixou cerca de 32 pessoas feridas no Barradão. No início do primeiro tempo do clássico Ba-Vi, a polícia tentou conter uma confusão de torcedores na arquibancada. houve corre corre e quem ficou em baixo foram pisoteados, diversas pessoas sofreram fraturas, as vítimas foram sendo atendidas na UTI Móvel de plantão no estádio e seguindo posteriormente para o hospital.

Bahia vence o clássico e assume liderança

No primeiro clássico Ba-Vi do ano, o Bahia não tomou conhecimento e bateu o Vitória por 2 a 0, no Estádio Manoel Barradas (Barradão), na tarde deste domingo, pela 7ª rodada do Campeonato Baiano.


Com o resultado, o tricolor assume a liderança da competição, com um jogo a menos, e mantém uma invencibilidade de três anos na casa do adversário. Os gols saíram apenas no segundo tempo, com o atacante Beto e o meia Élton. O público pagante foi de 35 mil.

A partida começou movimentada. Mas foi o Vitória que comandou as ações no primeiro tempo e assustou o Bahia, principalmente com o meia Jackson, que chegou com perigo ao gol de Fernando em três oprotunidades.

Passado o sufoco no fim da etapa inicial, o Bahia voltou melhor do intervalo e chegou ao primeiro gol logo aos 15 minutos. Após cobrança de falta, Beto apareceu livre na área, chutou cruzado e abriu o placar no Barradão.

A pressão tricolor continuou forte. E, aos 19 minutos, Élton aproveitou a falha do goleiro Viáfara para aumentar a vantagem para o Bahia.

O Vitória se atirou ao ataque, mas o Bahia passou a segurar o resultado, priorizando a defesa e saindo nos contra-ataques. No final da partida, após cometer uma falta dura, o volante Vanderson levou cartão vermelho e foi expulso da partida.

Na quarta-feira, 11, o Bahia recebe o Poções, no Estádio de Pituaçu. Já o Vitória, encara o Ipitanga, fora de casa.

Outros jogos da rodada: Poções 1 x 4 Vitória da Conquista, Feirense 0 x 0 Fluminense, Itabuna 1 x 0 Colo Colo, Atlético 1 x 0 Camaçari e Ipitanga 1 x 2 Madre de Deus.

Classificação

1º Bahia 16 pontos

2º Vitória 15

3º Fluminense 13

4º Vitória da Conquista 11

5º Madre de Deus 11

6º Itabuna 11

7º Poções 10

8º Atlético 9

9º Feirense 8

10º Camaçari 6

11º Colo Colo 4

12º Ipitanga 3

Confira onde obter mais informações sobre irregularidades nas contas públicas

Não basta um voto responsável. Passadas as eleições, é hora de redobrar a atenção no exercício da cidadania para evitar a má gestão do dinheiro público.

A fiscalização das contas de órgãos do executivo e casas legislativas municipais, que devem estar disponíveis durante 60 dias, entre 1º de abril e 15 de junho, deve ser feita de forma articulada e em grupo.

Uma vez constatadas irregularidades, o caminho é enviar denúncias ao Ministério Público, à Assembleia Legislativa, aos tribunais de contas e conselhos municipais.

Neste processo, é imprescindível a participação da sociedade para denunciar prefeituras e câmaras municipais. Confira o endereço na internet de movimentos sociais, ONGs e órgãos públicos onde é possível obter informações sobre os gestores ou registrar sua denúncia.

Campanha Quem não deve não teme
http://www.politicaspublicasbahia.org.br

Articulação em Políticas Públicas
http://www.politicaspublicasbahia.org.br

Transparência Brasil
http://www.transparencia.org.br

Contas Abertas
http://contasabertas.uol.com.br

Excelências
http://www.excelencias.org.br

Fórum de Informações Públicas
http://www.informacaopublica.org.br

Livre Acesso
http://www.livreacesso.net

Dinheiro Público
http://www.dinheiropublico.com.br

Ministério Público do Estado
http://www.mp.ba.gov.br

Ministério Público Federal
http://www.mpf.gov.br

Tribunal de Contas dos Municípios
http://www.tcm.ba.gov.br

Tribunal de Contas do Estado
http://www.tce.ba.gov.br

Tribunal de Contas da União
http://www.tcu.gov.br

Contas Públicas
http://www.contaspublicas.gov.br

Prefeitura de Salvador
http://www.pms.ba.gov.br

Câmara Municipal de Salvador
http://www.cms.ba.gov.br

Governo da Bahia
http://www.bahia.ba.gov.br

Transparência Bahia
http://www.senhaaberta.ba.gov.br

Assembleia Legislativa
http://www.alba.ba.gov.br

Presidência da República
http://www.presidencia.gov.br

Portal da Transparência
http://www.portaltransparencia.gov.br

Câmara dos Deputados
http://www2.camara.gov.br

Senado Federal
http://www.senado.gov.br

Supremo Tribunal Federal
http://www.stf.jus.br

Tribunal de Justiça da Bahia
http://www.tjba.jus.br

Colo Colo de Ilhéus Dançou ao Ritmo do Trem Bala Itabunense

Diante de forte influencia carnavalesca o colo colo de Ilhéus foi derrotado pelo Itabuna com um gol da grande revelação deste baianão, Berola, sem duvida o nome do jogo. Ficou nisso 1 x 0 para o Itabuna e o colo colo de Zé Maria volta para a cidade vizinha sem ao menos passar na avenida para tomar uma e ouvir aquela musica que tem um trechinho assim...EU VOU BEBER CACHAÇA, EU TOMAR MÉ, e por ai vai...colo colo precisa de tomar providencias rapidas senão pode voltar a pensar em amadorismo. falando em amadorismo o Prefeito de Ilhéus Colocou um setentão para dirigir o esporte em Ilhéus..será que o esporte em Ilhéus vai servir apenas para lembranças?

Bahia 2 x 0 Vitoria - Abatido Como um Gatinho em Sua Própria Casa

Senhores, boa noite, depois de desastrosa tarde/noite quando o rubro negro perde um classico para o Bahia arqui rival de 2 a 0, vitoria time de equlibrio financeiro, 1ª divisão, que disputará a sulamericana, e que prepara-se para o próximo campeonato brasileiro. Não pode partir para um classico estadual, mantendo no banco de reservas jogador como william (que participou praticamente de todos os ataques ao lado de marquinhos no brasileiro passado). Quem chega tem que entrar para fazer ao lado dele o papel de marquinhos, Leandro Domingues foi vendido ou emprestado e não substituiram, Marquinhos vendido e não substituiram, Marcelo Cordeiro vendido e não substituido, quando digo que não substituiram eu me refiro a nomes á altura dos mesmos. embora reconheça que no vitoria tenha nomes afins, mais nenhum com a caracteristica deles. Uma pena. desculpe-me o lateral Roque, os atacantes washington, e andré Luis, Nadson que infelismente é limitado, e outras contratações caducadas pela nossa diretoria, que as vezes tem pratas da casa a altura do profissional e insiste manter jogadores com o futebol sem estima de alguns como Vanderson, Apodi, Anderson Martins que inclusive não cresce na partida, Jackson sou fã incondicional dele mais já estabeleceu suas condições um dia joga bem outro dia pessimo. Será que iremos continuar tupiniquins até quando? Vitória coloca os rafaeos para jogar dar a william a titularidade que merece, mantem apenas BIda como cabeça de area desse time arranja outro para jogar ao seu lado, mantem Bosco na sua lateral de origem e rafael na outra, o outro rafael de meia, escolhe um atacante desses que temos e enfia no ataque e consegue um meia esquerda para substituir Leandro Domingues, isso é o que falta no vitoria vergonha na cara e respeito por parte de quem dirige essa equipe e fica laboratoriando o time para vendas futuras. O Vitoria é grande, e sempre foi, desculpe quem não gosta mais o Vitoria de Pirinho, de Geraldo Orrico, Alfredo Miguel, Carlos Mascarenhas, Valnei Quintela, ACM, Manoel Barradas, Maneca Tanajura pai, Paulo Carneiro (meteu os pés pelas mãos mais deu outro rumo), João Manta, Antonio Manta, Alvinho Barriga Mole, Carlinhos, da torcida Falange, Leões, Imbativeis, Toca e tantas outras, além desses anonimos torcedores que fazem da arena Barradão o que se viu hoje, 35.000 mil pagantes mais de seiscentos mil reais em pleno verão de muita praia...Alex, Jorginho, Mancini e outros ACORDEM QUE O LEÃO É DA BARRA E O VITORIA É DA SUA TORCIDA. EU TE AMO VITORIA E ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE.

Hoje ás 17h00 Itabuna x Colo-Colo-BA Luiz Viana Filho em Itabuna

Hoje teremos apartir das 17H o grande clássico do cacau, Itabuna e Colo Colo de Ilhéus, sem dúvida imperdível, a rivalidade das duas cidades prometem muitas surpresas, principalmente por que a anfitriã acontece o 1º carnaval antecipado do Brasil, a alguns anos Ilhéus tentou ser detentora desse feito e fracassou diante da péssima gestão do prefeito em exercício na época, mas Itabuna retomou sua postura e hoje mantém a sua hegemonia no carnaval antecipado e pretende também levar isso para o estádio Luiz Viana Filho hoje atarde. Os torcedores do Itabuna prometem reger o time ao ritmo do axé e afro samba do Trem Bala, ganhar o jogo e partir comemorando até o corredor do carnaval.
O Colo Colo de Ilhéus, tímido e místico irá tentar jogar balde de água salgada no carnaval do time grapiúna, trazendo consigo a vitória que tanto aspira ao campeão baiano de 2006, que não vem bem nesse campeonato, precisando de um triunfo hoje para mostrar que o elenco foi escolhido pela qualidade e não pela imposição da diretoria.

Ba-Vi coloca rivalidade à prova e vale a liderança do Baianão

Após seis rodadas disputadas no Campeonato Baiano, Bahia e Vitória se encontram neste domingo para realizar o primeiro Ba-Vi do ano. O clássico promete ser um dos mais disputados dos últimos anos, com ingredientes de sobra para esquentar o duelo dentro do gramado do Barradão.

O Bahia vem de um processo de reformulação na administração e tem como o responsável pela montagem de um novo time o ex-presidente do arquirrival, Paulo Carneiro. O ex-cartola rubro-negro é o diretor de futebol do Bahia, que contratou 21 reforços para a temporada além de uma nova comissão técnica, capitaneada por Alexandre Gallo.

Por assumir um posto no Bahia, Paulo Carneiro é vítima de um processo de expulsão do Conselho Deliberativo do Vitória. O time rubro-negro também passou por uma grande reformulação este ano. Entre novos contratados e jogadores que voltaram ao clube, são 16 nomes que tentarão o tricampeonato Estadual, além da Copa do Brasil, Brasileirão da Série A e Copa Sul-Americana.

Apesar de ter perdido os 100% de aproveitamento com a derrota por 1 a 0 para o Fluminense de Feira na última rodada, o Vitória entra em campo como o líder com 15 pontos. Já o Bahia vem de uma seqüência de quatro triunfos e ocupa a vice-liderança com 13 pontos, mas tem um jogo a menos a ser realizado contra o Madre de Deus no sábado de Carnaval.

O Tricolor vai entrar em campo com a moral de ser a única equipe invicta da competição e a que detém o melhor aproveitamento: 86%. Além disso, o Bahia não perde para o Vitória no Barradão há três anos. No último jogo na casa do rival, a equipe tricolor goleou por 4 a 1. As duas maiores forças do estado se encontrarão para disputar o 414º Ba-Vi.

O Bahia leva ampla vantagem na história dos confrontos com 169 vitórias contra 121 do Vitória e 123 empates. Analisando os últimos 19 anos, no entanto, o Vitória supera o Bahia. Foram 47 triunfos para o Rurbro-negro contra 40 do Tricolor e 34 empates.

Para o duelo deste domingo, o técnico Vágner Mancini fez treino secreto mais não deu para esconder o time. Apodí, poupado da última partida, está de volta e o meia William também retorna após cumprir suspensão automática.

No Bahia, o técnico Alexandre Gallo aguarda a posição do departamento médico em relação à situação do goleiro Marcelo, que sofreu uma entorse no joelho esquerdo. Se não der para Marcelo, Fernando será o titular.

Gallo também deixa para os vestiários a confirmação do retorno do volante Élton, que desfalcou a equipe no último jogo por causa de uma contratura muscular, mas já está recuperado. O treinador pode manter o Léo Medeiros, que substituiu Élton contra o Alagoinhas.

Mais cinco jogos completam a sétima rodada do Campeonato Baiano: Feirense x Fluminense-BA; Itabuna x Colo-Colo-BA; Alagoinhas x Camaçari; Ipitanga x Madre de Deus e Poções x Vitória da Conquista.

VITÓRIA x BAHIA

Data: 08/02/2009 (domingo)
Horário: às 17h (18h em Brasília)
Local: estádio Barradão, em Salvador
Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação (BA)
Auxiliares: Luiz Carlos Silva Teixeira e Raimundo Carneiro de Oliveira (BA)

VITÓRIA
Viáfara; Apodi, Thiago Gomes, Anderson Martins e Bosco; Vandeson, Bida, Jackson, André Luis e Willian; Washington.

Técnico: Vágner Mancini

BAHIA
Fernando (Marcelo); Patrício, Alison, Nen e Rubens Cardoso; Leandro, Élton (Léo Medeiros), Hélton Luiz e Ananias; Beto e Reinaldo Alagoano.
Técnico: Alexandre Gallo

Secretaria de Agricultura de Itacaré terá sede montada em Taboquinhas


Comprovando a relação próxima com os habitantes do campo, a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Itacaré terá sua sede no distrito de Taboquinhas. A inauguração será realizada neste sábado (07), quando será realizado o primeiro Dia de Campo. A decisão inédita foi aprovada pelo prefeito Antônio de Anízio, natural do distrito. "Uma marca do nosso governo é o contato direto com a comunidade e nada mais justo a sede da Secretaria estar inserida em sua área de trabalho", declarou

Para dar suporte às atividades, a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente terá um posto na zona urbana, mas a maioria das ações estará concentrada em Taboquinhas. Segundo o titular da pasta, Ricardo Brazão, "cerca metade da população de Itacaré vive na zona rural. Com a sede próxima aos moradores do campo, estaremos mais acessíveis àqueles que serão beneficiados e nosso trabalho será mais eficiente".

A abertura oficial da sede da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente em Taboquinhas acontecerá junto com diversas atividades voltadas aos moradores da zona rural. O primeiro Dia de Campo contará com palestras e o lançamento de convênios como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que integra uma das ações do Programa Fome Zero, do Governo Federal. A iniciativa adquire produtos junto a agricultores familiares para atender às populações de baixa renda.

Outras parcerias que serão oficializadas no Dia de Campo em Taboquinhas serão com a Petrobrás para a produção de biodiesel, e com a Biofábrica de Cacau para distribuição de mudas. Também haverá o lançamento de projetos voltados para comunidades quilombolas, raízes, horta orgânica, apicultura e mandiocultura, através do SEBRAE, e cursos de capacitação e assessoria técnica da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA).

Projeto altera regras para conselhos públicos de ensino

Brasília - A Câmara analisa o Projeto de Lei 4483/08, da deputada Luiza Erundina (PSB/SP), que define a estrutura dos conselhos escolares e transfere dos sistemas de ensino para estados e municípios a responsabilidade pela legislação que garanta a "gestão democrática do ensino público". O projeto altera a chamada Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9394/96).
Atualmente, essa atribuição é dos sistemas de ensino, que a executam por meio de normas - na maioria das vezes de natureza administrativa -, que têm menos impacto que uma lei.
"As instâncias de governo têm, indubitavelmente, a responsabilidade pela formulação, gestão e fiscalização dos seus respectivos sistemas de ensino", destaca Erundina. Ele acredita, no entanto, que, sem desconsiderar essa prerrogativa do poder público, "a participação da sociedade se mostra não apenas desejável, mas imperativa".
Composição

Segundo a proposta, esses conselhos devem ser compostos pelo diretor da unidade (membro nato) e por representantes eleitos pela equipe técnica, corpo docente e demais servidores ou empregados e corpo discente.
O conselho deverá ter função deliberativa e defender os interesses dos alunos e das finalidades e objetivos da educação pública.
Paralelamente, o projeto determina a criação de um colegiado dos conselhos escolares, chamado de "Conselho de Representantes dos Conselhos de Escola". Esse grupo será responsável por garantir, na sua circunscrição, os seguintes princípios: democratização da gestão; democratização do acesso e permanência; e qualidade social da Educação.
O conselho de representantes deverá ser composto por dois representantes do órgão responsável pelo sistema de ensino e por dois representantes de cada conselho de escola existente na região.
Tramitação

O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Prefeitos do Sul da Bahia e secretários estaduais debatem ações nos municípios

Os secretários estaduais de Educação, Adeum Sauer, e de Desenvolvimento Urbano, Afonso Florence participaram hoje (7) em Itabuna, de um encontro com prefeitos do Sul da Bahia. O encontro, coordenado pelo deputado federal Geraldo Simões (PT) teve o objetivo de mostrar a atuação do Governo da Bahia nos municípios e ouvir reivindicações dos prefeitos para a educação, saneamento básico e urbanismo. "O governador Jaques Wagner vem realizando um grande trabalho e a partir deste ano as ações serão intensificadas, com investimentos que vão resultar na melhoria da qualidade de vida da população", disse Geraldo Simões. Ele vem atuando como interlocutor dos prefeitos junto ao Governo Estadual e ao Governo Federal.

Um exemplo desse trabalho é a reivindicação, já atendida pelo ministro da Previdência José Pimentel, para a implantação de agências do INSS em Camamu, Ibicarai, Ibirapitanga, Itororó, Prado, Santa Cruz Cabrália, Una e Uruçuca, facilitando o acesso de pessoas que necessitam dos serviços previdenciários. No próximo dia 11, os prefeitos das cidades que receberão as agências, participam, juntamente com Simões, de uma audiência com o ministro Pimentel em Brasília.

A reunião em Itabuna contou com a participação dos prefeitos de Uruçuca, Moacyr Leite (presidente da Associação dos Municípios da Região Cacaueira-Amurc); Camamu, Ioná Queiroz (presidente da Associação de Municípios do Baixo Sul-Amubs) Coaraci, Josefina Castro; Ibicaraí, Lenildo Santana; Itapitanga, Dernival Dias; Potiraguá, Olyntho Alves Moreira; Itororó, Adroaldo Almeida; Pau Brasil, Antonio Prado; Ibirapitanga, Antonio Conceição Almeida(Gude); Itapetinga, José Carlos Moura; Gongogi, Altamirando de Jesus Santos(Sapão); e de Arataca, Agenor Birschner. Também estiveram presentes secretários municipais, representando os prefeitos de Itamaraju, Mascote e Itacaré.

Também estiveram presentes vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais e dirigentes de órgãos estaduais, além dos deputados estaduais Jota Carlos e Capitão Fábio, o diretor de relações institucionais da Petrobrás Rosemberg Pinto e o presidente estadual do PT Jonas Paulo. "Vamos estabelecer um diálogo mais estreito entre o governador e os secretários com os prefeitos, que conhecem mais de perto as necessidades da população", destacou o deputado estadual Jota Carlos.

Interação

O prefeito de Uruçuca e presidente da Amurc, Moacyr Leite Júnior, destacou a importância do encontro como forma de aproximar os municípios dos programas dos governos federal e estadual. "Encontros como esse criam um vínculo mais próximo com os governos centrais. Vamos também implantar, na Amurc, reuniões como essa. Queremos programar a vinda de secretários e técnicos do governo estadual a cada mês na sede da Amurc, para estreitar esses laços dar suporte aos nossos prefeitos", adianta Moacyr Leite.

Quem também aprovou a idéia do encontro foi a presidente da Associação dos Municípios do Baixo Sul (Amubs), Ioná Queiroz. Para ela, reuniões como essa estreitam as relações dos municípios com o governo estadual. "A conseqüência positiva do encontro é a maior proximidade dos prefeitos com as secretarias estaduais e empresas públicas federais, a exemplo da Petrobrás. Isso fortalece as políticas públicas do estado e do governo federal no município, o que beneficia a população de uma forma geral", observou a prefeita Ioná Queiroz.

Para o prefeito de Itororó, Adroaldo Almeida, esses encontros se constituem numa oportunidade para atrair investimentos como obras e programas sociais. Além disso, Adroaldo buscou viabilizar uma parceria com a Petrobrás para os festejos juninos nos municípios, apoiando uma das mais ricas manifestações culturais do Nordeste. Já Lenildo Santana, prefeito de Ibicaraí fez contatos para a melhoria do ensino público, ampliação do saneamento básico e construção de casas populares na cidade. "Hoje, através do deputado Geraldo Simões, temos um canal direto com o governador Jaques Wagner e o presidente Lula".

Lalau, Josias, Jader, Renan, Marcos, Roberto, Edmar e outras figurinhas.

Ter a capacidade de reconhecer os próprios erros e falhas está ligado à história de vida da pessoa, à cunhagem de caráter que lhe dá a consciência para discernir o certo do errado. Quem “nasce, por exemplo, em um país onde a monogamia é lei e o homem “pula a cerca”, “Afoga o ganso”, Molha o biscoito”, “Dá umazinha na rua”, sua consciência vai culpá-lo, o reconheça ou não o erro. Já quem nasce num país onde a poligamia é tolerada não é errado um homem ter duas ou mais mulheres para satisfazê-lo sexualmente. Logo, absorvemos os valores e as regras de onde vivemos.
Há quem ignore, obviamente, os valores e regras do ambiente, pratique erros e não os reconheça. É o caso de alguns políticos e autoridades. Todos se lembram do ex-juiz Lalau que desviou uma fortuna do Tribunal Regional do Trabalho em São Paulo, mas, apesar de ser sentenciado, nunca admitiu tal desvio; O primeiro processo de cassação do ex-prefeito de Ilhéus, Valderico, foi uma verdadeira palhaçada. “Houve marmelada” -, afirmou na época a vereadora Carmelita Ângela. Aqueles vereadores que pegaram o “mensalinho” pelo voto, até hoje nunca admitiram tal propina; Documentos apócrifos dizem que as “malas-preta” de Marcos Valério fizeram escala em Ilhéus. Niguém do PT ilheense nunca admitiu. Mesmo assim sobrou somente para Josias. Josias foi cassado e continua negando a bagatela dos 50 mil reais sacados na boca do caixa, em Brasília; Jader Barbalho, ex-presidente da Câmara fez esquema ilícito pesado com o Banco do Estado do Pará. Foi cassado e até hoje se julga inocente; Renan Calheiros, ex-presidente do Senado Federal, depois de muita mentira, sonegação fiscal e uso de laranjas, renunciou à presidência da casa. Só não foi cassado, devido uma manobra orquestrada pelo próprio executivo federal. O santinho do Renan continua no cenário nacional como braço forte do atual presidente, José Sarney; O atual corregedor da Câmara Federal, deputado Edmar Moreira, é outro mau-exemplo do cenário político. Se utilizando de testa-de-ferro é detentor de um mega castelo, avaliado em R$ 30 milhões. Situação que retrata muito bem os políticos do Brasil, da Bahia e, também de alguns ilheenses, já ricaços - frutos da política local.
Estes se enquadram naquelas pessoas que criam um padrão de comportamento de acordo com o interesse delas. O mesmo acontece com os gestores irresponsáveis que promovem licitações fraudulentas. O Brasil está cheio desses gestores ladrões. O esquema é pesado!
Sabemos até que ninguém gosta de errar, mas a carne é fraca, e ai mete os pés pelas mãos. Sim, existem as leis e regras. E ai?
Nossos políticos parecem peixes-exceções no mar de lama chamado vida pública, pois não conseguem discernir o certo do errado. A maioria simplesmente não tem consciência.

Elias Reis

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Festa de Iemanjá reuniu nativos e turistas em Itacaré






Nativos e turistas de Itacaré participaram juntos da festa de Iemanjá realizada na última segunda-feira (02). A concentração foi em frente à Colônia de Pescadores Z-18, onde os fiéis iniciaram as homenagens, entoando cânticos e dançando em honra a orixá. Às 15 horas, foi iniciada a procissão terrestre em direção ao porto, onde 10 embarcações aguardavam as oferendas para levá-las ao alto-mar.

A festa em honra a Iemanjá reuniu dois terreiros de candomblé da cidade, de Dona Noca e Dona Júlia, além da yalorixá de Brasília, Ilda de Xangô. O encontro das três casas de candomblé aconteceu na Praça do Canhão, de onde todos saíram juntos para render homenagens a uma das orixás mais cultuadas do Brasil.

Os festejos do dia de Iemanjá em Itacaré foram realizados pela comunidade, comerciantes e Clube da Melhor Idade Alegria de Viver. A festa contou ainda com o apoio da Prefeitura de Itacaré. Acompanharam as celebrações o vice-prefeito e secretário de Finanças, Rosival Bispo (Ró), a secretária de Turismo, Diana Quadros, e o secretário de Transporte e Trânsito, Jorge Marabá.

Origem da Festa Mesmo diretamente ligada ao Candomblé e à Umbanda, a Festa de Iemanjá atrai devotos de outras religiões, que depositam oferendas em troca de pedidos ou agradecimentos. Na mitologia iorubá, a orixá é a rainha das águas, por isso é bastante cultuada entre pescadores e marinheiros. Os fiéis também a consideram a deusa do amor e da fertilidade.

Iemanjá é uma deusa abrasileirada, resultado da mistura de Kianda angolense (deusa do mar) e Iemanjá (deusa dos rios). Os seios fartos remetem à origem africana, o corpo de peixe vem das sereias européias e os cabelos longos e negros da origem indígena, a Iara dos tupis. Seu nome deriva da expressão Yèyé omo ejá, que significa mãe cujos filhos são peixes.

Michel Temer é eleito presidente da Câmara

O deputado Michel Temer (PMDB-SP), apoiado por um bloco de 14 partidos, foi eleito presidente da Câmara dos Deputados para o biênio 2009/10, com 304 do total de 509 votos. O deputado Ciro Nogueira (PP-PI), do PP, ficou em segundo na eleição, com 129 votos. Aldo Rebelo (PCdoB-SP), do bloco PCdoB-PSB-PMN-PRB e Psol, foi o terceiro colocado, com 76 votos.

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Salário Mínimo de R$ 465,00 Continua Mínimo Para o Trabalhador Brasileiro

O salário Mínimo vai aumentar agora em fevereiro para R$ 465,00 e os preços já começaram a subir desde de dezembro ultimo, o trabalhador quando receber o novo salário estará recebendo já defasado como sempre. Ele nunca recebe o seu mínimo no máximo,a escrita continua, mínimo é mínimo.

Histórico do salário mínimo no Brasil:

O salário mínimo surgiu no Brasil em meados da década de 30. A Lei nº 185 de janeiro de 1936 e o Decreto-Lei nº 399 de abril de 1938 regulamentaram a instituição do salário mínimo, e o Decreto-Lei nº 2162 de 1º de maio de 1940 fixou os valores do salário mínimo, que passaram a vigorar a partir do mesmo ano. O país foi dividido em 22 regiões (os 20 estados existente na época, mais o território do Acre e o Distrito Federal) e todas as regiões que correspondiam a estados foram divididas ainda em sub-região, num total de 50 sub-regiões. Para cada sub-região fixou-se um valor para o salário mínimo, num total de 14 valores distintos para todo o Brasil. A relação entre o maior e o menor valor em 1940 era de 2,67.

Esta primeira tabela do salário mínimo tinha um prazo de vigência de três anos, e em julho de 1943 foi dado um primeiro reajuste seguido de um outro em dezembro do mesmo ano. Estes aumentos, além de recompor o poder de compra do salário mínimo, reduziram a razão entre o maior e o menor valor para 2,24, já que foram diferenciados, com maiores índices para os menores valores. Após esses aumentos, o salário mínimo passou mais de oito anos sem ser reajustado, sofrendo uma queda real da ordem de 65%, considerando-se a inflação medida pelo IPC da FIPE.

Em dezembro de 1951, o Presidente Getúlio Vargas assinou um Decreto-Lei reajustando os valores do salário mínimo, dando início a um período em que reajustes mais freqüentes garantiram a manutenção, e até alguma elevação, do poder de compra do salário mínimo. Da data deste reajuste até outubro de 1961, quando ocorreu o primeiro reajuste do Governo de João Goulart, houve um total de seis reajustes. Neste período, além de os reajustes terem ocorrido em intervalos cada vez menores (o último, de apenas 12 meses), ampliou-se bastante o número de valores distintos para o salário mínimo entre as diversas regiões. Deve-se ressaltar que nos dois primeiros reajustes deste período o aumento do maior salário mínimo foi muito superior ao do menor, com a razão entre eles atingindo 4,33 em julho de 1954, seu maior valor histórico.

A partir de 1962, com a aceleração da inflação, o salário mínimo voltou a perder seu poder de compra, apesar dos outros dois reajustes durante o Governo de Goulart. Após o golpe militar, modificou-se a política de reajustes do salário mínimo, abandonando-se a prática de recompor o valor real do salário no último reajuste. Passou-se a adotar uma política que visava manter o salário médio, e aumentos reais só deveriam ocorrer quando houvesse ganho de produtividade. Os reajustes eram calculados levando-se em consideração a inflação esperada, o que levou a uma forte queda salarial decorrente da subestimação da inflação por parte do governo.

Em 1968, passou-se a incluir uma correção referente à diferença entre as inflações esperadas e realizadas, sem, no entanto, qualquer correção referente às perdas entre 1965 e 1968. Neste período, que durou até 1974, houve ainda uma forte redução no número de níveis distintos de salário mínimo, que passou de 38 em 1963 para apenas cinco em 1974. Também reduziu-se a relação entre o maior e o menor salário mínimo, que atingiu a valor de 1,41 no final do período.

De 1975 a 1982, os reajustes do salário mínimo elevaram gradualmente seu poder de compra, com um ganho real da ordem de 30%. Em 1979, os reajustes passaram a ser semestrais, e em valores que correspondiam a 110% da variação do INPC. Além disso, manteve-se a política de estreitamento entre os distintos valores, que em 1982 já eram somente três, e com a razão entre o maior e o menor salário no valor de 1,16.

A partir de 1983, as diversas políticas salariais associadas aos planos econômicos de estabilização e, principalmente, o crescimento da inflação levaram a significativas perdas no poder de compra do salário mínimo. Entre 1982 e 1990, o valor real do salário mínimo caiu 24%. Deve-se destacar ainda que em maio de 1984 ocorreu a unificação do salário mínimo no país.

A partir de 1990, apesar da permanência de altos índices de inflação, as políticas salariais foram capazes de garantir o poder de compra do salário mínimo, que apresentou um crescimento real de 10,6% entre 1990 e 1994, em relação à inflação medida pelo INPC.

Com a estabilização após o Plano Real, o salário mínimo teve ganhos reais ainda maiores, totalizando 28,3% entre 1994 e 1999. Neste mesmo período, considerando-se a relação do valor do salário mínimo e da cesta básica calculado pelo DIEESE na cidade de São Paulo, o crescimento foi de 56%.

Há duas conclusões importantes a destacar a partir dos dados que mostra a evolução histórica do salário mínimo desde 1940. Em primeiro lugar, ao contrário de manifestações muito corriqueiras de que o poder de compra do salário mínimo seria hoje muito menor que na sua origem, os dados mostram que não houve perda significativa.

Em segundo, foi com a estabilização dos preços a partir de 1994 que se consolidou a mais significativa recuperação do poder de compra do mínimo desde a década de 50. Em 2008 o Presidente Lula resolveu "arredondar" o valor do salário mínimo que seria pouco mais de R$ 413,00 para R$ 415,00 com vigência a partir de 01 de março, sendo que em 2009 o reajuste será a partir de 01 de fevereiro e de 2010 para frente sempre a partir de 01 de janeiro com pagamento até o quinto dia útil do mês de fevereiro.

Dia de Iemanjá em Itacaré terá procissões terrestre e marítima

Flores, perfumes, leques, sabonetes e espelhos estarão entre os presentes para Iemanjá, que serão lançados ao mar de Itacaré, nesta segunda-feira, 2 de fevereiro. Os festejos começam a partir de meia-noite, com o toque dos atabaques dos candomblés. A partir das 14 horas, será iniciada a procissão terrestre, saindo da Colônia de Pesca Z-18. O cortejo irá em direção ao porto, onde 10 embarcações estarão esperando as oferendas.
A festa em honra à rainha do mar reunirá dois terreiros de candomblé da cidade, de Dona Noca e Dona Júlia, além da yalorixá de Brasília, Ilda de Xangô. As oferendas a Iemanjá serão levadas em seis balaios confeccionados por artesãos locais e decorados pelos devotos da orixá, que é uma das mais cultuadas no Brasil.
Os festejos serão realizados pela comunidade, comerciantes de Itacaré e Clube da Melhor Idade Alegria de Viver. A celebração também contará com o apoio da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Turismo. “A festa de Iemanjá é uma das mais tradicionais do nosso país e não poderia deixar de acontecer na nossa cidade”, declarou a secretária Diana Quadros.

Festa de Iemanjá
Iemanjá é uma deusa abrasileirada, resultado da mistura de elementos europeus, ameríndios e africanos. Ela chegou ao Brasil como resultado da mistura de Kianda angolense (deusa do mar) e Iemanjá (deusa dos rios). O corpo de peixe vem das sereias européias e os cabelos longos e negros remetem à origem indígena, a Iara dos tupis. Seu nome deriva da expressão Yèyé omo ejá, que significa mãe cujos filhos são peixes.

Avante Leão- Rumo ao Tri

Imbatível: Vitória vence mais um no Baianão
Apesar da reação no fim, Feirense não foi páreo para o líder do Estadual
Com a vitória sobre o Feirense por 2 a 1, na tarde deste domingo, o Vitória abriu cinco pontos de vantagem para o segundo colocado do Campeonato Baiano, o rival Bahia. A equipe rubro-negra é a única que tem 100% de aproveitamento no Estadual, tendo vencido os cinco jogos que disputou na competição.

O gol de Marcos Neves, no fim da partida assustou mas não foi o bastante para derrubar o Leão que, na frente no placar graças a Wallace e Neto Baiano, pôde se dar ao luxo de tomar seu segundo gol no Baianão sem fazer feio diante de sua torcida.
No primeiro tempo da partida, o Feirense montou uma mulhara na defesa e o Leão teve dificuldades em atacar, o que se refletiu no placar e no semblante do técnico Vagner Mancini. O 0 a 0 no fim da primeira etapa fez o comandante rubro-negro fechar a cara e se recusar a falar com os jornalistas.
Na etapa complementar, o Leão voltou melhor e ofereceu mais perigo ao adversário, que teve de recorrer às faltas. Foi aí que a técnica superior do Rubro-Negro fez a diferença.

Aos 12 minutos, Wallace recebeu o cruzamento dentro da área e, aproveitando-se do erro do goleiro Marcelo, que saiu mal do gol, abriu o placar. Onze minutos depois, William invadiu a área e, calçado, conseguiu o pênalti a favor do time da casa. Na cobrança, Neto Baiano fez o segundo gol.
No fim da partida, o Feirense aproveitou a relaxada do Vitória e descontou. Ueider, aos 40 minutos, cruzou para Marcos Neves que cabeceou, definindo o placar: 2 a 1.
FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 2 X 1 FEIRENSE
DATA/HORÁRIO: 01/02/09 às 17h
LOCAL: Estádio Barradão
ÁRBITRO: Lúcio José Silva de Araújo
AUXILIARES: Belmiro da Silva e José Carlos Oliveira dos Santos
GOLS: Wallace, 12'/2ºT (1-0); Neto Baiano, 23'/2ºT (2-0); Marcos Neves, 40'/2ºT (2-1)
CARTÃO AMARELO: Germínio, Gel, Marcos Neves, Kekel, João Paulo e Biriguidi (FEI); Apodi e Willian (VIT)
CARTÃO VERMELHO:
PÚBLICO/RENDA:
VITÓRIA: Viáfara, Apodi, Thiago Gomes, Wallace, Roque (Bosco, Intervalo); Vanderson, Bida, Willian, Jackson; André Luis (Nadson, 27'/2ºT) e Washington (Neto Baiano, 11'/2ºT). TÉCNICO: Vagner Mancini
FEIRENSE: Marcelo Augusto, Ueider, Valdo, Nildo, Gel, Germínio, Kekel, Dentinho (João Paulo, 14'/2ºT), Marcos Neves, Jaiminho (Biriguidi, 19'/2ºT) e Ricardinho (Jamaica, 31'/2ºT). TÉCNICO: Duzinho

Confira o placar da rodada:

Fluminense 0 x 1 Bahia
Vitória 2 x 1 Feirense
Vitória da Conquista 2 x 0 Atlético
Colo Colo 1 x 0 Camaçari
Itabuna 3 x 2 Ipitanga
Poções 1 x 0 Madre de Deus