quinta-feira, 23 de abril de 2009

Câmara aprova a MP da Merenda Escolar (22/04/2009 - 20:06)

Brasília - A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (22) o projeto de lei de conversão do deputado Carlos Abicalil (PT-MT) para a Medida Provisória 455/09, que inclui os alunos do ensino médio e da educação infantil no programa de transporte escolar e os do ensino médio no programa federal de merenda.
A MP 455/09 autoriza o governo federal a repassar recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) diretamente para as escolas e revoga a Lei 8.913/94, que regulamenta a municipalização da merenda escolar.

Na avaliação do deputado Marcondes Gadelha (PSB/PB), a medida liberta as escolas da inadimplência dos municípios. De acordo com a medida, se o repasse de recursos aos municípios ou aos estados for suspenso por falta de prestação de contas, irregularidade na execução do programa ou inexistência de conselho de alimentação escolar, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) pode transferir o dinheiro diretamente às unidades executoras das escolas, com a dispensa de licitação para a compra emergencial dos alimentos durante 180 dias.
A medida também estende a alimentação e o transporte escolar financiados pelo FNDE aos alunos das escolas públicas do ensino médio e do médio profissionalizante.
Mais investimentos - Segundo o Ministério da Educação (MEC), com a inclusão dos estudantes do ensino médio no programa, o investimento na merenda saltou de R$ 1,49 bilhão em 2008 para R$ 2,02 bilhões neste ano. O número de estudantes atendidos subiu de 34,6 milhões para 41,9 milhões.
Outra novidade introduzida pela MP prevê que 30% dos gêneros alimentícios para a alimentação escolar sejam obrigatoriamente produzidos pela agricultura e pelo empreendedor familiar. “Isso, além de beneficiar os estudantes com uma alimentação mais adequada, fomenta a economia local promovendo o desenvolvimento a partir da educação. Aliás, esse modelo já vem sendo desenvolvido com muito sucesso no Estado de Pernambuco”, ressalta o líder do PSB, deputado Rodrigo Rollemberg (PSB/DF).
Transporte escolar - Segundo o MEC, serão aplicados R$ 574,6 milhões no Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar e no Programa Dinheiro Direto na Escola, além da merenda escolar.
Cerca de 1,1 milhão de crianças e jovens serão atendidos pelo programa de transporte escolar, nos níveis de ensino infantil e médio da zona rural. Aproximadamente 12,2 milhões de alunos serão beneficiados com recursos financeiros para manutenção física e pedagógica das escolas que oferecem educação infantil e ensino médio.

Letícia Alcântara/ Informações da Agência Câmara

terça-feira, 21 de abril de 2009

Enem exigirá do aluno capacidade de relacionar temas


O novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que deverá substituir o vestibular de parte das universidades federais a partir deste ano, exigirá dos estudantes conhecimento, raciocínio e, principalmente, capacidade de relacionar temas para chegar à resposta correta. Uma mesma pergunta poderá incluir, ao mesmo tempo, temas de história e geografia, de biologia e química ou de literatura e compreensão de linguagem.

Exemplos de questões preparadas para a reportagem pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) mostram que o novo Enem será não apenas mais longo, mas bem mais complexo. "No Enem atual, o aluno não precisa, por exemplo, saber ciências. Uma pessoa que lê bastante pode ter um bom resultado", explica o presidente do Inep, Reynaldo Fernandes. "O novo exige mais conhecimento de conteúdo.

Festival Gastronômico de Itacaré termina na noite desta terça-feira

Após quatro dias de atividades, o II Festival Gastronômico de Itacaré chega ao fim nesta terça-feira (21). O evento engloba atividades artísticas, exposição de obras de arte, exibição de filmes e degustação dos melhores pratos. Com palco, praça de alimentação e mercado de artesanato, a estrutura está montada na Praça do Fórum, centro da cidade. Encerrando a iniciativa, haverá a premiação dos 14 estabelecimentos inscritos na mostra e apresentação de quadrilha junina, uma prévia do próximo grande evento do município: o São João.
Tendo como tema central a França, no portal de entrada do Festival, uma réplica com cerca de cinco metros da torre Eiffel introduz o clima em homenagem à nação referência das artes e culinária. Segundo a secretária municipal de Turismo, Diana Quadros, a segunda edição do Festival Gastronômico está superando as expectativas. A chuva não está intimidando o público, que vem lotando o espaço todas as noites. Não só turistas, que vieram à cidade para aproveitar o feriado prolongado, mas também nativos estão comparecendo em peso, disse a secretária.
Com shows de música e dança, o evento gastronômico oferece entretenimento ao público prestigiando os artistas e grupos locais. Um dos nossos objetivos é fortalecer os talentos da nossa terra, complementou a secretária de turismo. A abertura do Festival contou com apresentação da Fanfarra de Itacaré (Faita) e show de voz e violão com Jorge Massa. Na segunda noite, o Balé Dançarte apresentou o cancan francês.
O II Festival Gastronômico está sendo realizado pela Secretaria Municipal de Turismo e Associação dos Comerciantes e Empresários do Ramo Turístico de Itacaré (Acerti). O evento ainda é patrocinado pelo Conselho Municipal de Turismo (Comtur), SEBRAE, AMBEV, M21, Vilas de São José e Pousada Pedra Torta. Comerciantes locais e empresários do setor hoteleiro também apóiam a iniciativa.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Ilhéus é hoje uma cidade sem pedintes cara de pau

Ilhéus vive um dos seus piores momentos políticos da História, seu gestor não tem coragem ou humildade ou talvez cara de pau para ir ao governador do estado pedir obras para a cidade, vive na dependência da Deputada Estadual Ângela Souza que ao ver do povo ilheense não sabe a diferença entre requerimento de grande porte a pedido de presidente de Associação. E o tempo vai passando e as eleições para governador, deputados, senadores e presidente está na porta, que irá fazer o gestor municipal com os nossos quase 120.000 mil votos? Eis o momento de barganhar com as esferas estaduais e federais recursos para nosso município, passando o período eleitoral será muito difícil Gal ganhar alguma migalha para Ilhéus. É preciso ter cara de pau para ir aos gabinetes estaduais e federais pedir, será que a formação do senhor Newton Lima deixou espaço para humildade ou cara de pau como tem que ser o bom político?

Wagner recebe prefeito de Itororó e garante obra



O prefeito de Itororó, Adroaldo Almeida, foi recebido pelo governador Jaques Wagner na tarde de quinta-feira (16). Na audiência, articulada pelos deputados petistas Geraldo Simões (federal) e Jota Carlos (estadual), o prefeito solicitou a urbanização do bairro Grande Loteamento, o mais populoso de Itororó e um dos mais carentes.

No ofício, o gestor municipal observa a necessidade de obras de infra-estrutura e urbanização naquela localidade, como forma de garantir aos moradores melhor qualidade de vida. O governador recebeu o ofício e se comprometeu em atender ao pedido. “Esta será a maior obra do estado no município. Ações como implantação de rede de esgoto, pavimentação e paisagismo vão garantir aos moradores do Grande Loteamento condições dignas de vida”, resume o prefeito Adroaldo Almeida.

Ele destaca que sua luta é pela recuperação da auto-estima da população, por isso sua administração foca no social, sem esquecer as obras estruturantes e de urbanização. “Itororó apresentas índices sociais preocupantes. Isso é fruto de administrações que não priorizam a população. Nosso trabalho é pautado nisso, porque é para a população que governamos. Foi o povo quem nos escolheu”.

Valorização do funcionalismo

O prefeito cita como exemplo desse cuidado com a população a valorização do funcionalismo e dos professores municipais, que receberão aumento salarial em 1º de maio. Os professores de Itororó vão ter direito ao piso de R$ 950,00 por 40 horas semanais. Esse é um grande avanço para a categoria, mas será beneficiada a educação como um todo, observa. Adroaldo explica que com essas ações, além das adequações pedagógicas na rede, quer melhorar o índice do Ideb no município ainda este ano. Sabemos que é um trabalho que demanda tempo, mas queremos começar desde o primeiro ano, afirma. Ele lembra que assim como a educação, outras áreas estão sendo priorizadas, como a segurança, a zona rural e os distritos. Com as obras de urbanização que devem ser iniciadas em breve estaremos atendendo aos principais anseios da população e cumprindo nossos compromissos de campanha, finaliza. De acordo com o prefeito, a subprefeitura mudará completamente a história da localidade. Ele cita, a título de comparação, a forma como as questões administrativas eram resolvidas em Rio do Meio. No passado, a administração do distrito era obrigada a ir até a sede buscar autorização para resolver pequenos problemas, o que emperrava o trabalho. Com a subprefeitura implantada aqui, isso não será mais necessário, afirma Adroaldo. Para garantir essa autonomia, a subprefeitura será dotada de orçamento próprio, que atenderá às exigências do dia a dia. O prefeito Adroaldo Almeida diz estar satisfeito por, em pouco mais de 100 dias de governo, avançar em questões cruciais para resolver os problemas administrativos do município, que se arrastavam por décadas. “Hoje digo com muito orgulho que Rio do Meio conquistou a sua independência, graças a Adroaldo, que vem cumprindo as suas promessas de campanha, discursou a subprefeita de Rio do Meio, Irandi Andrade. A inauguração contou com a presença de todos os secretários do município e dos seis vereadores da base aliada, além de um público estimado em 250 pessoas. “Ainda não fizemos grandes obras, mas o que fizemos está melhorando a vida das pessoas. Fui o prefeito mais votado da história do município, e isso aumenta ainda mais a minha responsabilidade e o meu desejo de fazer o melhor por Itororó e por nossa gente”, afirmou o prefeito na entrega da obra.

domingo, 19 de abril de 2009

Dirceu descarta Ciro Gomes para Presidencia em 2010

José Dirceu, ex-chefe da Casa Civil do governo Lula, não engoliu a história que o deputado federal Ciro Gomes (PSB) anda pregando: de que seria melhor a base aliada ter dois candidatos à sucessão de Lula, para o caso de a provável candidata do PT, Dilma Rousseff, não decolar. É claro que Ciro defende que o outro nome seja ele, pelo PSB.

Dirceu disse, neste domingo, em Pernambuco, que a proposta não tem sentido e que o melhor mesmo é a base aliada do governo Lula sair unida em torno de um candidato único. Portanto, caso Ciro Gomes insista em sair candidato, o que iria inclusive contra a orientação do seu próprio partido, seria por sua conta e risco, assumindo o caráter de postulante de oposição.

Os petistas apostam que Dilma manterá a linha ascendente nas pesquisas de opinião e que chegará a janeiro de 2010 em um patamar de popularidade capaz de viabilizar o seu nome para a sucessão de Lula, o que dispensaria a ajuda que Ciro propõe.

Jogadores do Atlético prometem correria para superar o Vitória no Carneirão

Último confronto das duas equipes acabou com derrota do rubro-negro


Danilo Azevedo, do A TARDE

Um confronto de velhos conhecidos. De um lado o Atlético, do técnico Ferreira, que nos últimos quatro anos jogou oito vezes contra o Vitória e venceu apenas três dos confrontos. De outro, o rubro-negro, time de melhor campanha na fase classificatória, buscando o tricampeonato estadual, agora sob comando do gaúcho Paulo César Carpegiani, com passagens pelo Flamengo, São Paulo, Corinthians e seleção paraguaia.


Jogo também se ganha no banco. Assim entendem os dois comandantes, que prometem surpresas na tarde deste domingo, 19. Mas não tem muito mistério. O Vitória vai jogar pela primeira vez com três zagueiros porque, segundo Carpegiani, a formação é para explorar o potencial ofensivo de Apodi, que jogará mais solto e com menos obrigação de marcar. Quem retorna à equipe, depois de esquentar o banco contra o Juventude e ter sua entrada em campo pedida pela torcida, é o volante Bida. Com as mudanças, André Luis e Uelliton voltam a figurar entre os reservas.


O Atlético teve a semana toda para treinar e para programar mudanças na equipe. Devido a problemas com suspensões, lesões e impedimentos contratuais de alguns atletas, o técnico Ferreira faz duas alterações no time que começou o jogo do último domingo contra o Vitória. Tobias, zagueiro contratado esta semana, faz a sua estreia, e Garrinchinha deve retornar ao meio-campo, como segundo volante, depois de se recuperar de uma contusão. “Ganhar em casa é de suma importância para jogarmos com vantagem em Salvador. Se não sairmos daqui com um triunfo, será muito difícil chegar à final”, alerta o treinador atleticano.


Retrospecto – Se retrospecto vale alguma coisa, é bom o Vitória ter cuidado, pois Ferreira ainda não perdeu para o rubro-negro jogando no sistema de mata-mata. Em 2006, quando treinava o Colo-Colo, foram quatro partidas, com três vitórias e um empate a favor do técnico da equipe do interior.


Além desse retrospecto positivo, o Carcará conta com o apoio de sua torcida que promete lotar o Estádio Antonio Carneiro e incentivar do início ao fim, devido à empolgação na cidade. Na última sexta, os jogadores receberam a premiação pela classificação à fase semifinal e acertaram com o presidente Albino Leite o “bicho” caso cheguem à decisão.


Apesar de ter a vantagem de jogar por dois resultados iguais, o Vitória deve ir para cima do Atlético, apostando principalmente nos avanços de Apodi e nos lançamentos de Bida. Outro duelo à parte será o dos atacantes Neto Baiano, artilheiro do campeonato com 14 gols, e Robert, destaque atleticano e terceiro maior goleador do certame com 12 gols. Cobiçado por Bahia e Vitória, promete infernizar a vida dos rubro-negros. O jogo de volta da semifinal do Campeonato Baiano será na quarta-feira, às 20h10, no estádio Barradão.

Matéria publicada pelo Jornal A região diz que Newton Lima vai ter que se explicar

Prefeitura de Ilhéus não explica falta de merenda
nas escolas municipais e uma dirigente do Conselho de Alimentação Escolar (CAE) ironiza as declarações do secretário de educação, Sebastião Maciel. merenda
Ele não conseguiu explicar como foram consumidos mais de R$ 230 mil em alimentos adquiridos para a merenda escolar entre 26 e 31 de dezembro.
Maciel disse que o ano letivo em Ilhéus teria sido encerrado no dia 6 de janeiro, e consumidos todos os alimentos comprados em dezembro e no início deste ano.
A presidente do Conselho de Alimentação Escolar (CAE) ilheense, Jaciara Silva, disse que “pouquíssimas escolas” encerraram o ano em janeiro. “Como iriam consumir a merenda em tão poucos dias? O valor foi exorbitante”.
Desde o final do ano passado e até o dia 23 de janeiro, a prefeitura comprou um total de R$ 660 mil em produtos para a merenda escolar para os 23 mil alunos da rede municipal.
Mesmo após a denúncia feita por Jaciara, na edição passada de A Região, a maioria das escolas continua sem merenda. São exemplos dessa situação as escolas municipais do Salobrinho e do Banco da Vitória (colégio Herval Soledade).
A estudante Valdeci Ferreira estuda à noite no Herval Soledade. “Desde que as aulas começaram, não tem merenda”, confirma. A situação não é exclusiva dos estudantes do noturno. “Não tem (merenda) em nenhum turno”.
Valdeci diz que nem mesmo a diretora sabe informar “quando a merenda chega”. As aulas em Ilhéus começaram no dia 16 de fevereiro.
Sem merenda
A presidente do CAE confirma que a grande maioria das escolas continua sem merenda. O conselho possui cópias das notas fiscais das compras e revela, por exemplo, que não foram pequenas. “São toneladas de produtos”.
Em nenhum momento a prefeitura explicou onde foram parar as compras de R$ 660 mil efetuadas entre 26 de dezembro e 23 de janeiro. Só entre 26 e 31 de dezembro, foram R$ 280 mil em quatro notas fiscais: R$ 78.130, R$ 81.607,80, R$ 41.063 e R$ 78.130.
Jaciara informou que a denúncia será investigada pelo Ministério Público Estadual. “O prefeito (Newton Lima) e o secretário (de educação) que se expliquem judicialmente”.
A presidente do conselho refutou as insinuações do secretário Sebastião Maciel, de que o órgão estaria fazendo “oposição” ao governo. “O que há é um conselho que fiscaliza e existe para denunciar os desmandos do governo”.



Também é notícia em A Região
ferrovia Ferrovia
A Ferrovia Leste-Oeste, que vai ligar o futuro Porto Sul de Ilhéus a Tocantins, atravessando o oeste baiano, começa a se tornar realidade com o traçado, já entregue ao governador Jaques Wagner. As obras podem começar em agosto e ficar prontas em 2012.


MPE pode investigar Newton por prejuízo
de R$ 2 milhões que teria sido causado aos cofres da prefeitura de Ilhéus, em uma transação que envolveu o Banco do Brasil, em setembro do ano passado.
O prefeito teria quebrado contrato ao transferir a conta da prefeitura do banco Itaú para o Banco do Brasil, instituição que ofereceu R$ 6 milhões para operar a conta da prefeitura.
O caso veio à tona através de denúncia feita pelo vereador Alisson Mendonça, em plenária na Câmara de Vereadores. Segundo o vereador, o contrato com o Itaú venceria em meados de março de 2009.
“Mas o prefeito não esperou pelo vencimento e, numa atitude apressada, causou um prejuízo de aproximadamente R$ 2 milhões em multa e quebra de contrato. Foi um gasto desnecessário, que deveria ser aplicado em recuperação de estradas ou construção de casas”.
Depois que a informação se tornou pública, Alisson conta que o Ministério Público encaminhou à prefeitura uma solicitação pedindo cópias de todos os documentos referentes ao contrato, incluindo prazos e valores.
O vereador explica que, se o MP decidir ajuizar uma ação contra o prefeito e a justiça acatar a denúncia, o prefeito será obrigado a devolver o dinheiro aos cofres públicos.
A folha de pagamento da prefeitura estava em poder do Bradesco. Em 2005, o ex-prefeito Valderico Reis a vendeu para o Itaú.

sábado, 18 de abril de 2009

PSB fará pesquisas para decidir candidatura Ciro Gomes a Presidencia da Republica em 2010

Aliado histórico do presidente Lula, o PSB decidiu fazer pesquisas e contatos políticos em todos os Estados para avaliar a possibilidade de ter um candidato próprio à Presidência da República em 2010. O partido teme a força de uma possível chapa puro-sangue do PSDB - José Serra-Aécio Neves - e, por isso, acha que a base de apoio ao governo Lula deve ter mais de um candidato para enfrentá-la, do contrário, poderá perder a eleição no primeiro turno.
"Vamos fazer um levantamento nacional para interpretar o momento político e verificar se há espaço para a candidatura do deputado Ciro Gomes (PSB-CE)", informou o deputado Beto Albuquerque (PSB-RS). A ideia, explicou o deputado, é medir, com as pesquisas, não apenas a viabilidade eleitoral de Ciro, mas a possibilidade de alianças em cada Estado da Federação.
Ontem, a Executiva Nacional do PSB se reuniu em Brasília para definir o planejamento estratégico, trabalho que será concluído até o fim deste semestre. O encontro, fechado, foi comandado pelo presidente do partido, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Na reunião, ficou acertado que as pesquisas serão feitas pelo instituto Ipsos, empresa que vem fazendo enquetes e outras pesquisas para o PSB desde a eleição de 2006. A ideia é profissionalizar o partido, fortalecendo-o para enfrentar as próximas eleições proporcionais e majoritárias.
Vice-presidente do PSB, Albuquerque disse que, embora o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), diga o contrário neste momento, a tendência é que ele componha com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), líder absoluto das pesquisas de opinião na corrida à sucessão do presidente Lula. "O Aécio vai acabar vice do Serra e, aí, a parada vai ficar dura", comentou o deputado.
O presidente tem defendido o lançamento de uma candidatura única da base governista em 2010 - a da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. Lula acredita que, se Dilma for a única candidata da situação, ganhará a eleição no primeiro turno. Aliados de presidente acham, no entanto, que ele tem dito isso para não melindrar seu partido, o PT, que não abre mão da candidatura própria e, por isso, tem dificuldades para apoiar o nome de um outro partido.
O movimento dos integrantes do PSB por uma candidatura própria e alternativa à de Dilma Rousseff tem outra motivação. O PSB, bem como outros partidos de esquerda aliados de Lula, perdeu espaço na aliança desde que o PMDB entrou formalmente para a base governista, em 2007. O presidente já definiu que o vice de Dilma em 2010 será indicado pelo PMDB, reduzindo ainda mais o espaço dos partidos de esquerda.
"Nossa estratégia não é viabilizar o segundo turno para o candidato do governo, mas ir para o segundo turno", observou Beto Albuquerque.
Ontem, no programa partidário gratuito do PSB, o deputado Ciro Gomes falou como candidato. Elogiou as medidas do governo Lula para enfrentar a crise internacional, mas apresentou seu partido como alternativa para enfrentar os problemas decorrentes da turbulência. A estratégia recente de Ciro tem sido visitar todos os Estados para falar da crise e de seus efeitos em cada um deles.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Wagner recebe prefeito de Itororó e garante obra

O prefeito de Itororó, Adroaldo Almeida, foi recebido pelo governador Jaques Wagner na tarde de quinta-feira (16). Na audiência, articulada pelos deputados petistas Geraldo Simões (federal) e Jota Carlos (estadual), o prefeito solicitou a urbanização do bairro Grande Loteamento, o mais populoso de Itororó e um dos mais carentes.

No ofício, o gestor municipal observa a necessidade de obras de infra-estrutura e urbanização naquela localidade, como forma de garantir aos moradores melhor qualidade de vida. O governador recebeu o ofício e se comprometeu em atender ao pedido. Esta será a maior obra do estado no município. Ações como implantação de rede de esgoto, pavimentação e paisagismo vão garantir aos moradores do Grande Loteamento condições dignas de vida, resume o prefeito Adroaldo Almeida.

Ele destaca que sua luta é pela recuperação da auto-estima da população, por isso sua administração foca no social, sem esquecer as obras estruturantes e de urbanização. “Itororó apresentas índices sociais preocupantes. Isso é fruto de administrações que não priorizam a população. Nosso trabalho é pautado nisso, porque é para a população que governamos. Foi o povo quem nos escolheu”.



Valorização do funcionalismo

O prefeito cita como exemplo desse cuidado com a população a valorização do funcionalismo e dos professores municipais, que receberão aumento salarial em 1º de maio. Os professores de Itororó vão ter direito ao piso de R$ 950,00 por 40 horas semanais. Esse é um grande avanço para a categoria, mas será beneficiada a educação como um todo, observa.

Adroaldo explica que com essas ações, além das adequações pedagógicas na rede, quer melhorar o índice do Ideb no município ainda este ano. Sabemos que é um trabalho que demanda tempo, mas queremos começar desde o primeiro ano, afirma. Ele lembra que assim como a educação, outras áreas estão sendo priorizadas, como a segurança, a zona rural e os distritos. Com as obras de urbanização que devem ser iniciadas em breve estaremos atendendo aos principais anseios da população e cumprindo nossos compromissos de campanha, finaliza.



Subprefeitura garante autonomia a Rio do Meio

O município de Itororó aposta na descentralização administrativa para garantir mais agilidade na solução dos problemas nos distritos. Esta semana, o distrito de Rio do Meio teve inaugurada sua subprefeitura, como parte dessa política inovadora implantada pelo prefeito Adroaldo Almeida (PT). O distrito fica distante 10 quilômetros da sede e também é localizado às margens da BR-415.

De acordo com o prefeito, a subprefeitura mudará completamente a história da localidade. Ele cita, a título de comparação, a forma como as questões administrativas eram resolvidas em Rio do Meio. No passado, a administração do distrito era obrigada a ir até a sede buscar autorização para resolver pequenos problemas, o que emperrava o trabalho. Com a subprefeitura implantada aqui, isso não será mais necessário, afirma Adroaldo. Para garantir essa autonomia, a subprefeitura será dotada de orçamento próprio, que atenderá às exigências do dia a dia.

O prefeito Adroaldo Almeida diz estar satisfeito por, em pouco mais de 100 dias de governo, avançar em questões cruciais para resolver os problemas administrativos do município, que se arrastavam por décadas. Hoje digo com muito orgulho que Rio do Meio conquistou a sua independência, graças a Adroaldo, que vem cumprindo as suas promessas de campanha, discursou a subprefeita de Rio do Meio, Irandi Andrade.

A inauguração contou com a presença de todos os secretários do município e dos seis vereadores da base aliada, além de um público estimado em 250 pessoas. Ainda não fizemos grandes obras, mas o que fizemos está melhorando a vida das pessoas. Fui o prefeito mais votado da história do município, e isso aumenta ainda mais a minha responsabilidade e o meu desejo de fazer o melhor por Itororó e por nossa gente, afirmou o prefeito na entrega da obra. O prefeito de Itororó, Adroaldo Almeida, foi recebido pelo governador Jaques Wagner na tarde de quinta-feira (16). Na audiência, articulada pelos deputados petistas Geraldo Simões (federal) e Jota Carlos (estadual), o prefeito solicitou a urbanização do bairro Grande Loteamento, o mais populoso de Itororó e um dos mais carentes. No ofício, o gestor municipal observa a necessidade de obras de infra-estrutura e urbanização naquela localidade, como forma de garantir aos moradores melhor qualidade de vida. O governador recebeu o ofício e se comprometeu em atender ao pedido. “Esta será a maior obra do estado no município. Ações como implantação de rede de esgoto, pavimentação e paisagismo vão garantir aos moradores do Grande Loteamento condições dignas de vida”, resume o prefeito Adroaldo Almeida.Ele destaca que sua luta é pela recuperação da auto-estima da população, por isso sua administração foca no social, sem esquecer as obras estruturantes e de urbanização. “Itororó apresentas índices sociais preocupantes. Isso é fruto de administrações que não priorizam a população. Nosso trabalho é pautado nisso, porque é para a população que governamos. Foi o povo quem nos escolheu. Valorização do funcionalismo. O prefeito cita como exemplo desse cuidado com a população a valorização do funcionalismo e dos professores municipais, que receberão aumento salarial em 1º de maio. Os professores de Itororó vão ter direito ao piso de R$ 950,00 por 40 horas semanais. Esse é um grande avanço para a categoria, mas será beneficiada a educação como um todo”, observa. Adroaldo explica que com essas ações, além das adequações pedagógicas na rede, quer melhorar o índice do Ideb no município ainda este ano. Sabemos que é um trabalho que demanda tempo, mas queremos começar desde o primeiro ano, afirma. Ele lembra que assim como a educação, outras áreas estão sendo priorizadas, como a segurança, a zona rural e os distritos. Com as obras de urbanização que devem ser iniciadas em breve estaremos atendendo aos principais anseios da população e cumprindo nossos compromissos de campanha, finaliza. Subprefeitura garante autonomia a Rio do Meio O município de Itororó aposta na descentralização administrativa para garantir mais agilidade na solução dos problemas nos distritos. Esta semana, o distrito de Rio do Meio teve inaugurada sua subprefeitura, como parte dessa política inovadora implantada pelo prefeito Adroaldo Almeida (PT). O distrito fica distante 10 quilômetros da sede e também é localizado às margens da BR-415. De acordo com o prefeito, a subprefeitura mudará completamente a história da localidade. Ele cita, a título de comparação, a forma como as questões administrativas eram resolvidas em Rio do Meio. No passado, a administração do distrito era obrigada a ir até a sede buscar autorização para resolver pequenos problemas, o que emperrava o trabalho. Com a subprefeitura implantada aqui, isso não será mais necessário, afirma Adroaldo. Para garantir essa autonomia, a subprefeitura será dotada de orçamento próprio, que atenderá às exigências do dia a dia. O prefeito Adroaldo Almeida diz estar satisfeito por, em pouco mais de 100 dias de governo, avançar em questões cruciais para resolver os problemas administrativos do município, que se arrastavam por décadas. Hoje digo com muito orgulho que Rio do Meio conquistou a sua independência, graças a Adroaldo, que vem cumprindo as suas promessas de campanha, discursou a subprefeita de Rio do Meio, A inauguração contou com a presença de todos os secretários do município e dos seis vereadores da base aliada, além de um público estimado em 250 pessoas. Ainda não fizemos grandes obras, mas o que fizemos está melhorando a vida das pessoas. Fui o prefeito mais votado da história do município, e isso aumenta ainda mais a minha responsabilidade e o meu desejo de fazer o melhor por Itororó e por nossa gente, afirmou o prefeito na entrega da obra.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Valor: Ciro diz-se freio à radicalização eleitoral

Em mais uma escala na viagem pelo país organizada pelo PSB para tentar emplacar sua candidatura à Presidência da República no ano que vem, o deputado federal Ciro Gomes (PE) deixou claro ontem em Porto Alegre que o objetivo da articulação não é apenas lançar mais um nome governista - além da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff - para evitar o risco de uma vitória ainda no primeiro turno do pré-candidato do PSDB, o governador de São Paulo, José Serra. A ideia também é conter o crescimento da vereadora em Maceió e ex-senadora Heloísa Helena (P-SOL) e evitar uma "radicalização" do processo eleitoral como aconteceu recentemente em outros países da América Latina.
Segundo Ciro, a ex-senadora e ex-candidata à Presidência em 2006 pode atrair os votos dos eleitores que desejam mudanças embora sejam simpáticos ao governo do PT. Na opinião dele, Heloísa tem força suficiente para provocar um segundo turno porque poderia ser o estuário de toda essa imensa corrente de pensamento que tem simpatia em relação ao governo Lula mas não acha que a questão seja pura e simplesmente conservar tudo o que está aí. mas é isso que interessa ao país, uma radicalização que no dia seguinte levaria à réplica daquilo que estamos assistindo?, indagou.
Para o pré-candidato, essa radicalização já existe entre o PT e o PSDB desde a redemocratização e abre espaços para a preservação de uma fração da classe política marcada pela corrupção pela cultura da fisiologia, da ineficiência, do desperdício, do privilégio e da roubalheira que não muda nunca. De acordo com ele, hoje, diante da falta de diálogo com os tucanos, o PT acaba justificando as alianças "mais incompreensíveis" para governar, "violentando toda a sua história".
A tese de Ciro é que ao entrar na corrida eleitoral como parte do mesmo campo político do presidente Lula, mas "para ganhar" com novas propostas para áreas como educação, saúde e segurança e para as reformas tributária, previdenciária e política, ele teria condições de ficar com os votos de quem quer mudanças no governo, que melhorou "todos" os indicadores sociais e econômicos do país, sem a volta do PSDB ao poder. Não será pela nossa conduta nem pela nossa militância que o país terá um risco de retrocesso conservador, afirmou.
O deputado negou ter acusado a ministra da Casa Civil de "não ter projeto", mas afirmou que a eleição de 2010 não pode se transformar em um "choque vazio" pelo poder entre petistas e tucanos. Ele disse que pretende montar a "maior aliança possível" para 2010, mas admitiu que está disposto a concorrer sozinho para apresentar uma "proposta genuína" e deixar para fazer as "legítimas concessões" num eventual segundo turno. "Alianças extremas no primeiro turno pasteurizam o debate porque fica todo mundo igual."
Conforme Ciro, o mesmo raciocínio vale para a eleição no Rio Grande do Sul, onde o PT tenta voltar ao governo depois de perder para o PMDB em 2002 e para o PSDB em 2006. Nome mais cotado pelos petistas gaúchos até agora para a disputa ao governo do Estado, o ministro da Justiça, Tarso Genro, já disse que só admite concorrer se for por consenso partido e com apoio de outras siglas, como o PSB, o PCdoB e ainda o PTB e o PDT.
Time que não joga não faz torcida, afirmou Ciro. Na opinião dele, o Rio Grande do Sul, como o Brasil, precisa de novas alternativas e o PSB pode concorrer ao governo gaúcho com o deputado federal Beto Albuquerque, numa aliança com o PCdoB, o PDT e o PTB. Temos grande afinidade com esses companheiros. Para o próprio Beto Albuquerque, o PSB e outros partidos não podem mais orbiitar em torno da disputa local inventada entre o PT e o PMDB. Temos conversado com várias forças políticas, com o PDT, o PCdoB, o PTB e inclusive o PP, afirmou.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Adroaldo garante piso nacional a professores e reajusta servidores


O prefeito de Itororó, Adroaldo Almeida (PT), encaminhou à Câmara Municipal, na semana passada, dois projetos de lei que beneficiam o funcionalismo municipal. No primeiro, PL 010/2009, o prefeito concede reajuste salarial linear de 5,9% aos funcionários concursados. Já os professores da rede municipal, com carga de 40 horas semanais, serão beneficiados pelo projeto de lei 011/2009, que regulamenta no município o piso nacional do magistério, que é de R$ 950,00. Após serem aprovados pela Câmara, os dois reajustes entram em vigor em 1º de maio, Dia do Trabalhador.

O gestor afirma que o aumento para o funcionalismo não vai ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal, o que foi comprovado por estudos de técnicos da própria prefeitura. “De um lado, temos as condições legais e orçamentárias e, de outro, o salário do funcionalismo está achatado. É nosso compromisso recuperar o poder de compra do salário de nossos trabalhadores, o que também reflete positivamente na economia local”, argumenta o prefeito Adroaldo Almeida.

De acordo com a mensagem do prefeito à Câmara, o percentual de reajuste adotado para os servidores (excluídos os professores) corresponde a média do índice inflacionário (IPCA), dos últimos 12 meses, e manterá os gastos com o pessoal dentro dos limites previstos pela lei de Responsabilidade Fiscal e dos limites Constitucionais. “Analisado o impacto desse reajuste na folha de pessoal e comprovada a sua possibilidade de concessão, temos o intuito de minimizar as perdas salariais e melhorar as condições das categorias que encontram-se com suas remunerações achatadas”, afirma.

Professores

O piso nacional do magistério está previsto na alínea e do inciso III do artigo 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e disposições da Lei Federal n° 11.738/2008. “O que estamos propondo é a regulamentação do que dispõe a citada lei, fruto da luta dos trabalhadores e trabalhadoras em educação no país ao longo dos últimos anos, e que foi viabilizada pelo empenho e compromisso do presidente Lula com a educação. E é esse empenho e compromisso que quero repetir em Itororó, não só com a educação, mas com todos os setores da administração”, observa Adroaldo.

Crianças carentes de Uruçuca ganham festa de Páscoa

As 86 crianças da creche municipal Irmã Angelina, em Uruçuca viveram uma Páscoa inesquecível. A creche, que atende crianças com idade entre 3 a 5 anos em situação de vulnerabilidade social, celebrou a paixão e ressurreição de Cristo proporcionando momentos de alegria a meninos e meninas em sua maioria filhos de pais desempregados ou que trabalham. Elas ganharam sua ceia de Páscoa e todas levaram para casa ovos de chocolate, o desejo de toda criança nessa época.

Não esquecemos daqueles que mais precisam de atenção em nosso Governo, especialmente as famílias mais carentes, disse o prefeito de Uruçuca, Moacyr Leite. Na quinta-feira, dia 9, os alunos da creche tiveram sua festa, com brincadeiras tradicionais da infância a exemplo da cantiga de roda e distribuição de doces e ovos de Páscoa. Queremos retomar nas crianças os exemplos de nossos país e de nossos avós, as tradições de família, sem perder de vista os avanços tecnológicos, destacou a secretária Municipal de Educação, Fabricia Santos.

Fantasiada de coelhinha de páscoa a pequena Letícia de 5 anos aprovou a festa. Eu gosto mesmo é de dançar, disse ela, que além de brincar com os colegas gosta mesmo é de salada de frutas. Outro que acompanhou Letícia nas brincadeiras, o pequeno Tieri de 5 anos, disse que gosta do atendimento dos professores e, quanto ao cardápio oferecido na creche, aprecia mesmo o tradicional feijão e arroz , com carne bovina ou frango e também a salada de frutas.

Parlamentares defendem PEC que combate o déficit habitacional

Deputados querem acelerar a tramitação da PEC 285/08, que garante recursos públicos para a redução do déficit habitacional. A proposta vincula 2% das receitas orçamentárias da União e 1% das receitas de estados e municípios aos fundos de habitação de interesse social. A medida valerá por 30 anos ou até a eliminação do déficit, estimado hoje em cerca de 7 milhões de moradias.

Câmara aprova proibição da venda de antibióticos sem receita

Educação aprova construção de salas de aula em presídios

Comissão aprova rádios comunitárias para índios e quilombolas

Valor: Ciro volta à estrada para viabilizar candidatura à Presidência em 2010

Estadão: PSB alerta que crise ameaça Dilma e articula Ciro para forçar 2º turno

Energia solar e casas populares
Por Renato Casagrande


Istoé: Dilma não tem projeto, diz Ciro

O Brasil e os brasis na rota do desenvolvimento

Mesmo com infestação baixa Itacaré reforça combate à dengue

Apesar de vários municípios baianos estarem vivendo uma epidemia de dengue, Itacaré mantêm os índices de infestação baixos. No primeiro ciclo de controle do mosquito transmissor, foi identificada a presença de focos em 2,1% dos imóveis visitados. Para manter a doença sob controle, a Secretaria Municipal de Saúde iniciou uma série de mutirões. A iniciativa começou no último dia 08, nos bairros Bela Vista, Santo Antônio e Angelim, e segue até o dia 22 deste mês, quando atenderá a orla, indo da praia da Concha ao Forte.Com a palavra de ordem “Itacaré no combate à dengue”, os mutirões são realizados com o apoio de voluntários e agentes comunitários. Eles buscam e eliminam recipientes que acumulam água e podem servir de “berçário” para o mosquito. Os moradores das localidades visitadas também recebem orientações sobre medidas preventivas, como não acumular lixo a céu aberto, colocar areia nos pratinhos de plantas e cobrir caixas d’água e tonéis.Segundo o secretário municipal de Saúde, Josevaldo Machado, os mutirões são uma forma de evitar o aparecimento de novos focos do mosquito transmissor da dengue e também informar a população sobre a doença. Mesmo com o índice de infestação baixo podemos baixar nossa guarda, já que este período de chuva e calor favorece a reprodução. Para esta semana, o mutirão de combate à dengue atenderá os seguintes bairros da zona urbana: Pituba e Concha, nesta quarta-feira (15) e Centro, na quinta-feira (16). No sábado (18), a ação será levada ao distrito de Taboquinhas, onde haverá ainda o oferecimento de outros serviços de saúde. Pela manhã e tarde, equipes da Secretaria de Saúde irão oferecer vacinação de crianças e adultos, exames preventivos, coleta de sangue para sorologia da dengue e atividades educativas. A dengue Com chuvas intermitentes e calor constante, é criado o ambiente favorável para a reprodução do mosquito. Transmitida apenas pelo mosquito infectado, a doença não é passada de uma pessoa para outra. Seus sintomas principais são: febre alta, dores nas articulações, falta de apetite, diarréia e manchas vermelhas na pele. A forma hemorrágica é mais severa e causa sangramentos pela gengiva e narinas. O mosquito da dengue é encontrado principalmente em locais de grande concentração humana. A fêmea não coloca os seus ovos na água, mas milímetros acima de sua superfície, principalmente em recipientes artificiais, como latas, garrafas vazias, pneus e tonéis. Quando entram em contato com a água, os ovos eclodem em pouco mais de 30 minutos e, em cerca de uma semana, é originado um novo mosquito.

Zona Sul de Ilhéus mata mais no transito do que a epidemia da dengue no município







Zona sul de Ilhéus aonde abriga seus principais Bairros populares segue perdendo seus entes queridos para o transito assassino e sem respeito da nossa cidade, sem que nenhuma autoridade tome providencias para reverter o quadro. Como aconteceu no ultimo dia 02 (quinta feira) quando a jovem Maira de 15 anos que se encontrava na calçada na Avenida Nossa Senhora Aparecida (Barreira) foi brutalmente assassinada por um transito comprometido com a velocidade e o desrespeito para com a vida, sem sinalização, calçada para pedestre, redutores de velocidade e agentes de transito, os transeuntes seguem seu dia a dia indo e vindo pelas principais artérias que ligam um bairro a outro a pé ou de bicicletas crianças jovens e adultos que não dispõem de dinheiro para pagar o transporte vivem colocando suas vidas em perigo constantes. Os Bairros da Zona Sul com mais de 40.000 habitantes se vêem abandonados pelo governo, seus representantes na câmara se colocam com as mãos atadas devido a falta de sensibilidade com que o governo está sendo administrado e o povo continuam morrendo. Já passou da hora de se colocar redutores de velocidade nas avenidas Nossa Senhora da Aparecida, Eixo Coletor Principal da Urbis, Avenida Lótus e Rodovia Ilhéus Olivença, também semáforos na saída da Urbis com a Barreira.
o Hernani Sá abriga três dos principais colégios da Zona Sul o Horizontina Conceição, CAIC e o Moisés Bohana, e tem no seu Eixo principal vários tipos de comércios, posto de saúde, posto da 2ª Cia da PM, uma praça de alimentação referencia na cidade, além da Barreiras que abriga 02 creches (Dom Eduardo e Bom Pastor), 02 duas Escola de Educação Infantil (Passo a Passo e Crescendo e aprendendo), 03 Igrejas, uma Empresa de Transportes Urbano (São Miguel) 02 duas montadora de Informática, diversas casas de materiais de construções, supermercado, cemitério, comércios varejistas em geral que precisam ter uma atenção diferenciada por parte dos governantes dessa cidade, não só na parte do transito, mais também para com a infra estrutura no modo geral, iluminação, segurança, transporte, fiscalização sanitária, e compromisso para que esses estabelecimentos e conglomerados possam promover o desenvolvimento necessário na zona Sul de Ilhéus.
Ontem 14/04/2009 as 19:00h teve outro acidente desta vez no Eixo coletor principal da Urbis em frente a padaria pão sem droga
Hoje dia 15/04/2009 houve mais um acidente em frente a praça do Divino no mesmo eixo coletor principal
Seguem abaixo cópia de ofícios que foram encaminhados a prefeitura municipal de Ilhéus

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DA AVENIDA N. S. APARECIDA – BARREIRA
SEDE PRÓVISORIA AV. NOSSA SENHORA APARECIDA - BARREIRA AO LADO DA BICICLETARIA DE TICO BIKE

Ilhéus, 07 de agosto de 2008.

Exmo. Sr.
Newton Lima
MD. Prefeito do Município de Ilhéus

Senhor Prefeito,
Em vista ao grande número de acidentes que ocorrem com ciclistas, motoqueiros e transeuntes, que são atropelados por automóveis, ônibus, caminhões entre outros na Avenida Nossa Senhora Aparecida (Barreira) venho através deste solicitar de Vossa Excelência esforços no sentido de viabilizar a colocação de 05 redutores de velocidade nos seguintes trechos da Avenida Nossa Senhora Aparecida (Barreira) e um semáforo, como segue abaixo:
Semáforo na entrada do Bairro Hernani Sá
Redutor de velocidade em frente à fornecedora de gás (Brasil gás)
Redutor de velocidade na frente da Escola Passo a Passo
Redutor de velocidade em frente à saída loteamento Santo Antonio de Pádua
Redutor de velocidade em frente à Creche Bom Pastor no Lyons Club
Redutor de velocidade Próximo a Empresa de Transportes São Miguel
Aproveitando a oportunidade para reiterar nossos protestos de estima e consideração e agradecer desde já pela atenção.
Atenciosamente,
______________________________________________
Marcos Virginio dos Santos – Presidente da Associação

domingo, 12 de abril de 2009

facenda



Blindagem
Contador de visitas

Passam os Prefeitos e os anos e as ações continuam nas promessas

Quinta-feira, Dezembro 28, 2006
Prefeitura vai construir praça e quadra no Hernani

O prefeito de Ilhéus, Valderico Reis, acatou sugestão da comunidade do Hernani Sá e vai assinar ordem de serviço para a urbanização de uma área verde no bairro, situado na zona sul da cidade. A proposta foi formulada por uma comissão de moradores, que se reuniu ontem com o prefeito para tratar do assunto.

A comissão destacou a lei municipal de número 2.892, de 26/12/2000, que dispõe sobre a construção de uma área de lazer no Hernani Sá. Apesar de ter sido sancionado há seis anos, o projeto jamais saiu do papel. “Agora, vamos atender essa reivindicação legítima da comunidade”, afirmou o prefeito durante o encontro com os moradores.

Para acatar a solicitação, o prefeito vetou projeto de lei que doava a área para a construção de um templo religioso. “Apesar de entendermos a importância dessa obra, não podemos deixar de considerar o peso maior de uma reivindicação do conjunto da comunidade”, considerou Valderico Reis.

Os moradores foram representados por Roberto Corsário e pela presidente do Conselho de Segurança da Zona Sul, Maria Eliene Ribeiro. Também fazem parte da comissão Abiel da Silva Santos, Alberto Nogueira da Silva, Alfredo Amorim Silveira e José Luís Assunção. (Fonte: Ascom de Ilhéus)

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Itacaré rumo ao desenvolvimento sustentável

Agência do CrediBahia
será instalada em Itacaré

Micros e pequenos empresários de Itacaré poderão ampliar seus negócios com a instalação da agência do CrediBahia, que dá acesso ao crédito de forma ágil e com juros abaixo do mercado. Isso será possível graças à assinatura do termo de adesão ao convênio com a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), realizada pelo prefeito Antônio de Anízio, na última sexta-feira (03), em Salvador.
Além de Itacaré, outras 11 cidades também serão contempladas com a instalação da agência do CrediBahia. “Com o acesso facilitado, os pequenos empreendimentos da cidade ajudarão a beneficiar a comunidade, com a geração de ocupação e renda. Assim, a economia do município ficará menos dependente dos lucros gerados durante a alta estação turística”, afirmou o prefeito Antônio de Anízio.
Com 153 unidades operando em 152 municípios, o CrediBahia é desenvolvido pela Setre e Desenbahia. Desde que foi criado, em 2002, já foram investidos R$ 67,2 milhões em mais de 50 mil contratos. Durante a solenidade em que os 12 municípios assinaram o termo de adesão ao programa, estiveram presentes o secretário Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Nilton Vasconcelos, e o coordenador de microcrédito da Setre, Welito Mendes.

A profissão de Radialista e a lei disciplinadora

Após longos anos de estudos e reivindicações da classe dos Radialistas, principalmente entendimento com autoridades constituídas da época, finalmente na década dos anos 70, foram elaborados documentos que procuravam sintetizar as aspirações de milhares de profissionais do rádio. Aos poucos foi tomando corpo o documento que acabou originando a Lei dos Radialistas. A luta dos profissionais da radiodifusão chegou ao conhecimento do patronato. Depois de várias reuniões e discurssões entre empregados/empregadores e o Poder Executivo, começa o projeto de elaboração para regulamentação da profissão de Radialista. A Lei 6.6l5 que regula a profissão de Radialista, finalmente é publicada no Diário Oficial da União em 16/12/1978. Portanto, esta data passou a ser de grande importância para os Radialistas brasileiros, pois assegurava o direito profissional para quem comprovasse o exercício da profissão em período anterior. Era o chamado direito adquirido”. Ou seja, profissionais que militavam ou que militam no rádio antes de 1978 (comprovados), mesmo sem registro profissional, são autorizados a exercerem a profissão. Depois de 1978, somente podem trabalhar como profissionais em empresas de radiodifusão aqueles que tenham o Registro (DRT). Cabe ao Sindicato da categoria e ao Ministério do Trabalho, ações à luz da lei, para que se evite o exercício ilegal da profissão. Outro detalhe importante é falar sobre Registro Provisório. Tinham pessoas que começavam a chegar de mansinho nas empresas de rádio, logo estavam operando ou mesmo usando o microfone. Via sindicato, o Ministério do Trabalho conseguia o Registro provisório de 03 (três) anos, autorizativo, para exercer a função. Isso acabou. Já existe Ato Presidencial pondo fim a este mecanismo. A lei é clara: Quem não tem DRT não poderá atuar nas emissoras de rádios convencionais. Qualquer flexibilidade que não prevê a lei deve ser instrumento de Dessídio/acordo coletivo (por prazo determinado/estágio), firmado no Ministério do Trabalho, sempre e obrigatoriamente com a anuência do Sindicato. Apesar de algumas falhas e de poucos artigos que ainda não traduzem as aspirações da categoria, a Regulamentação Profissional é considerada uma vitória. Carga horária diária de 05 (Cinco) horas para locutor, Direito à acumulação de funções (a depender da potencia da emissora) e outros diretos já consagrados pela Consolidação das Leis do Trabalho e a nova redação da Constituição Federal de 05/10/1988. Com a regulamentação da Lei, através do Decreto 84.134, de 30/10/1979 e suas alterações seguintes a partir do Decreto 94.447 de 16/06/1987 a classe se fortalece, ganha representatividade e espírito de luta. O surgimento dos sindicatos é uma aparelhagem no fortalecimento da categoria. A possibilidade de diálogo entre contratados/contratantes tornou-se mais freqüente. Com o advento da Regulamentação da Lei dos Radialistas, os sindicatos passam a ter poderes para negociar e até mesmo ajuizar reclamatória em nome de integrantes da categoria, com ou sem a concordância dos mesmos. Todos sabem a real situação de algumas empresas de radiodifusão deste brasilzão, muitas vivem momentos de calamidade. O papel do sindicato não deve ser de perseguir, denunciar ou mesmo criar embaraços para a prosperidade dos empregadores, todavia, não se pode abrir mão dos direitos fundamentais: Carteira de trabalho assinada, recolhimento em dia do FGTS, concessão do Vale-Transporte, obediência à carga horária, repasse ao INSS do valor retido e tantos outros direitos que prevê a lei. Aliás, é pra isso que existe o Acordo Coletivo. É preciso que haja flexibilidade nas discussões, entendimento nos compromissos e bom senso entre as partes que negociam. O bom acordo é aquele em que ganham as duas partes, peões e patrões.Uma informação muito importante: A Lei é objetiva e muita clara: Não existe a figura do prestador de serviço ou algo similar. O empregado da radiodifusão é como outro qualquer. Tem a obrigação de cumprir horário, receber ordens e...tudo isso mediante salário. É a lei!


07 de abril de 2009.
Elias Reis

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Antônio de Anízio assegura obras para Itacaré junto ao governo do estado

A continuidade das obras do saneamento básico de Itacaré foi garantida pelo governador Jaques Wagner ao prefeito Antônio de Anízio, durante encontro ocorrido na última sexta-feira (03), em Salvador. Considerada emergencial, a retomada do serviço está na fase final da licitação, que deve ser concluída em breve. “Uma das áreas beneficiadas será a Avenida Castro Alves, na Praia da Coroinha, um dos pontos mais visitados pelos turistas e que gera muitos transtornos aos itacareenses”, informou Antônio de Anízio.

Além da conclusão das obras de coleta e tratamento do esgotamento sanitário, que serão executadas pela Embasa, o prefeito solicitou ao governador Jaques Wagner o início do projeto de urbanização da orla de Itacaré. “Junto com a poluição das praias urbanas, a estrutura da orla causa uma péssima impressão de uma cidade que vende suas belezas naturais como atrativo”, justificou Antônio de Anízio.

O prefeito de Itacaré também teve garantido o asfaltamento BA 654, que liga a sede do município ao distrito de Taboquinhas. O governo estadual assegurou a pavimentação asfáltica de 24 quilômetros, beneficiando também a vila de Água Fria. Com a melhoria da estrada, o tempo de viagem cairá para metade, durando cerca de meia hora.

O encontro com o governador Jaques Wagner foi articulado pela Deputada Federal Alice Portugal (PCdoB). Comprometida com a garantia de obras e serviços para o terceiro maior destino turístico da Bahia, a parlamentar já assegurou diversos encontros com representantes do governo estadual. A reunião na governadoria ainda foi acompanhada pelo coordenador regional do PCdoB, o vereador de Itabuna Wenceslau Junior. De acordo com Antônio de Anízio, “Itacaré ganha muito com a sensibilidade dos companheiros de partido ao buscar investimentos para o Município.

Alunos de escolas e creches municipal de Ilhéus passam fome

A Prefeitura de Ilhéus gastou quase 700 mil reais nos últimos meses com a suposta compra de produtos para a merenda, mas desde o início do ano as crianças estão sem o lanche. São mais de 23 mil alunos estão sem o benefício.
Segundo a presidente do Conselho de Alimentação Escolar, Jaciara da Silva Santos, a maioria dos gastos com as supostas compras ocorreu em dezembro de 2008 e em janeiro deste ano. Neste período as crianças estavam de férias.
Ela diz que não sabe para onde foram levados os alimentos supostamente adquiridos. O certo é que os alunos, incluindo as crianças das creches e pré-escola, estão sem merenda desde o dia 16 de fevereiro.
A Secretaria de Educação prometeu regularizar o fornecimento da merenda escolar na próxima semana, mas não explica as compras nem o sumiço. Mais detalhes na edição do jornal A Região deste final de semana.


Zona Sul de Ilhéus mata mais no transito do que a epidemia da dengue no município

Acidente na Entrada da Urbis em setembro de 2008

Zona sul de Ilhéus aonde abriga seus principais Bairros populares segue perdendo seus entes queridos para o transito assassino e sem respeito da nossa cidade, sem que nenhuma autoridade tome providencias para reverter o quadro. Como aconteceu no ultimo dia 02 (quinta feira) quando a jovem Maira de 15 anos que se encontrava na calçada na Avenida Nossa Senhora Aparecida (Barreira) foi brutalmente assassinada por um transito comprometido com a velocidade e o desrespeito para com a vida, sem sinalização, calçada para pedestre, redutores de velocidade e agentes de transito, os transeuntes seguem seu dia a dia indo e vindo pelas principais artérias que ligam um bairro a outro a pé ou de bicicletas crianças jovens e adultos que não dispõem de dinheiro para pagar o transporte vivem colocando suas vidas em perigo constantes. Os Bairros da Zona Sul com mais de 40.000 habitantes se vêem abandonados pelo governo, seus representantes na câmara se colocam com as mãos atadas devido a falta de sensibilidade com que o governo está sendo administrado e o povo continuam morrendo. Já passou da hora de se colocar redutores de velocidade nas avenidas Nossa Senhora da Aparecida, Eixo Coletor Principal da Urbis, Avenida Lótus e Rodovia Ilhéus Olivença, também semáforos na saída da Urbis com a Barreira. O Hernani Sá abriga três dos principais colégios da Zona Sul o Horizontina Conceição, CAIC e o Moisés Bohana, e tem no seu Eixo principal vários tipos de comércios, posto de saúde, posto da 2ª Cia da PM, uma praça de alimentação referencia na cidade, além da Barreiras que abriga 02 creches (Dom Eduardo e Bom Pastor), 02 duas Escola de Educação Infantil (Passo a Passo e Crescendo e aprendendo), 03 Igrejas, uma Empresa de Transportes Urbano (São Miguel) 02 duas montadora de Informática, diversas casas de materiais de construções, supermercado, cemitério, comércios varejistas em geral que precisam ter uma atenção diferenciada por parte dos governantes dessa cidade, não só na parte do transito, mais também para com a infra estrutura no modo geral, iluminação, segurança, transporte, fiscalização sanitária, e compromisso para que esses estabelecimentos e conglomerados possam promover o desenvolvimento necessário na zona Sul de Ilhéus

Deputados gastam mais com divulgação de atividade

Divulgação da atividade parlamentar, consultoria e combustível são os itens com os quais os deputados mais gastaram recursos da verba indenizatória nos três primeiros dias úteis de abril. Desde a última quarta-feira, o portal da Câmara na Internet detalha a prestação de contas feita pelos parlamentares. Como a Mesa Diretora decidiu tornar públicas as despesas pagas somente a partir deste mês, até agora estão disponíveis as contas de apenas 45 dos 513 deputados. Juntos, eles receberam R$ 60.931,02.

João Oliveira (DEM-TO) e Severiano Alves (PDT-BA) gastaram a maior parte da verba indenizatória, de R$ 15 mil mensais por deputado. O deputado de Tocantins pagou R$ 10 mil à R&S Gráfica Ltda., no item divulgação da atividade parlamentar. A prestação de contas não informa que tipo de serviço foi feito. Em geral, os gastos desta rubrica pagam publicações de jornais e folhetos sobre a atuação do deputado. As normas permitem apenas prestação de contas da atividade e proíbem propaganda pessoal, embora seja difícil definir o limite entre uma e outra.

O deputado Severiano gastou R$ 10 mil para pagar serviços da Belo e Valente Assessoria e Consultoria. A partir de maio, os parlamentares estão proibidos de gastar com assessoria e com trabalhos técnicos, e ficam autorizadas somente as despesas com consultoria.

Segundo o primeiro-secretário da Câmara, Rafael Guerra (PSDB-MG), os deputados já têm direito a 25 assessores que trabalham os gabinetes. Os trabalhos técnicos, para ele, se confundem com a consultoria. Na semana passada, a Mesa Diretora proibiu também gastos com alimentação, mas Guerra disse hoje que a restrição deverá ser modificada. A pedido dos deputados, as despesas com comida e bebida fora de Brasília deverão ser liberadas.

A divulgação detalhada da prestação de contas foi autorizada depois das suspeitas de que o deputado Edmar Moreira (sem partido-MG) gastou indevidamente recursos da verba indenizatória em serviços de segurança prestados por duas empresas de sua propriedade. Moreira responde a processo de quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética da Câmara.

Jaques Wagner manda punir delegado Magalhães


Marjorie Moura e Cristina Santos Pitta*


O polêmico delegado Magalhães
O polêmico delegado Magalhães

>> Delegado Magalhães diz que não volta para Itaparica



















“O que eu estranhei é que parece que o delegado em vez de querer trabalhar, está querendo aparecer. Ele é uma pessoa controversa. A própria nomeação dele para a delegacia foi motivo de muitas reclamações dirigidas ao governo por conta de um perfil que se alegava ser truculento”, afirmou nesta quinta, dia 02, o governador Jaques Wagner sobre as declarações do delegado José Magalhães, que anunciou seu pedido de exoneração do cargo alegando “falta de apoio” da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e de infraestrutura para trabalhar.

O governador falou sobre o assunto nesta quinta à noite, no lançamento da revista Bahia Terra de Todos Nós, no Museu de Arte Moderna, no Solar do Unhão.

E o governador ainda ironizou: “Pelo que percebo, ele mudou o perfil. Ele saiu de truculento para pirotécnico. Então se ele quer sair, é um direito dele. E eu já determinei ao secretário de segurança que, se couber qualquer punição por essa falta de vontade dele de trabalhar, que seja aplicada”, finalizou.

Mais cedo, a SSP havia emitido nota oficial na qual esclarece que ”o delegado não encaminhou nenhum pedido oficial de exoneração do cargo de titular da 21ª Delegacia, localizada na ilha de Itaparica”. E acrescenta que, “por determinação do secretário César Nunes, Magalhães será mantido na unidade para qual foi designado”. De acordo com a assessoria de comunicação da SSP, a suposta solicitação de ajuda de custo para pagamento de moradia, divulgada por alguns meios de comunicação, não encontra respaldo porque não faz parte da rotina administrativa da secretaria.

“Nenhum policial, em qualquer cidade do Estado, recebe ajuda de custo para este fim”, finaliza a assessoria.

Entretanto, a presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado da Bahia (Sindpeb) e diretora da Associação dos Delegados da Bahia (Adpeb), Andréa Gonçalves Cardoso d’Oliveira, informou que, por se tratar de um cargo de confiança, Magalhães pode se recusar a continuar sendo delegado titular em Itaparica, sem sofrer punição. “O que ele não pode é, como servidor público, se recusar a exercer sua função de delegado”, afirmou.

Temor – Parte da população de Itaparica teme a possível saída do delegado José Magalhães, enviado ao município para solucionar o alto índice de criminalidade, após o espancamento de um casal de turistas franceses e o assassinato do velejador Abel Aguilar na Marina de Itaparica. Segundo moradores e comerciantes, o delegado levou tranquilidade à cidade em 45 dias.

“A cidade estava em pânico com tantos assaltos. O trabalho dele é eficiente, mas o governo não deu apoio e o que vemos é a falta de viaturas, motos, cavalos e investigadores. Desde que ele chegou, a bandidagem acabou. Está havendo uma paz que espero não acabe com sua saída”, diz o aposentado Vital Santos Souza.

No último dia 16 de março, no entanto, quatro homens invadiram o Centro de Treinamento de Líderes, em Itaparica, onde estava hospedado o delegado. Segundo ocorrência registrada pelo policial militar Alex Barbosa, os bandidos entraram em todos os 42 apartamentos à procura de Magalhães, armados de escopetas e pistolas. “Se ele tomou essa atitude, alguma coisa tem. A falta de segurança atrapalha o turismo e espero que tudo se resolva de comum acordo entre a Secretaria de Segurança Pública e o delegado”, diz o prefeito de Itaparica, Vicente Gonçalves (PSDB).

Colaboraram Lilia de Souza e Sandro Lobo*


comentários a respeito da matéria

Futuro (04/04/2009 - 11:36)

Do jeito que anda as coisas na Bahia uma candidatura para governador de Geddel,não vai dar outra,vai ser eleito no primeiro turno e de lavada.Magalhães volta como deputado estadual e presidente da assembléia legislativa com apoio do governador eleito(Geddel). Acorda governador !!!!.....

O que você achou desta matéria?

Ana (05/04/2009 - 10:07)

Sabem porque o delegado Magalhães está pedindo mais segurança e como não obteve está pedindo exoneração??? Porque ele descobriu a verdade sobre a morte do velejador Abel Aguilar, que foi morto inocentemente e estão ameaçando a vida dele e o que o governo faz? Nada!!! Itaparica está abandonada, sem polícia, sem segurança que é um dever do estado e um direito de todo cidadão... UM VERDADEIRO CAOS!!! E AI WAGNER E CÉSAR NUNES??? QUAL A RESPOSTA PARA A SOCIEDADE??? JUSTIÇA!!!! ISSO É O QUE QUEREMOS!

Ricardo Vidal (05/04/2009 - 02:11)

Acho que o comentário do governador foi muito infeliz, pelo que nós população sabemos é que o delegado Magalhães é profissional competente e muito qualificado, tanto que voltou a Itaparica atraves do clamor publico, pedindo a sua volta, se ele colocou as coisas da maneira que estão acho o governador ou secretario de secretaria pública deveriam examinar o caso com carinho. É isso Magalhães, que dera que o bairro de Matatú, Luiz Anselmo, Vila Laura tivessem um delgado como vc, estamos abandonados!

Sandra (05/04/2009 - 01:15)

O homem nào é só as suas palavras e sim seus atos. O povo realmente estava assitindo a falta de condiçòes de trabalho do Delegado na cidade de Itaparica, triste e vergonhosa. Vamos dar a Cesar o que é de Cesar. Magalhães é o máximo!

Sandra (05/04/2009 - 01:12)

É um absurdo o PT acreditar que a história do Brasil se resume ao seu partido. Magalhães sempre apareceu única e exclusivamente pelo seu trabalho sério, árduo e respeitoso. Um delegado que traçou a sua própria história combatendo o crime e buscando defender a sociedade baiana, como até a semana passada. Nào é só Itaparica que está triste, a Bahia está perplexa de assistir essa tal chamada democracia que critica mas nào faz.

João Carlos Nascimento (04/04/2009 - 22:14)

Magalhães é midiático. Promove o caos e chega para "resolver". Na Ditadura mandou ver. De espancador e torturador passou a guardião dos bens da elite da ilha. Longe de ser exemplo é um policial ultrapassado. Suas ações são, somente, de intimidação. Qualquer dia desses ele vai querer auxílio preservativo já que em Itaparica as "meninas" não aguentam ver uma farda.

Ardel De Araujo Lago (04/04/2009 - 19:10)

tenho a impresão que o governador estar confundindo o dito "carolina de sá leitão com cacarolinha de assar leitão".governador vexa; tem toda mordomia e toda segurança ,venha dormir na minha casa em itaparica faço-lhe esse desafio.gostaria que o governador sentisse na pele o pavor e o medo aqui em ponta de areia.alias salvador estar precisando de vários magalhães.pelo que eu vejo só existe em salvador dois delegados atuante que é jacinto alberto e damasceno o resto é resto come e dor/p/aposentar

Falo Demais (04/04/2009 - 18:51)

Pelo que deu a entender, as palavras do Delegado revelam muitas coisa ocultas na Polícia Bahiana. Se ele chegou a esse ponto é porque tem algo que não dá para ele combater. O que será em Governador? Será que tem políciais por trás da busca atrás do delegado? Tem gente grande comendo dinheiro do tráfico? Algo grande tem nisso ai.

Manoel (04/04/2009 - 18:25)

O mais impressionante é que este Governo da Bahia faz tudo que condenava na gestao passada,pelo carlismo.Wagner tem que ser mais empático,dar condiçoes de trabalho,ao invés de ele sim querer aparecer.A ilha vem sendo ha anos sucateada em detrimento da Linha Verde que tambem vem caindo.Morro de Sao Paulo ja caiu faz tempo! O que está havendo Governador é seu despreparo em lidar com as questoes basicas do Estado como saude,educaçao,transportes e no caso aqui,segurança publica.Votei nesta m...

Claudio (04/04/2009 - 18:14)

Os bandidos ganharam mais uma batalha!! Não contra a Polícia Civil, mas ganharam do GOVERNO ESTADUAL!! É preciso restruturar a Polícia Civil urgente!! É inconcebível que uma cidade com alto índice de violência a Polícia não tenha apoio do Governo e ainda sim tenha o pior salário do Brasil!! Criticaram tanto o Karlismo, e agora, o que fazem?? Mantêem a mesma essência do passado!! Bahia que não cresce...

ue você achou desta matéria?

Ana (05/04/2009 - 10:07)

Sabem porque o delegado Magalhães está pedindo mais segurança e como não obteve está pedindo exoneração??? Porque ele descobriu a verdade sobre a morte do velejador Abel Aguilar, que foi morto inocentemente e estão ameaçando a vida dele e o que o governo faz? Nada!!! Itaparica está abandonada, sem polícia, sem segurança que é um dever do estado e um direito de todo cidadão... UM VERDADEIRO CAOS!!! E AI WAGNER E CÉSAR NUNES??? QUAL A RESPOSTA PARA A SOCIEDADE??? JUSTIÇA!!!! ISSO É O QUE QUEREMOS!

Ricardo Vidal (05/04/2009 - 02:11)

Acho que o comentário do governador foi muito infeliz, pelo que nós população sabemos é que o delegado Magalhães é profissional competente e muito qualificado, tanto que voltou a Itaparica atraves do clamor publico, pedindo a sua volta, se ele colocou as coisas da maneira que estão acho o governador ou secretario de secretaria pública deveriam examinar o caso com carinho. É isso Magalhães, que dera que o bairro de Matatú, Luiz Anselmo, Vila Laura tivessem um delgado como vc, estamos abandonados!

Sandra (05/04/2009 - 01:15)

O homem nào é só as suas palavras e sim seus atos. O povo realmente estava assitindo a falta de condiçòes de trabalho do Delegado na cidade de Itaparica, triste e vergonhosa. Vamos dar a Cesar o que é de Cesar. Magalhães é o máximo!

Sandra (05/04/2009 - 01:12)

É um absurdo o PT acreditar que a história do Brasil se resume ao seu partido. Magalhães sempre apareceu única e exclusivamente pelo seu trabalho sério, árduo e respeitoso. Um delegado que traçou a sua própria história combatendo o crime e buscando defender a sociedade baiana, como até a semana passada. Nào é só Itaparica que está triste, a Bahia está perplexa de assistir essa tal chamada democracia que critica mas nào faz.

João Carlos Nascimento (04/04/2009 - 22:14)

Magalhães é midiático. Promove o caos e chega para "resolver". Na Ditadura mandou ver. De espancador e torturador passou a guardião dos bens da elite da ilha. Longe de ser exemplo é um policial ultrapassado. Suas ações são, somente, de intimidação. Qualquer dia desses ele vai querer auxílio preservativo já que em Itaparica as "meninas" não aguentam ver uma farda.

Ardel De Araujo Lago (04/04/2009 - 19:10)

tenho a impresão que o governador estar confundindo o dito "carolina de sá leitão com cacarolinha de assar leitão".governador vexa; tem toda mordomia e toda segurança ,venha dormir na minha casa em itaparica faço-lhe esse desafio.gostaria que o governador sentisse na pele o pavor e o medo aqui em ponta de areia.alias salvador estar precisando de vários magalhães.pelo que eu vejo só existe em salvador dois delegados atuante que é jacinto alberto e damasceno o resto é resto come e dor/p/aposentar

Falo Demais (04/04/2009 - 18:51)

Pelo que deu a entender, as palavras do Delegado revelam muitas coisa ocultas na Polícia Bahiana. Se ele chegou a esse ponto é porque tem algo que não dá para ele combater. O que será em Governador? Será que tem políciais por trás da busca atrás do delegado? Tem gente grande comendo dinheiro do tráfico? Algo grande tem nisso ai.

Manoel (04/04/2009 - 18:25)

O mais impressionante é que este Governo da Bahia faz tudo que condenava na gestao passada,pelo carlismo.Wagner tem que ser mais empático,dar condiçoes de trabalho,ao invés de ele sim querer aparecer.A ilha vem sendo ha anos sucateada em detrimento da Linha Verde que tambem vem caindo.Morro de Sao Paulo ja caiu faz tempo! O que está havendo Governador é seu despreparo em lidar com as questoes basicas do Estado como saude,educaçao,transportes e no caso aqui,segurança publica.Votei nesta m...

Claudio (04/04/2009 - 18:14)

Os bandidos ganharam mais uma batalha!! Não contra a Polícia Civil, mas ganharam do GOVERNO ESTADUAL!! É preciso restruturar a Polícia Civil urgente!! É inconcebível que uma cidade com alto índice de violência a Polícia não tenha apoio do Governo e ainda sim tenha o pior salário do Brasil!! Criticaram tanto o Karlismo, e agora, o que fazem?? Mantêem a mesma essência do passado!! Bahia que não cresce...

Inacio Luis Da Silva (04/04/2009 - 17:57)

Wagner tá na hora de trabalhar ao em vés de ficar só com este bá,bá,bá o povo te paga para isso se não tem capacidade da lugar ao vice para ser testado. Afinal de contas voçê um simples empregado do povo e não e assim que se administra em uma democracia.

Roberto Luiz Sieiro Brandao (04/04/2009 - 17:52)

Mais uma vez o governador está tomando atitudes erradas, na área de segurança publica e mais cedo ou mais tarde a marginalidade vai conseguir driblar sua segurança pessoal e chegar , quem sabe, bem perto dele. Enquanto isso a minha casa em Bara do Gil continua às moscas, por falta de coragem de veranearmos e se não fosse o conhecimento do caseiro seo Antônio do Carmo, certamente nem telhado mais a casa teria.

Roberto (04/04/2009 - 17:39)

O Governador do Estado como na gestão anterior fez marketing em cima do nome do Delegado Magalães que conquistou prestigio ao longo de sua carreira por ser um profissional determinado pois o Estado não dispoes do minimo necessario para o bom andamento das atividades que tem como risco o bem maior que é a vida e agora diz que quem quer aparecer é o Delegado. Magalães foi sim um dos poucos que tem a coragem de falar o quanto é sofrido poder realizar um serviço serio em uma gestão não comprometida

Angelito Santos Deomondes (04/04/2009 - 17:28)

É algo controverso , um assunto desse nível é p. ser discuitido entre eles(SSP e Delegado) e não deixar chegar a população e deixál-la intranquila, porque justiça seja feita Magalhães é competente e merece todo apoio do governo e SSP.Pode-se chegar a um consenso: Magalhães em Itaparica e recebendo o respaldo necessário para desenvolver o seu trabalho.

Rudival Rodrigues (04/04/2009 - 17:09)

Concluindo o meu comentário: Acredito que ninguém deve fazer nada com imposição. Eu pergunto, apesar de que o Delegado Magalhães sempre foi um grande profissional, mas com que clima ele vai exercer seu cargo? Será que Sua Excelência o Governador e até mesmo o Senhor Secretário não pensa no povo? pois desta forma impondo as coisas que vair sair prejudicado é o grande povo, e eles querem isto? eu acho que as coisas devem muito bem pensado, para que nem um nem outo tenham prejuízos, é o que penso.

José Roberto De Lima Machado (04/04/2009 - 17:06)

Se continuar a prender bandidos vai terminar descobrindo coisas que não deve!...é bom os políticos tomarem logo as providências!...

Rudival Rodrigues (04/04/2009 - 17:02)

É de estranhar o Governador Wagner falar o que falou. O Delegado Magalhães sempre se colocou a disposição de sua função nunca se mostrou um anti-profissional, se ele tomou essa atitude agora foi porque coisa muito grave o levou a isto, e eu estou de pleno acordo com ele, também me decepcionou o que ouvi o Secretário de Segurança falando que era uma designação, quando ele mesmo disse que o Delegado foi quem pediu para assumir Itaparica, se agora ele viu que não está dando é um direito que ele tem

Adilton Santos Oliveira (04/04/2009 - 16:27)

nao entendi o governador se esta ao lado do povo ou da mafia do trafico ou da mafia das maquinas caca niquel ou e fruto de acordo politico com os criminos

Helio Castro Penedo (04/04/2009 - 15:58)

O Governador Wagner só nomeou o Delegado Magalhães por pressão dos moradores de Itaparica, caso contrário, ficaria do jeito que estava, pois o Governador Wagner ta se lixando para a segurança da população. Ele e seus familiares tão com todo aparato da segurança. O resto que se lixe.

Eduardo Santos (04/04/2009 - 14:46)

Sem partidarismo,depois que o governador foi eleito a violencia só fez crescer;falta pulso e compromentimento.

Alexsandro (04/04/2009 - 14:43)

Querido Magalhães espero profundamente que leia essa matéria e repense sua saída. Não é o “Jaques Wagner” que precisa de você; somos nós baianos já dizia nosso querido Rui Barbosa que na Bahia se prolifera a injustiça. Sabemos de quem você é, e precisamos de você. Não se deixe vencer pelo mau. Coloca esses caras que estão querendo sua cabeça na cadeia! Jaques Wagner é um incompetente, mas deixa que o dele daremos nas próximas eleições. O povo está de olho no péssimo governo que ele vem fazendo.

Calixto (04/04/2009 - 14:39)

Povo baiano, perdoe o governador com os seus delírios, talvez seja a culpa de uma dose de whisky a mais.

Manoel Pedroza (04/04/2009 - 14:20)

O governador não tem competência ou "vontade"de resolver o problema de seguranca de Itapariga e quer construiir uma Ponte! Eu acho que já está na hora dele beber menos e trabalhar....

Jorge Carrano (04/04/2009 - 13:34)

Não adianta, a retaliação na política baiana continua, independente de quem esteja no poder. Dessa vez o governador Jaques Wagner errou na medida e na avaliação ao orientar punição ao delegado José Magalhães que pediu exoneração do cargo de Itaparica, por conta da falta de condições de trabalho e de apoio do governo do estado ao seu projeto de limpeza daquele município ilhéu que tem povoado a mídia com fatos que sustentam a necessidade de uma ação mais efetiva para coibir a criminalidade naquela região. Não adianta acusar José Magalhães de truculento governador, o que o senhor quer, tratar o crime com delicadeza e educação!? O que Magalhães alega tem todo um fundamento pois já é publica a desordem administrativa e a falta de condições de trabalho nas delegacias do estado, o que impede bons profissionais da polícia civil de exercerem suas funções com excelência. Um outro dado não pode passar desapercebido, José Magalhães ex deputado estadual e ligado ao Carlismo, paga hoje o ônus pelo caminho político que escolheu. Não deveria ser assim, mas pelo visto a Bahia continua a mesma!

Moema Cardoso (04/04/2009 - 13:06)

justamente quem quer trabalhar, neste governo é ironizado, caluniado e despresado. Enquanto estes governantes tiverem casa e seguranças pagos povo povo...o resto que se dane. Minha gente vamos à ruas exigindo segurança para quem paga: povo e não para governantes que nos exploram e abandonam à própria sorte. Um dia muito breve e já cansado de governos tão corruptos, preguiçosos,mentirosos, o povo irá mostrar sua força de união nas ruas. Aí sim iremos ter o páis que merecemos.


Leão da Barra Chega a Marca dos 50 Pontos no Baianão

A liderança foi consolidada. Com a derrota do Bahia e o triunfo deste domingo, 5, diante do Conquista, por 1 a 0, o Vitória não perde mais o primeiro lugar da tabela, faltando ainda uma partida para o término da primeira fase. O Leão agora vai para a segunda fase com a vantagem de dois empates no mata-mata. A preocupação passa a ser o Juventude, quarta-feira, pela Copa do Brasil, podendo se dar ao luxo de jogar com time misto contra o Atlético de Alagoinhas e poupar para a partida de volta, contra o mesmo time gaúcho.

Como em uma corrida de arranque, o Vitória começou explosivo, atacando e arriscando boas jogadas ofensivas. Logo aos dois minutos, Neto Baiano ficou sozinho, mas isolou feio. Depois, o combustível rubro-negro acabou e a previsão de um bom futebol também. O Vitória abusava de toques no meio-campo, mas atacar que é bom, nada. A dupla ofensiva com André Luís e Neto Baiano ficou apagada e o Leão não conseguiu invadir mais a área do Vitória da Conquista. Apodi não atuou bem, tampouco Nill, que parece não ter entrado em campo contra o Bode.

Sem os alas atuando bem, as jogadas eram no meio, com Jackson arriscando de longe. Para se ter uma ideia, dos seis ataques do Vitória na etapa inicial, a metade foi do veterano. Enquanto isso, o goleiro Viáfara voltava a salvar a pátria rubro-negra.


O tempo foi passando e o Vitória, só que o de Conquista, merecia fazer um gol, mas faltou competência na finalização. Foram pelo menos três jogadas que poderiam facilmente tirar o placar do zero. Com uma exibição apagada, o apito final se misturou com as vaias coletivas dos torcedores, que até gritaram gol na partida, mas dos quatro feitos pelo Ipitanga no rival Bahia.

O técnico Ricardo Silva ouviu os protestos e também não gostou do que viu. Prova disso foram as duas substituições feitas no intervalo. Nill, inexistente no primeiro tempo, nem saiu dos vestiários. Em seu lugar, Rafael voltou a ser o improvisado, pois Bosco continua machucado. Além de Nill, Uelliton também saiu. O volante não jogou mal, mas a entrada de Carlos Alberto era para deixar o Leão mais ofensivo. E deixou. As mudanças surtiram efeito, sobretudo Carlos Alberto, que já está se tornando uma peça importante nos planos do comandante. O time arriscou mais e conseguiu, finalmente, dominar o duelo. O Conquista mal passou do meio-campo até a metade da última etapa.

Enquanto o Vitória tentava de todas as formas fazer a bola entrar, o Bode apenas se defendia e fazia a famosa cera. Foi um festival de cai-cai da turma do sudoeste, que parecia satisfeita com o resultado em branco. Postura estranha, pois o triunfo no Barradão deixaria o time com mais chances de abocanhar uma das vagas para as semifinais. Gessé abusou de tanta cera. Qualquer trombada, ele caía e fazia o tempo passar.

Porém, a insistência venceu a apatia do Conquista. E o gol não poderia ser de outra pessoa. Na sua terceira aparição, Carlos Alberto novamente fez a diferença e, desta vez balançou a rede, num golaço. Foi um momento oportuno, pois a torcida já começava a ensaiar novas vaias.

Agora, o Leão esquece o Baianão e se preocupa com a Copa do Brasil. O Juventude é o próximo adversário do rubro-negro, que faz a primeira partida fora. O técnico Ricardo Silva aguarda o retorno do volante Vanderson. Nesta semana, o Vitória pode anunciar mais dois reforços: o zagueiro Dezinho, do Oeste/SP, e o meia Leandro Domingues, sem jogar no Fluminense/RJ.

Bahia joga mal e cai de 4 a 0 diante do Ipitanga

De olho no jogo contra o Coritiba, quarta-feira, pela segunda fase da Copa do Brasil, o Bahia poupou seus jogadores titulares, mas não foi poupado pelo Tucano, que impôs uma goleada de 4 a 0, que acabou com as chances de terminar a primeira fase em primeiro lugar. Nos últimos 15 anos, não há registro de uma goleada maior que esta sofrida pelo tricolor para uma equipe do interior.

Nesse período, o clube perdeu para o Juazeiro, em 2001, por 4 a 1, e para o Fluminense, em 2006, por 4 a 2, na Fonte Nova. Sem deixar de exaltar a grande atuação do Tucano, que não está brigando pela classificação por causa do seu início ruim, a derrota deste domingo, 5, mostrou mais uma vez para o Bahia, que a opção de poupar a equipe foi errada. Antes, fora também a responsável pela perda da invencibilidade contra o Colo-Colo.


O time foi muito mal na partida e teve uma estreia infeliz, como titular, o garoto Bruno Neves, autor de um gol contra, e atuações pífias de outros atletas como Cadu que, na forma de jogar e na falta de qualidade, lembra o antigo centroavante Selmir. Além do zagueiro Evaldo, que segue sem passar confiança alguma para a torcida.


No jogo de quinta-feira, contra o Camaçari, Gallo já tinha poupado alguns titulares como Leandro, Elton e Beto. Ontem, a mudança foi ainda maior e, daqueles que começaram jogando contra o Camaçari, apenas Marcelo, Rogério, Marcone, Thiago Carpini e Alex Terra voltaram a alinhar desde o início. Além da presença de Léo Medeiros, para ganhar ritmo de jogo. Tudo isso para deixar a equipe na ponta dos cascos para a partida de quarta-feira, contra o Coritiba. O problema é que na primeira vez que Gallo tomou essa decisão, o Bahia perdeu para o Colo-Colo e apenas empatou com o Potiguar, pela Copa do Brasil. No jogo da volta, o tricolor goleou sem poupar na semana.

Apesar disso, Gallo negou que tenha sido a pior partida do tricolor no ano e falou sobre a decisão de poupar o time. “Não me arrependo e, se houver necessidade, vou fazer de novo. Claro que as vitórias massageiam o ego, mas as derrotas servem até para mostrar com quem nós podemos contar”, filosofou. Garantido na elite em 2010, o gestor de futebol do Ipitanga, Renato Braz, valorizou o triunfo e elogiou a ligação entre o Tucano e a torcida de Senhor do Bonfim. “Os torcedores não saem do estádio. Isso é um sonho que está se tornando realidade. Enfim, o Ipitanga tem uma casa”, disse.

Atacante – O Bahia anunciou neste domingo, 5, antes do jogo, a contratação do ex-rubro-negro Joãozinho, de 28 anos. Ele estava disputando a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro, pelo Ipatinga, e terá a chance de ajudar a mais um segundo representante baiano a retornar para a elite do futebol nacional. “É um jogador que tem que adequar a sua condição física para ter um bom rendimento”, disse Gallo, depois do jogo, sobre o novo comandado.