terça-feira, 30 de junho de 2009

Distritos de Itajuípe recebem novas praças e Unidade de Saúde da Família




A Prefeitura de Itajuípe efetuou, no último domingo (28), a entrega de duas novas praças e uma Unidade de Saúde da Família(USF) nos distritos de Sequeiro Grande e Bandeira do Almada. Apesar da queda de arrecadação do município, as obras foram realizadas com recursos próprios e executadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano. “As nossas comunidades rurais merecem ser prestigiadas com equipamentos públicos de qualidade”, ressaltou o prefeito Marcos Dantas, durante as solenidades.

O distrito de Sequeiro Grande recebeu a Praça Rael de Jesus, uma homenagem a um antigo morador. Representando a família do cidadão ilustre, que teve seu nome dedicado ao equipamento público, esteve presente seu filho, Antônio Carlos de Jesus. Além de ser um espaço para recreação dos moradores, o local possui um painel que conta a história do cacau, fruto que, mesmo com sua decadência, ainda é responsável por parte considerável da economia do município.

Sequeiro Grande também recebeu uma ambulância, que ficará disponível 24 horas para socorrer casos de emergência. A solenidade de entrega foi acompanhada pelo vereador Edmilson Borges, que agradeceu a atenção do prefeito ao trazer mais um investimento para a comunidade rural, uma vez que, recentemente, foram entregues um campo de futebol e o aterro da rua da Igreja. O representante do legislativo municipal aproveitou a ocasião para solicitar a pavimentação da Rua São Brás.

Em Bandeira do Almada, foi inaugurada a Unidade de Saúde da Família(USF) Túlio Otoni. A solenidade de entrega foi marcada por muita emoção, já que a personalidade homenageada era muito querida pela população de Itajuípe. Na cerimônia, o ex-prefeito Sebastião Otoni esteve presente para receber as honras dedicadas ao seu neto.

Com equipamentos modernos e atendendo aos padrões exigidos pelo Ministério da Saúde, a Unidade de Saúde da Família possui recepção, farmácia, consultórios médico, odontológico e de enfermagem, além de salas de esterilização, curativo, vacina, triagem, nebulização e acompanhamento do Programa de Crescimento e Desenvolvimento (CD). A secretária municipal de Saúde, Rosângela Lessa, disse que o governo municipal não mediu esforços para trazer o melhor para a comunidade rural, beneficiando a população com um local apto para prestar os melhores serviços.

Ainda em Bandeira do Almada, o prefeito Marcos Dantas reinaugurou a praça do distrito, que teve sua estrutura totalmente reformada. De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano, Sérgio Vieira, do antigo projeto arquitetônico restaram apenas as árvores. O espaço de lazer do distrito ganhou nova quadra de areia e quiosque.

Segundo o prefeito Marcos Dantas, poder beneficiar as comunidades rurais traz grande satisfação, uma vez que conhece as dificuldades que os moradores do campo enfrentam para se deslocar até a sede do município. As cerimônias de inauguração contaram ainda com as participações do deputado federal Cláudio Cajado e do deputado estadual Heraldo Rocha.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Comenda ou Encomenda

O fato é que morre o nosso lendário amigo Mundinho Campos como gostava de ser chamado e ficamos muito triste, por uma honraria tardia, que se quer deu-se a chance de Mundinho usufruir ou será que só foi lembrado por se tratar de descarrego de consciência, a verdade é que honra ao mérito e reconhecimentos de valores nesse país só depois ou quase da morte.


“Cremos em amigos que está em nossas vidas desde praticamente quando a gente ainda usava calça curta, viu nos crescer, nos dá o ombro naqueles momentos mais frágeis da nossas vidas. Sem consciência a gente não responde com reciprocidade, mais mesmo assim aquele ombro amigo não desgruda, pelo contrario nos apóia em varias atitudes, sempre ali, próximo e atento, buscando o melhor conselho a melhor tática, e sempre dizendo vai que dá, e finalmente é chegado a hora, o ápice da amizade vem agora. Sem pedir quero um sorriso, um abraço, um agradecimento, um simples venci, não quero nem vencemos, para não exigir demais, o que fiz foi por amizade, nem sequer um telefonema, não teve nada. O que teve foi egoísmo, usura e poder de determinar que: Você foi meu amigo mais quem escolhe até que momento eu te darei o prazer de dizer esse é meu amigo. Quem escolhe sou eu.“

Morre Mundinho: grande atleta e ídolo do esporte ilheense

postado por Gusmão

Faleceu hoje às 5:20 da manhã, o ex-jogador de futebol (profissional), desportista e vice-presidente do Colo-Colo, Raimundo Campos, conhecido carinhosamente como Mundinho.

O ídolo do esporte ilheense estava internado na UTI do hospital São José, devido a um AVC (acidente vascular cerebral). O velório acontecerá no salão do SAF, na avenida Itabuna (Ilhéus). O sepultamento será no cemitério da Vitória às 16:00 horas.

Mundinho foi goleiro do Esporte Clube Bahia no final da década de 60. Atuou com jogador do Colo-Colo, e por várias vezes foi treinador da seleção de Ilhéus. Como dirigente, presidiu a liga ilheense de futebol amador.

Uruçuca melhora índices do Programa Bolsa Família

Secretária de Trabalho e Ação Social, Alice Sena Gomes.

Com melhor avaliação do Índice de Gestão Descentralizada (IGD), Uruçuca vem obtendo avanços no Programa Bolsa Família. De acordo com as últimas estatísticas, o município possui 3.881 famílias de baixa renda cadastradas, sendo que mais de mil novas inclusões foram feitas neste ano. “A antiga administração não deixou computadores, documentos ou informações. Aos poucos, estamos colocando tudo em ordem para que possamos aperfeiçoar e ampliar os serviços”, informou a secretária de Trabalho e Ação Social, Alice Sena Gomes.

Indicando a qualidade da administração do Bolsa Família pelo município, o Índice de Gestão Descentralizada (IGD) varia de 0 a 1. Quanto maior seu valor, maior será o valor do recurso transferido pelo governo federal ao município. Em Uruçuca, a avaliação subiu de 0,38 para 0,58 e o aumento das condicionalidades foi um dos requisitos que ajudou a demonstrar o melhor gerenciamento do Programa Federal. “Nossa meta é melhorar a avaliação do município para que possamos executar mais ações ligadas ao Programa”, disse Alice.

Segundo a secretária de Trabalho e Ação Social, as condicionalidades são compromissos obrigatórios nas áreas de educação, saúde e assistência social assumidos pelos beneficiários do Bolsa Família e poder público. Alguns exemplos são: frequência escolar, vacinação, acompanhamento do desenvolvimento e serviços socioeducativos. Estas são algumas exigências do Ministério do Desenvolvimento Social para que as famílias continuem recebendo o benefício.

O objetivo da Secretaria de Trabalho e Ação Social é aumentar o número de beneficiários do Bolsa Família para mais de quatro mil. Para isso, a partir de julho, duas vezes por semana serão efetuados cadastramentos, atualização dos dados e demais atendimentos a cerca do Programa no distrito de Serra Grande. Na zona rural, os serviços serão prestados às segundas e sextas-feiras, enquanto a zona urbana será atendida nos demais dias.

Para o prefeito Moacyr Leite, as melhorias obtidas no Programa Bolsa Família são os primeiros passos para que Uruçuca consiga ampliar sua rede de atendimento aos cidadãos em situação de risco social. Segundo ele, estão sendo adotadas as medias obrigatórias a fim deixar o município habilitado para receber outros programas federais, como o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti).

Itacaré prepara desfile cívico de 2 de Julho

Para celebrar os 186 anos da independência da Bahia, a comunidade de Itacaré vai realizar o desfile de 2 de Julho. Os caboclos, símbolos da vitória da nação, Ana Nery, Maria Quitéria, General Labatut, serão representados no cortejo, que relembrará os fatos e personagens históricos do Brasil e da Bahia até a expulsão dos portugueses em 1823. O ato cívico, com direito ao tradicional carro alegórico, será iniciado às 16 horas desta quinta-feira (02), tendo como ponto de partida a Praça do Canhão.

Realizado há 50 anos, o desfile é organizado por uma comissão de senhoras, responsáveis pela confecção das fantasias e ornamentação. Neste ano, a Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Educação, está apoiando o evento, arcando com algumas despesas, como o aluguel da casa onde estão sendo feitos os preparativos.

De acordo com a secretária de Educação, Juliana Delmont, além de dar suporte para que a festa seja bonita, alguns alunos da rede municipal também se disponibilizaram a participar do desfile de 2 de Julho. “A celebração do ato cívico não é apenas importante pelo seu valor histórico, mas também fez parte da cultura de Itacaré, uma vez que será comemorado o quinquênio da iniciativa”, declarou.

Para o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, a realização do desfile comemorativo é importante para manter a memória local viva. “Queremos resgatar também o desfile de 2 de Julho que era realizado no distrito de Taboquinhas. Assim, as novas gerações poderão manter as tradições e conhecer suas raízes, através da história de lutas da Bahia”, complementou.

Senador junta 40 assinaturas para apresentar PEC que torna obrigatória exigência do diploma

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), que na última terça-feira (23) protocolou uma Proposta de Emenda à Constituição Federal (PEC) para tornar obrigatória a exigência do diploma de nível superior para o exercício da profissão de jornalista, já conseguiu juntar 40 assinaturas de apoio.

Para poder apresentar o PEC, eram necessárias 27 assinaturas. Segundo a Agência Brasil, a proposta de Valadares torna obrigatório o diploma para exercer o Jornalismo, além de tornar facultativa a exigência do diploma para colaboradores.
Com todo o respeito que tenho ao Supremo Tribunal Federal, foi uma decisão equivocada. O jornalista é um profissional cujo trabalho é reconhecido. É uma tradição a legitimidade. O Brasil não pode retroceder. Como um senador socialista, não poderia deixar de recolher as assinaturas e protocolar a PEC, declarou o senador.

Com o objetivo de aperfeiçoar o texto do PEC, Valadares ainda vai solicitar que o Senado realize audiências públicas na Comissão de Constituição, Justiça e de Cidadania (CCJ), com representantes de associações e federações de jornalistas e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de estudantes e jornalistas.

No dia 17 de junho, o Supremo Tribunal Federal (STF) revogou, por oito votos a um, a exigência do diploma de Jornalismo para o exercício da profissão.

Ciro fala da corrida presidencial


Correio Braziliense

Entrevista publicada no Correio Braziliense, em 25 de junho de 2009

Em entrevista exclusiva ao Correio, o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) não esconde a vontade de disputar a Presidência da República, mas não fecha a porta para concorrer ao governo de São Paulo nem a uma vaga de vice na chapa da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. Hoje, Ciro está confortavelmente instalado na posição de curinga da base de Lula e ainda tem uma avenida aberta para o PSDB, caso seu amigo Aécio Neves, governador de Minas Gerais, seja candidato ao Palácio do Planalto.

Aécio Neves, se candidato, põe em risco sério a estratégia daqueles que estão ao lado do governo Lula”, diz Ciro, que se define como alguém que tem boas relações com a maioria esmagadora dos tucanos. O raciocínio do pré-candidato socialista é de uma lógica matemática acoplada à política: Aécio, com o apoio de José Serra, empataria o jogo com o PT em São Paulo, sai com Minas Gerais fechada em torno da sua candidatura e ainda tem espaço no Nordeste, no Norte e no Sul.

Se ele vier para o PSB, é o meu candidato, afirma o socialista. O PSB, de sua parte, não tem esperanças a respeito da filiação de Aécio e, a partir de julho, deflagra uma série de conversas para ver se Ciro vai ou não para o horário eleitoral gratuito como candidato a presidente ou se prefere selar desde já um acordo com o PT e definir os palanques estaduais. A seguir, os principais trechos da entrevista:

O que o empolga mais? A candidatura a governador de São Paulo ou à Presidência da República?

O que me empolga hoje na política é muito pouca coisa. Estou completando 30 anos de vida pública, felizmente uma vida pública decente, dedicada a resgatar com muita responsabilidade a confiança que as pessoas me deram generosamente ao longo desse tempo. E me preparo para ser candidato a presidente do Brasil. Francamente, nunca esteve na minha cogitação disputar o governo de São Paulo, mas algumas pessoas por quem eu tenho muito respeito — por exemplo, os deputados Márcio França (PSB-SP), Aldo Rebelo (PCdoB-SP) e Cândido Vaccarezza (SP, líder do PT na Câmara) — têm me pedido para pensar sobre esse assunto. O que eu preciso é ver respondida a pergunta: a que serve esse desafio?

E a que o senhor acha que serve esse desafio?

Consigo ver duas correntes contraditórias colocando esse assunto na pauta: uma é de pessoas que, abusando da inteligência dos amigos, mas mais do que isso, desrespeitando a gente valorosa de São Paulo, deseja fazer esse movimento para me tirar do caminho da disputa presidencial.

O senhor pode dar nome aos bois?

Ainda não, mas, proximamente, quando terminar de separar o joio do trigo, serei capaz de fazê-lo. Aqueles que mencionei estão de boa-fé, pensando que é hora de se oferecer uma coisa nova ao debate em São Paulo. Um mesmo grupo administra São Paulo e os problemas se agravam em todos os ângulos. Não há um projeto estratégico. As pessoas acham que posso dar uma contribuição a esse pedaço importante do Brasil que é São Paulo. Fico honrado, mas é um desafio grande demais para tomar uma decisão sem amadurecer muito.

Na hipótese de fracassar o plano A ou o plano B de governo paulista, o senhor aceitaria ser vice da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff?

A ministra tem todas as virtudes, qualidades e valores que um brasileiro de primeira linha possa ter. Trabalhamos juntos na pequena equipe que coordenou o enfrentamento da tentativa de golpe que se fez contra o Lula, a pretexto daquela desgraça que aconteceu, do chamado mensalão. Tenho por ela imensa afeição, estima e respeito. Mas ninguém é candidato a vice. Você pode desejar, comunicar a seus companheiros de partido, de base política, o desejo de participar do processo. Mas nem mesmo candidato você pode querer ser. Sonho em servir ao Brasil como seu presidente.

Como o senhor vai fazer para arrancar uma candidatura presidencial num partido tão ligado ao governo Lula?

Não vou de forma nenhuma. Pelo contrário. Estou pronto para aproveitar o que me resta de juventude na vida pessoal. A instrução que tenho do partido é para preparar uma candidatura à Presidência. Há muita intriga, futrica, normais nesse período. Mas entre nós há muita seriedade. O presidente Eduardo Campos não é Roberto Freire. É uma pessoa transparente, líder natural do partido, que não precisa de expedientes traiçoeiros, como aqueles que experimentei no PPS.

Por que tanta mágoa de Freire?

Não é mágoa. Estou fazendo uma crítica política. Tenho pena dele.

O senhor tem alguma mágoa dos tucanos?

Não me movimento por mágoa. Tenho uma crítica azeda com relação à traição de um grupo que se reuniu ao redor da ética, da social democracia, da justiça social. Vai para o poder, o povo acredita, dá a nós essa faculdade, eles jogam tudo na lata do lixo e fazem o oposto. É uma indignação muito grande. Amizade tenho com Geraldo Alckmin, que não foi ministro do Fernando Henrique, era muito amigo do Mário Covas, do Franco Montoro. Sou muito
amigo do Aécio Neves (governador de Minas). Você já me viu
falar alguma coisa azeda com Aécio? Sou amigo, irmão, do Tasso Jereissati (senador pelo Ceará).

E se Aécio for o candidato? Como o senhor vai fazer? Seu partido vai com ele?

Política a gente faz por responsabilidade. Se ele for candidato pelo PSDB, está tudo o que eu falei politicamente aqui valendo. Se for pelo PSB, é o meu candidato.

Mas se ele for pelo PSDB, não enfraquece a sua candidatura no PSB?

Meu cálculo hoje é que o Aécio, candidato pelo PSDB, põe em risco sério a estratégia dos que estão nesse campo sob a liderança do presidente Lula. Acho que ele tem uma entrada nacional muito mais forte do que o Serra, potencialmente, coisas que as pesquisas não deixam as pessoas lerem direito, porque são muito manipuladas nesse momento. Como eu vejo: se o Serra for candidato à reeleição em São Paulo, apoiando Aécio, São Paulo fica neutralizado na sucessão federal. Daí para frente, Aécio tem 80% de Minas Gerais, entra com muito mais facilidade na Amazônia, no Nordeste e no Rio do que o Serra. E o grande embate no Sul hoje é hostil ao Lula. O que mostra que o Aécio é um candidato muito mais viável para nos derrotar do que o Serra.

Ele leva o PSB?

Não sei.

Só o tempo vai dizer?

Não é provável. O PSB faz parte do arco de sustentação do governo do presidente Lula. Se (Aécio) for candidato da coalizão (PSDB-DEM), fez acordo com o Serra, que irá exigir certas questões.

O que o senhor vai trazer de novo se for candidato?

O avanço é tão expressivo que não há mais necessidade de dar centralidade como foi em outras campanhas. Eu paguei um preço muito amargo porque quis falar com franqueza para a população. Acabou que o Lula virou, com aquela carta aos brasileiros, o moderado, e eu é que era o incendiário. Essa fase passou.

E o Ciro destemperado? Passou?

Você não tem uma prova sequer de eu fazendo um xingamento pessoal a ninguém. Engraçado é que a versão se reproduz e tal. Eu sou uma pessoa indignada. Não sou filho da aristocracia, não venho do poder econômico. Sempre construí essa participação no processo com as unhas. Errei muito porque não tinha manual.

Qual foi o maior erro que o senhor acha que cometeu?
Os mais graves foram na campanha de 2002. Piada machista, de mau gosto, que acaba sendo uma reprodução da cultura machista na qual eu fui criado. Eu felizmente pude ver, pedir desculpas e aprender com essa amargura. Foi um erro amargo. Botavam as cascas de banana, e eu botava os dois pés. Eu não gosto dessa malícia. Você acha que eu não seria capaz de, com a experiência que adquiri, de enganar todo mundo e fazer carinha de bom moço? O que eu sou é decente. Estou na vida pública porque gosto. Agora, sou indignado. Se alguém quer alguém que seja uma gosma, que não tem sentimentos, que tem aquele olho de vidro, de cobra, procure outro.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Projeto estabelece piso salarial de R$ 4.650 para enfermeiros


Tramita na Câmara o Projeto de Lei 4924/09, do deputado Mauro Nazif (PSB-RO), que estabelece piso salarial de R$ 4.650 para os enfermeiros e reajuste anual pelo INPC.

O projeto fixa para o técnico de enfermagem piso equivalente à metade deste (R$ 2.325), e para o auxiliar de enfermagem e a parteira piso equivalente a 40% (R$ 1.860). A proposta altera a Lei 7.498/86, que regulamenta essas profissões.

Jornada desgastante
Mauro Nazif argumenta que os profissionais da área da saúde precisam de melhores garantias, pois são obrigados a uma jornada de trabalho desgastante, associada ao estresse pelos constantes deslocamentos entre diversos locais de trabalho.

"Isso acaba prejudicando a totalidade da população, que, a cada dia, tem seu sofrimento aumentado com a deterioriação do sistema de saúde", afirma o deputado. Ele conclui salientando que esse piso salarial vai proporcionar melhores condições de trabalho e valorizar os profissionais da área da saúde.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Agência Câmara

Ajuda de R$ 1 bi a municípios



















Na pauta, se destacam ainda a criação da Superintendência de Previdência Complementar e o projeto que detalha, para os consumidores, o peso dos impostos sobre os valores das mercadorias.

A transferência de R$ 1 bilhão ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM), por meio da Medida Provisória 462/09, é o destaque da pauta do Plenário nesta semana. Também poderão ser analisadas outras 21 matérias, entre projetos de lei e propostas de emenda à Constituição (PECs). Um dos principais itens é o PL 3962/08, do Poder Executivo, que cria a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc).

A MP 462/09 não tranca os trabalhos. A sua análise tem sido adiada, mediante acordo de líderes, para que outros projetos possam ser aprovados. O repasse ao FPM vale para este ano e deve cobrir as diferenças entre o que foi transferido em 2008 e o calculado para 2009.

O objetivo é reduzir as dificuldades enfrentadas pelos municípios devido à queda da arrecadação dos tributos que compõem o fundo, afetada pela crise econômica.

Na MP, o governo também muda as regras do Fundo de Garantia para a Construção Naval (FGCN), com o objetivo de permitir que os estaleiros nacionais contem com essa garantia na construção de plataformas de exploração de petróleo, o que deve beneficiar a Petrobras.

Previc
Ainda não há acordo sobre o mérito do PL 3962/08 - a oposição não quer que sejam criados cargos em comissão para o funcionamento da superintendência. O projeto cria também a Taxa de Fiscalização e Controle da Previdência Complementar (Tafic), a ser paga pelas entidades fechadas do setor em valor que pode chegar a R$ 2 milhões para os fundos de pensão com patrimônio acima de R$ 60 bilhões.

A Previc deve substituir a secretaria de igual nome na fiscalização das entidades. Porém, a secretaria continuará existindo no Ministério da Previdência Social e será responsável pela política e pelas diretrizes da previdência complementar.

Imposto na nota
Na pauta, está ainda o Projeto de Lei 1472/07, do Senado, que obriga os comerciantes a colocarem nas notas fiscais os valores dos tributos incidentes sobre os produtos e serviços. O objetivo é detalhar, para o consumidor, o peso dos impostos nos preços das mercadorias.

O texto estabelece que deverão ser identificados os seguintes tributos: Imposto de Renda, IOF, IPI, PIS/Pasep, Cofins, Cide-combustíveis, ICMS e ISS. Os dois últimos são, respectivamente, das esferas estadual e municipal. Os demais são arrecadados pela União.

Cemitério faz promoção de túmulos: pague um, leve dois

No cenário de crise na economia americana, um cemitério na cidade de Indianápolis, no estado de Indiana, lançou uma promoção para atrair novos moradores. Apesar de soar como algo de mau gosto para muitos, há quem aproveite a oferta. Segundo o site G1, quem comprar uma sepultura no Memorial Park leva outra de graça. O gerente-geral do cemitério, Mark McCronklin, destacou que a promoção não foi motivada pela recessão. Segundo ele, o cemitério realiza há vários anos promoções durante o Memorial Day, um feriado para lembrar os soldados mortos em guerras. Porém, muita gente critica a iniciativa. Placas fincadas no jardim de entrada do cemitério trazem a mensagem: "compre um lote, obtenha um grátis".

Voltando a realidade ilheense, se essa moda pega por aqui, do jeito que o municipio de Ilhéus corre atrás de grana para sair da crise estrutural. Os espaços aqui já vendidos a mais de 20 anos e os donos não conseguem reaver, como D. Dora da Zona Sul, que em 1975 comprou um buraco para quando precisar se enterrar, e hoje coitada, sentindo a vontade de Deus chegando, ela foi a prefeitura e ao responsavel pelos cemiterios e como surpresa descobriu que o buraco que ela sempre pagou sumiu, ninguem sabe ninguem viu e para piorar tentaram vender a ela um buraco novinho em folha por duzentinhos, como ela não aceitou outro buraco ela simplesmente está ver navios sem saber a quem recorrer para reaver o buraco pago até hoje por ela. dizem até que com o tempo o buraco foi tapado, vedado e sua localização riscado do mapa.

continuando a promoção o maior medo é que por aqui começem uma promoção dessas e muitos que pagam seus buracos, tenham perdidos os locais e caiam nessa promoção, apesar de aqui não se ter montanha para pagar um e levar dois.

Partidos reclamam falta da reforma política

Evandro Matos

A incerteza da propalada reforma eleitoral tem deixado uma séria de deputados angustiados. Além de aguardarem com expectativa a possibilidade de mudança de partido sem correr o risco de cometer o ato de infidelidade partidária, vários deputados federais e estaduais baianos veem cada vez mais essa possibilidade ir embora. A proximidade do dia 4 de outubro, data limite para que os candidatos estejam filiados a um partido político, os deputados buscam fazer acordos para a aprovação de uma regra mínima, ou uma minirrefor-ma, para que lhes permita uma saída sem consequencias.

Na Bahia, o caso mais complicado é o dos parlamentes do PR, que é presidido pelo senador Cesar Borges. O problema é que o partido está dividido entre duas facções, uma que apoia o governo estadual, liderada pelo deputado federal José Carlos Araújo, e outra oposicionista, que segue a orientação do senador Cesar Borges. Na ala governista, pelo menos quatro deputados aguardam ansiosamente a minirreforma: Pedro Alcântara, Gilberto Brito, Ângelo Coronel e Ivo de Assis. Todos eles apoiam a candidatura à reeleição do governador Jaques Wagner (PT) ao governo do estado, mas estariam dispostos a deixar a legenda caso aparecesse outra possibilidade de abrigo sem risco.

Recentemente, o PR se reuniu para traçar os rumos de 2010, mas a única certeza tirada desse encontro foi o apoio pela candidatura à reeleição do Senador Cesar Borges ao Senado. O deputado Pedro Alcântara, por exemplo, concorda com a unidade em torno da reeleição do senador republicano, mas não descarta a mudança para outro partido caso a janela apareça. "O partido ainda não se posicionou em relação a 2010. Se existir alguma possibilidade, vamos analisar. A janela pode ser uma solução", declarou.

O PSDB é outro partido baiano que vive o drama da reforma política. A aliança formulada com o Democratas na semana passada já provocou a primeira baixa no partido com a saída do deputado Marcelo Nilo. Embora sua saída seja por questões políticas, e com o aval dos antigos aliados, Nilo não tem a certeza de que sem uma minirreforma o seu mandato não esteja ameaçado. Mas a situação pior é a do deputado Emério Resedá, que havia prometido a Nilo que se transferiria junto com ele para outro partido, em caso de sua saída do ninho tucano. Resedá bem que tentou sair, mas teve que recuar diante da ameaça de perda de seu mandato por conta da infidelidade partidária. Por enquanto, ele permanece no PSDB, embora reconheça o seu desconforto.

Assim, de olho nas eleições de 2010, parlamentares da base aliada, principalmente, aguardam a abertura de uma janela política dentro de uma reforma que flexibilize a fidelidade partidária. Sobre o assunto, o deputado federal Jutahy Júnior (PSDB) disse não acreditar numa reforma política para valer nas próximas eleições. "É que não haverá mais tempo. O máximo que poderá acontecer serão alguns ajustes na lei eleitoral, mas nada com profundidade", avaliou o parlamentar tucano.

Para agradar aos adeptos do troca-troca sem ganhar a resistência dos partidos de oposição que temem perder filiados para a base governista, o deputado federal Luciano Castro (PR) deve incluir na proposta a proibição de o político mudar de legenda mais de uma vez no mesmo mês de movimentos pré-eleitorais. Além disso, o projeto promete criar barreiras para que as trocas aconteçam em períodos inferiores a quatro anos. Na prática, deputados federais não poderiam deixar as legendas pelas quais foram eleitos durante as convenções referentes aos pleitos municipais. "É uma questão de limitar a circunscrição. Dessa forma, ninguém vai poder ficar usando eleições diversas para justificar a troca a cada dois anos. Terão de esperar quase quatro. Achei que essa foi a melhor maneira de tentar agradar a todos", explica o parlamentar.

Uma alternativa à proposta de Castro bem aceita pelos parlamentares é o projeto apresentado em maio deste ano pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O texto reduz o prazo para a obrigatoriedade de filiação, prevendo que uma pessoa interessada em candidatar-se deve se filiar até março do ano da eleição, e não mais até setembro do ano anterior.



A redução pela metade do prazo para que o político decida por qual partido concorrerá ao pleito terá efeito direto nos processos de cassação por infidelidade partidária. Isso porque, com a proximidade da eleição, passam a ser remotas as chances de um infiel ser condenado à cassação antes de concluir o mandato em curso. A ideia ganhou a simpatia dos peemedebistas e passou a tramitar em regime de urgência.


Torcedores rubro-negros têm comparecido pouco ao Barradão

André Uzêda, do A TARDE

Com uma boa campanha, o time não vem sendo muito prestigiado

Tem que vir apoiar. Isso aqui é Vitória, é sangue. O desabafo do jogador Apodi, acompanhado de um gestual indicando o falatório da torcida, no final do jogo contra o Botafogo, foi contra as vaias que ecoaram no Barradão, enquanto o Vitória empatava com a equipe carioca. Mas as mesmas palavras podem ganhar outro significado se forem expostas aos números da média de público do Vitória nos três jogos disputados em casa.

Apesar da boa campanha do time do Vitória, a massa rubro-negra não tem marcado grande presença no estádio do Barradão. Foram ao todo três jogos em casa, todos aos finais de semana, contra os tradicionais Sport, Grêmio e Botafogo.

Em todas as partidas, o Leão só conheceu o gosto doce dos três pontos. Contudo, nenhum dos jogos foi acompanhado de um número de torcedores acima dos 20.000, dignos da campanha que vem desenvolvendo a equipe.

No jogo contra o Sport, justificada pela forte chuva em Salvador, apenas 4.588 torcedores assistiram ao gol de Neto Baiano, que garantiu o segundo triunfo rubro-negro no campeonato.

Contra o Grêmio, jogo da recuperação do Vitória, após conhecer a primeira derrota contra o Cruzeiro, o público registrado no Barradão foi de 16.310, maior do time na competição.

Nem todos os torcedores, porém, chegaram a ver o gol de Leandro Domingues, aos 48 minutos. Crentes em um possível empate, foi visível o abandono de muitas pessoas antes do apito final.

Média – Antes do jogo contra o Botafogo, o Instituto Datafolha havia catalogado alguns números do Campeonato Brasileiro de 2009. Dentre eles a quantidade de cabeças que cada time arrasta para seus domínios.

O Vitória apresentava a quarta pior média, com um público de 9.557, a frente apenas de equipes pouco tradicionais ou com mal desempenho no início do Brasileirão.

A torcida do Vitória só compareceu mais do que a do Goiás (7.504), Santo André (6.192) e Barueri (2.934). Os números do confronto contra o Botafogo pouco têm a acrescentar a essa média inicial. Às vésperas do São João, 12.274 estiveram presentes para o 4 a 3 diante dos cariocas.

Conferência Nacional da Igualdade começa quinta-feira

Na próxima quinta-feira, 25, começa em Brasília a II Conferência Nacional da Igualdade Racial II Conapir. O encontro vai reunir cerca de 1.500 pessoas e termina no dia 28.

Os participantes foram escolhidos durante as conferências estaduais e representam instituições de governo e sociedade civil organizada.

Os debates vão tratar de temas como titulação de terras, quilombos, ações afirmativas, educação, religiões afro-brasileiras, saúde e combate ao racismo institucional.

Temas relacionados aos povos indígenas e de etnia cigana também fazem parte do programa da Conapir.

A cerimônia de abertura contará com a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ministro de Promoção da Igualdade, Edson Santos.

Deputados caem no forró para 2010

Desde o final de semana está difícil encontrar deputados, estaduais e federais baianos. Quase todos tomaram o rumo do interior, aproveitando a festa mais popular da Bahia para renovar os contatos com as bases eleitorais e não perder espaços para 2010, quando se prenuncia uma das mais difíceis eleições para o Poder Legislativo. À base do licor de jenipapo e da canjica, os parlamentares articulam os passos e se defendem dos avanços sobre os seus redutos eleitorais.

Tem muito deputado com medo do que as urnas lhes reservam em 5 de outubro de 2010. A concorrência, que já é grande, tende a aumentar ante a possibilidade de uma campanha nuito acirrada para o governo estadual. O problema será pior caso existam mesmo três candidaturas viáveis, porque isto fará crescer bastante o número de postulantes tanto à Assembleia Legislativa como à Câmara Federal.

São João Movimentado em Itororó

AMIGOS DE DANIEL X AMIGOS CHARLES

Além de se apresentar amanha (23) no FestSol em Itororó, o cantor Daniel vai participar de um jogo de futebol na cidade.

A partida, que acontece a partir das 15 horas no Estádio Municipal Odilon Pomphilio, será entre Amigos de Daniel e Amigos de Charles Fabian, que foi Campeão Brasileiro pelo Bahia em 1989.

O ingresso é um quilo de alimento não perecível. Os alimentos arrecadados serão doados a instituições beneficentes de Itororó.

Vitória busca manter 100% de aproveitamento em casa contra o Santo André

No segundo tempo, Carpegiani fez três modificações na equipe, sem efeitos

No segundo tempo, Carpegiani fez três modificações na equipe, sem efeitos



André Uzeda, de A TARDE

Metade do planejamento já foi cumprido, com muito sufoco diga-se de passagem. Contudo, de qualquer forma, os 1,72 m de Apodi, que de cabeça garantiu o triunfo rubro-negro sobre o Botafogo aos 44 minutos do segundo tempo, manteve o Vitória 100% no Barradão, além fixá-lo por mais uma rodada entre os quatro primeiros da Série A.

Na chegada do Vitória, pós empate com o Internacional, no Beira-Rio, o técnico Paulo César Carpegiani chegou a dizer que vencer os dois próximos compromissos é fundamental, repetindo uma fórmula óbvia, mas bastante eficiente para campeonatos longos.

Contra o Santo André, no próximo domingo, em casa, o Vitória tentará mais uma vez manter sua hegemonia. A tarefa, todavia, parece mais fácil no papel do que realmente deverá ser na prática.

Tido inicialmente como um dos possíveis rebaixáveis, o time do ABC paulista tem supreendido as piores previsões e figura bem, ao fim da sétima rodada do Brasileirão, no pelotão das equipes que almejam uma vaga no grupo de elite, com dez pontos conquistados.

Coincidentemente, a exemplo do Vitória, o Ramalhão, como é conhecido o Santo André, também conseguiu, no fim do jogo, transformar o que seria um empate melancólico em casa, contra o Sport, em um triunfo. O detalhe é que o zagueiro Maciel, autor do gol da virada, estava claramente impedido.

A boa fase do Santo André já tem, inclusive, despertado a cobiça de outras equipes pelo treinador Sérgio Guedes. O ex-jogador do Santos já teve seu nome sondado para dirigir o Flamengo, que atualmente vive em crise com o técnico Cuca.

A partida marcará ainda o reencontro do meia Elvis, ex-Vitória nas temporadas de 1997 a 2000 e novamente 2002, com o clube que o revelou para o futebol brasileiro.

Confrontos – Vitória e Santo André jamais se enfrentaram em um duelo válido pelo Campeonato Brasileiro da Série A. Na única participação do Ramalhão em um campeonato brasileiro, em 1984, o rubro-negro baiano esteve ausente. Ou seja, o Barradão será palco do primeiro encontro das duas equipes na primeira divisão. Um outro jogo que também não aconteceu, desta vez válido pela Copa do Brasil, ficou para sempre na memória do torcedor do Leão.

No ano de 2004, o Vitória, semifinalista do torneio que garante acesso mais rápido para a Libertadores, acabou barrado pelo Flamengo. Caso passasse para a final, o time na época dirigido por Agnaldo Liz teria disputado a final contra o Santo André, de Péricles Chamusca, técnico criado na Toca do Leão.

Ao contrário porém do que até hoje afirmam os torcedores do Vitória que, caso passasse pelo Flamengo, o rubro-negro fatalmente conquistaria seu primeiro título nacional diante do Santo André, o time do ABC provou sua superioridade, em um Maracanã lotado e com um futebol irrepreensível, ao vencer os donos da casa por 2 a 0.

As razões da calma peemedebista

Jaques Wagner e Geddel, em foto de 2008, disputam jogo que os afasta cada vez

Jaques Wagner e Geddel, em foto de 2008, disputam jogo que os afasta cada vez

Na semana passada, antes do encontro quase secreto que o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, teve com o governador Jaques Wagner, para entregar o famoso documento com as observações (na verdade, queixas) do PMDB sobre a administração estadual, uma pessoa ligada a ele comentava que não há motivos lógicos para que os peemedebistas apressem o passo sobre a eleição de 2010.

E por algumas razões simples: 1- Como ministro, Geddel tem até dezembro para definir se será ou não candidato (prazo concedido pelo presidente Lula aos seus auxiliares); 2- O PMDB está realizando uma série de encontros regionais, para ouvir a posição das bases do partidos sobre os rumos da legenda na eleição; 3- Ao contrário das oposições (DEM e PSDB), o PMDB não tem necessidade de demarcar seu território agora, pois está em pleno processo de consolidação de suas posições;

4- Como tem importantes posições no governo estadual (duas secretarias e vários órgãos do segundo escalão), antecipar a definição só iria complicar a vida do PMDB, pelo risco de perder influência administrativa; 5- Estribado no capital político que representam 115 prefeitos, 54 vice-prefeitos, 554 vereadores, oito deputados estaduais e três federais, o PMDB deseja desempenhar o papel de noiva cobiçada, não de pretendente ansioso; 6- Como o nome de Geddel só tem subido nas pesquisas de opinião, é mais inteligente continuar trabalhando para que esta ascensão continue, que aumentará o valor do peemedebista nesta equação.

No meio do caminho teve o encontro com o governador e o ministro manteve-se fiel ao seu roteiro, sem dizer nada de definitivo. Apenas confirmou ao governador que a opinião majoritária do seu partido é que ele se candidate ao governo em 2010, mas isto até as árvores do jardim do Palácio de Ondina já sabiam.

E Wagner também sabe muito bem que, por todas as razões que apontei acima, terá que conviver com este jogo do aliado peemedebista por muito tempo ainda. Sem poder evitar isto, o governador faz o que pode: tenta se armar politicamente para enfrentar todas as opções que forem postas no tabuleiro.

edição jornal atarde- joão Barbosa

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Pela TV o tempo é controlado e não se pode cobrar muito














Fotos de um passado recente da nossa comunidade, varias situações citadas abaixo


Dia 16 de junho o funcionário público Cezar Benevides foi ao jornal do meio dia da TV Santa Cruz dar explicações aos moradores do Bairro Hernani Sá (URBIS) e em suas palavras, percebe-se que ele esqueceu de algumas problematicas do Bairro Hernani Sá, mais como estamos atentos a tudo em particular a zona sul, iremos refrescar um pouco a cuca do senhor representante do municipio que pelo tempo que está na ativa conhece de tudo um pouco.

começaremos pelo lixão do CAIC, que na ultima grande retirada de entulho, foram simplesmente 82 caçambas de entulhos daquele lixão, e de lá prá cá vem tirando entre 05, 07 caçambas por semana. Obs. Será que não é mais barato desapropriar e urbanizar aquela area, ou será que pagar aluguel de maquina e caçambas para retirada de entuulhos da cidade está sendo rentavel para alguém? por que não é possivel que o municipio gaste tanto dinheiro com esse serviço e não possa colocar fiscais na rua e notificar e talvez obrigar os donos de terrenos baldios a murarem suas areas.

As rede pluviais do Bairro Hernani Sá, vive hoje entupidas na sua maioria diante da falta de manutenção por parte do municipio, vide as calhas do final de linha, e os caminhos 32 a 50 o caminho 37 e 44 mesmo é retrato do abandono.

Os caminhos precisam ser refeitos em suas maioria, todos com o calçamento sedendo, vide da entrada do cemitério até o caminho 10, para ser mais exato parte da rua Bela Vista, seguindo pelo Eixo Local A, B, voltando ao Eixo Local C, D, E, F, e H. Em resumo os caminhos e Eixos estão quase todos comprometidos pela falta de manutenção. Obs. o governo fez o ano passado os caminhos 01,02,03,04 este ultimo já estourou na frente, proximo ao posto de saude.

A iluminação precisa ser feita a manutenção periodica, podemos apontar pelo menos 03 pontos escuros para não tomar a pagina toda, caminho 14 na porta da professora de educação fisica do municipio, outra proximo a casa de zé pequeno no caminho 20, outra no principal proximo ao bar chega mais e por ai vai.

O posto de Saude, apesar da Secretaria educada e tecnica, responsavel no duplo sentido, da saude Srª Marleide já ter adiantado que já está providenciando uma solução. Está faltando profissional na area de Pediatria, continuam as filas na madrugada(com o frio que está fazendo), para conseguir uma ficha que por sinal são distribuidas entre amigos segundo alguns pacientes que chegam e m primeiro lugar e já tem 05 na frente na hora do atendimento. A pediatra é muito requisitada na cidade e coitada não tem condições de atender a demanda, só que nossas crianças não podem pagar o pato. a area verde um verdadeiro matagal e ali se reunem os agentes comunitários da zona sul. UFA!

O canal principal da Urbis e o lateral estão sem aqueles homens que faziam diariamente a manutenção, será que tiraram para as chuvas fazer o serviço. Obs. a valeta lateral que vai até o Ilhéus II já está precisando ser feito uma manutenção urgente do Ilhéus II até á Urbis, por que já começou a entupir denovo.

O CAIC, senhor Cesar Benevides está em putrefação, vide o Lixão e as instalações eletricas, a quadra de esportes ( interditada) os campos interditados por que o seu secretário de serviços urbanos, governa pra outra municipalidade, por que se governasse pra este municipio mandaria em mutirão a equipe de roçagem e ativava os campos de futebol para os alunos fazerem suas atividades de educação fisica.

A Central de Abastecimento do Bairro e da Zona Sul está pedindo socorro, telhado, iluminação, banheiros, outro lixão ao lado e etc, etc, etc.

E por ultimo o SEMAFORO da entrada da Urbis com a Barreira, é preciso que morra alguem para mandarem comprar o equipamento que faz a geringonça funcionar, ou estão esperando o dia da cidade para inaugurar.

chega por que entendemos muito bem o que se chama isso...
Outra coisa achamos que o estudio de emissora de TV,não é local para discutir os problemas do Bairro Hernani Sá, temos nosso Bairro Politizado e conhecemos a regra do jogo.

Obs. deste Blog. não temos nada contra o senhor Cesar Benevides, apenas não achamos que ele seria a pessoa ideal para discutir os problemas do Bairro Hernani Sá por entendermos que as nossas revidincações não se resumem a serviços urbanos.

Comissão Ativa do Bairro Hernani Sá

Barracões Juninos garantem o arrasta-pé em Ibicaraí

O tradicional São João será resgatado em Ibicaraí, que terá quatro dias de muita festa neste ano. O arrasta-pé começa no dia 21 com o Arrastão do Jegue, evento organizado pelo Núcleo Chama Solidária, com o apoio da prefeitura de Ibicaraí. E nos outros três dias de rala-bucho, a festa acontece em seis locais diferentes. Tudo para garantir comodidade e o gostinho da moda antiga de se fazer São João.Atrações regionais vão animar a festa em Bela Vista, Cajueiro, Corina Batista, Luxo, Saloméa e Bairro Novo nos Barracões Juninos. O forró nestas localidades será realizada em parceria com as associações de moradores. O arrasta-pé nos Barracões Juninos começa no dia 22 e só termina no dia 24. Entre as atrações, Fabíola e Odilon, Olivério Leal, Alan Jones, Trio Nordestino, Odilon e Só Mania, que vão se revezar nos seis palcos dos Barracões Juninos. Preferimos descentralizar a festa e garantir animação nos bairros, com segurança e conforto para os moradores e os visitantes de toda a região, afirma o prefeito Lenildo Santana.

Projeto Governo Itinerante realiza mais de 400 atendimentos no Fojo




Mais de 400 pessoas da comunidade quilombola do Fojo foram beneficiadas através do projeto Governo Itinerante, realizado pela Prefeitura de Itacaré. A iniciativa aconteceu na última quinta-feira (11), das 8 às 17 horas, com a oferta gratuita de serviços médicos e odontológicos, cursos de culinária, palestras, brincadeiras e demais atividades. As ações aconteceram na área da escola municipal da localidade, na Igreja Evangélica Assembléia de Deus e sob toldos.

O vice-prefeito de Itacaré, Rosival Bispo, e representantes de cada Secretaria Municipal também participaram da iniciativa, recebendo os moradores do Fojo. “Foi uma oportunidade para dialogarmos e ouvirmos as reivindicações exclusivas da comunidade rural, que não tem acesso facilitado à sede do município devido à distância. Com o sucesso desta primeira experiência, esperamos levar a mesma iniciativa a outros locais”, disse Rosival.

Durante o projeto, a Secretaria Municipal de Saúde prestou atendimentos médicos, como aferição de pressão arterial, orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis e vacinação de crianças e adultos. Odontólogos também estiveram presentes, ministrando palestras sobre saúde bucal e distribuindo kits com escovas e cremes dentais. A Secretaria de Desenvolvimento Social efetuou cadastramentos e atualizações de dados do programa Bolsa Família.

A Secretaria de Esportes, Juventude e Cultura ficou responsável pela recreação voltada às crianças e adolescentes, com a realização de brincadeiras tradicionais, a exemplo de pau-de-sebo, dança da cadeira, corrida de saco, além de exibições de vídeos educativos. Já representantes da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente falaram sobre o cultivo do girassol e distribuíram sementes da flor.

O Governo Itinerante ainda ofereceu cursos gratuitos de culinária regional e alimentação enriquecida. Na ocasião, também foram distribuídos donativos para famílias de baixa renda do Fojo. E uma feijoada completa foi o almoço oferecido aos participantes do projeto. “Nosso objetivo foi alcançado, uma vez que conseguimos elevar a autoestima e promover a cidadania entre os moradores da comunidade rural”, destacou o ouvidor Rogério Lúcio da Silva, um dos organizadores da iniciativa.

Uruçuca terá festa junina na sede e no distrito de Serra Grande


“São João é ni Uruçuca” é a marca da festa que a o governo municipal promoverá entre os dias 22 e 24 de junho, na sede do município, e nos dias 27 e 28, no distrito de Serra Grande. Com atrações musicais de qualidade e estrutura reproduzindo o clima junino típico do interior baiano, a Prefeitura visa oferecer uma boa opção de entretenimento para a comunidade local e também aos visitantes.

Na sede do município, a festa junina acontecerá na Praça Regis Pacheco, centro da cidade. E, no distrito praiano de Serra Grande, o evento acontecerá na Praça Pedro Gomes. “Uruçuca tem a vantagem de possuir elementos do campo e da praia. Queremos utilizar essa vantagem para atrair turistas e fortalecer o evento”, declarou o prefeito Moacyr Leite.

Com 13 grandes atrações musicais, entre os destaques de projeção nacional estão Edu & Maraial. A dupla é responsável por composições de sucesso de artistas a exemplo de Bruno e Marrone, Daniel, Guilherme e Santiago, além de bandas como Calypso, Aviões do Forró, Calcinha Preta e Araketu. Eles ocupam os terceiro e quarto lugares no ranking dos autores que mais arrecadam direitos autorais de execução pública no Nordeste, ficando atrás apenas de Roberto e Erasmo Carlos.

A banda Beijo Apimentado também comandará a animação do São João de Uruçuca. Com o estilo “forró sertanejo”, o conjunto de Vitória da Conquista já se apresentou pelas regiões Nordeste e Sudeste do Brasil, além de ter participado de programas de televisão como Raul Gil. Outras atrações de destaque serão Vanoly Cigano e Moreno do Kaprixo.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Dia 18 de junho todos a Associação Comercial. O PPA - Plano Pluri Anual é dever de todos os ilheense

As Entidades de Classes, Clubes de Serviços, Imprensa, todos os seguimentos da sociedade Ilheense tem a obrigação de estar no dia 18 de junho apartir das 08:30h na Associação Comercial de Ilhéus, para participar das discussões do Plano Pluri Anual-PPA de Ilhéus.

Essa é uma Obrigação e um dever de todos os ilheenses

FAMI E GMEC Promove Seminário no Teotônio Vilela






No último dia 13, (sábado) no Teotônio Vilela, aconteceu o Seminário de Desenvolvimento Urbano- Sócio Ambiental daquele Bairro, Iniciativa da FAMI-Federação das Associações de Moradores de Ilhéus e GMEC, Construtora contratada para construir as 272 casas no Vilela, através do PAC – Programa de Aceleração e Crescimento, do Governo Federal, o seminário foi Coordenado pela FAMI, GMEC e a Empresa Diretrizes e Assessoria, que é ligada a GMEC, quando na oportunidade vieram de Salvador e Itabuna várias autoridades nas áreas de Associativismo, Sr. Ramiro Cora, Representando a FAMEB – Federação das Associações de Moradores do Estado da Bahia, Sra. Sandra representando a AMB- Articulação de Mulheres Brasileiras, Sra. Cristiane Almeida da Empresa Diretrizes e Assessoria, representando a GMEC o Sr. Rômulo e a Engenheira Vanessa Paim, representando o Conselho de Cidades do Estado da Bahia o Sr. Puli, que é de Itabuna. Também estiveram presentes os representantes do Governo Municipal de Ilhéus, Os Secretários de Governo Jose Nazal, Ambiental da Maramata Sr. Antonio Olimpio, Secretário de Infraestrutura Paulo Gourlart, Secretário de Serviços Urbanos Carlos Freitas e a Secretaria de Saúde Marleide Paixão, ainda o Diretor de Assuntos Estratégicos de Ações Comunitários e da Diversidade o Sr. Mirinho e da Câmara de Vereadores de Ilhéus, os Vereadores Dinho Gás, Tarcisio, e Bel do Vilela.

Os Participantes Representantes de algumas entidades resente, contou com alguns destaques como a Srª Socorro Mendonça que representa a ONG Ação Mulheres, Sr. Roberto Corsário representando o CONSEGUISUL, Sr. Vandilson da Associação de Moradores do Basílio, Sr. Puli da Câmara de Mobilidade urbana- Litoral Sul, e o Vereador do PCdoB de Itabuna, Sr. Wenceslau.

Dando Inicio a abertura do Seminário o Representante da GMEC Sr. Rômulo e Vanessa Paim mostraram aos presentes o projeto em andamento da construção das casas do Vilela, em Seguida os Coordenadores Presidente e Diretor da FAMI Srs. Marcos Lessa e Macrisi convidaram os primeiros palestrantes para iniciarem os trabalhos. Inicialmente notava-se a presença dos representantes do governo e da câmara, depois como se por encanto e a francesa foram se dispersando, restando apenas a Secretaria da Saúde Marleide e o Vereador Bel do Vilela.

Interessante como os representantes da Infraestrutura e do Serviço Urbano não comungam com os assuntos e entidades que basicamente estão ligados as suas secretarias, tais como o Associativismo e as Associações de Moradores. Será que é pra não se sentirem atrelados a elas ou porque não tem o que responder quando questionados a respeito da limpeza e manutenção dos Bairros aos quais essas entidades representam?

Com muita sabedoria a Secretária Marleide da Saúde respondeu os questionamentos do debate demonstrando conhecimento técnico na área de saúde além de gozar de muita simpatia pelos presentes, O vereador Bel do Vilela Agradeceu a oportunidade dado ao vilela pela obra do PAC, também o representante da Câmara de vereadores de Itabuna Sr. Wenceslau, que ressaltou em seu discurso a importância do PAC na nossa Região, traduzindo as palavras do Presidente Lula, que aqui na Região um grande celeiro de obras do PAC, referiu-se as obras do Porto Sul entre outras.

O Ponto alto do Seminário Foi à palestra da Srª Cristiane Costa Almeida Especialista em Planejamento e Administração de Projetos Sociais, explanando sobre Captação de Recursos, era percebido entre os presentes o grande interesse pelo o assunto. Será que o Associativismo quer provar alguma coisa a alguém.

domingo, 14 de junho de 2009

Daniel e Targino Gondim animam o FestSol em Itororó



O cantor Daniel, que também faz sucesso como ator na novela “Paraíso” da Rede Globo, é a principal atração do FestSol 2009, o São João e Festival da Carne de Sol de Itororó. Mas a festa, que acontece de 24 de junho, terá artistas e bandas que vão encantar as milhares de pessoas que devem se dirigir à cidade. Outra grande atração do FestSol é o forrozeiro Targino Gondim, que se consagrou com a musica “Esperando na Janela” e é hoje um dos principais nomes da autêntica música nordestina. De Juazeiro, Gondim ganhou o Brasil com suas canções e seu talento, e promete fazer um grande show em Itororó. Além da Daniel e Targino Gondim, vão se apresentar na cidade que produz a mellhor carne de sol da Bahia, bandas como Virado no Moi de Coentro, Canários do Reino, Forró da Muléstia, Clã Brasil, Brasas do Forró, Pulando a Cerca, Balanço di Fole e Bota Rasgada e os cantores Carlos Vilela, Lindomar Cigano, Cello Costa, Juacy Ypsilone, Zé Filho, Dedim Gouveia, Chico Pessoa, Netinho do Forró e Erailson Gusmão. Ao todo são mais de 30 atrações, em cinco duas de forró. Prefeitura de Itororó, promotora da festa, está dotando a cidade de toda a estrutura para que a população e os visitantes esperados curtir os festejos juninos num clima de paz e alegria. Vamos transformar Itororó na capital baiana do São João, pois além da qualidade das atrações, temos a tradição da carne de sol e a hospitalidade do nosso povo, afirma o prefeito Adroaldo Almeida. No dia 21, acontece também o FestSol Filé, uma festa de camisa com Dom Fontinelli, Célio Costa e Targino Gondim.

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Itacaré inicia campanha de vacinação contra pólio

Secretária de Sáude - Luciana Pinheiro

A Secretaria de Saúde de Itacaré iniciou, na última segunda-feira (08), a primeira etapa da campanha de vacinação contra poliomielite (paralisia infantil). Até o dia 13 de julho, a meta é imunizar, no mínimo, 95% das crianças com idade inferior a cinco anos. Para isso, a vacina está disponível em todas as unidades de saúde da zona urbana e rural, além de equipes volantes que percorrerão bairros e localidades rurais.

O ponto alto da campanha será no próximo dia 20, Dia Nacional de vacinação contra paralisia infantil. Para a ocasião, das 8 às 17 horas, estarão disponíveis nove postos fixos e dois volantes na sede de Itacaré, enquanto na zona rural haverá três locais pré-estabelecidos e uma equipe móvel. De acordo com a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Fernanda Jovita, “ao todo, 42 profissionais estarão envolvidos nos trabalhos, entre vacinadores, registradores, enfermeiras e motoristas”.

Após o dia de mobilização nacional, a Secretaria de Saúde de Itacaré realizará varreduras nas zonas urbana e rural a fim de assegurar que todas as crianças com menos de cinco anos sejam imunizadas. “Não mediremos esforços para que nenhuma criança fique sem tomar as gotinhas que protegem contra a pólio”, disse a coordenadora de Vigilância Epidemiológica.

Além de administrar a anti-pólio, a Secretaria de Saúde de Itacaré também aproveitará para atualizar os cartões de vacinação, imunizando também vacinas contra Tétano, Febre Amarela, Hemófilus, Sarampo, Caxumba e Hepatite B. Desta forma, todas as crianças, independente de já terem sido vacinadas anteriormente, devem ser levadas aos postos de saúde no período da campanha.

A paralisia infantil está erradicada do Brasil desde 1989, mas ainda existem em outros países. A única forma de proteger do vírus é através da vacina, que é indolor e sem contra-indicações. “Itacaré é uma cidade turística, que recebe visitantes de todas as partes do planeta. Por isso é importante que os pais e responsáveis protejam suas crianças, levando-as para tomar a vacina”, disse a secretária de Saúde, Luciana Pinheiro.

Moacyr Leite busca apoio para produção de palmito em Uruçuca


Devido aos resultados positivos obtidos com a produção de palmito da pupunha no município, o prefeito de Uruçuca, Moacyr Leite, está articulando parcerias a fim de estimular a cultura entre os agricultores familiares. “Esta é uma alternativa de renda favorável aos pequenos produtores, uma vez que exige pouco espaço para o cultivo”, disse o chefe do executivo.

Aproveitando a visita do secretário estadual da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária, Roberto Muniz, que esteve na cidade na última sexta-feira (05) para a distribuição de um milhão de mudas de seringueira, Moacyr Leite aproveitou para acompanhá-lo numa visita à fazenda da empresa Inaceres. Eles foram recebidos pelo gerente agrícola da empresa, Manoel Abobreira, que explicou as potencialidades do palmito de pupunha. O manejo é simples e o mercado está em expansão. Além disso, há uma excelente rentabilidade por hectare, cerca de R$ 4,5 mil por ano, explicou o engenheiro agrônomo.

Outras vantagens do palmito da pupunha que foram apresentadas é que não existe perda por falta de colheita e a Inaceres se compromete em adquirir as produções dos agricultores familiares. Gostaríamos que o secretário Roberto Muniz conhecesse a técnica e os resultados obtidos para que possamos obter apoios para expandir a produção em Uruçuca e na região. Esperamos conseguir parcerias para fornecer sementes e fertilizantes para que mais famílias possam diversificar suas produções, afirmou Moacyr Leite.

Além do prefeito Moacyr Leite e do secretário Roberto Muniz, a visita à fazenda da Inaceres também contou com as presenças de outras autoridades, como o deputado federal José Carlos Araújo; o Superintendente de Agricultura Familiar da Seagri, Ailton Florêncio dos Santos, e o prefeito de Ilhéus, Newton Lima. O secretário Municipal de Uruçuca, Fernando Filgueiras, o Procurador Geral, Airton Caio; o presidente da Câmara de Vereadores, Erivaldo Guimarães, e a vereadora Magnólia Barreto também acompanharam a comitiva. Representantes de associações e cooperativas rurais complementaram o grupo que ainda conheceu parte da propriedade e seu funcionamento.

Eleição da Garota Festsol 2009 agitou o distrito de Rio do Meio



Mais uma prévia do Festival da Carne-do-sol de Itororó, a eleição da Garota Fest Sol 2009 levou muita animação ao distrito de Rio do Meio, no sábado e domingo (06 e 07). Priscilla Patrício foi escolhida a vencedora para ser a musa de uma das maiores festas juninas do interior da Bahia. O segundo e terceiro lugar ficaram com Talita e Taiene, respectivamente.

Com mais de 10 bandas, o arrasta-pé começou a partir das 20 horas, com estrutura de palco e iluminação profissional.Entre as atrações musicais de destaque da eleição da Garota Festsol estavam Balanço do Fole, Musa do Forró, Lindomar Cigano, Orley dos 8 baixos e a dupla Damião e Gerson. O deputado federal Geraldo Simões também prestigiou o evento, participando da entrega da premiação. Para o prefeito Adroaldo Almeida, “as prévias do Festival da Carne-de-sol de Itororó ajudam a estimular ainda mais o público a prestigiar a festa tradicional que acontece há 21 anos”.

O Festsol 2009 acontecerá entre os dias 20 e 24 de junho e contará com mais de 30 atrações. Os grandes destaques do evento são o cantor Daniel, o sanfoneiro Targino Gondim e a banda Calango Aceso. No dia 21 a partir das 13 horas, haverá ainda a festa privada Festsol Filé, em Itororó. Mas a programação do Festival da Carne-de-sol não para na sede do município, seguindo até o dia 28 de junho, no distrito de Itati. Com muita música, dança e carne-de-sol, os festejos começam na véspera do dia de São Pedro (29).

terça-feira, 9 de junho de 2009

ITACARÉ - Projeto Governo Itinerante leva serviços à comunidade do Fojo

A Prefeitura de Itacaré realiza, nesta quinta-feira (11), o projeto Governo Itinerante. Das 8 às 19 horas, a comunidade rural do Fojo será beneficiada com diversos serviços gratuitos e atendimentos de representantes das secretarias municipais. O prefeito Antônio de Anízioe o seu vice, Rosival Bispo, também participarão da iniciativa, recebendo apenas membros da localidade visitada. Uma das marcas da nossa administração é a participação popular. Com este projeto, queremos dar oportunidade a todos os munícipes de apresentar suas reivindicações declarou o chefe do executivo municipal.

Organizado pela Ouvidoria Geral, o projeto Governo Itinerante prevê o oferecimento de serviços gratuitos. A Secretaria Municipal de Saúde prestará atendimentos médicos e odontológicos. Já a Secretaria de Desenvolvimento Social, aproveitará a oportunidade para efetuar cadastramento e atualização de dados do Bolsa Família e outros programas sociais. Ainda serão ministrados cursos gratuitos de culinária regional e alimentação enriquecida, que aproveita melhor os alimentos, utilizando partes não convencionais.

O projeto ainda proporcionará recreação para as crianças e adolescentes do Fojo, com a realização de brincadeiras tradicionais, a exemplo de pau-de-sebo, dança da cadeira, corrida de saco, além de exibições de vídeos educativos. Queremos resgatar os jogos infantis que, por várias gerações, mantém suas regras básicas. Assim, estimulamos a ludicidade e a integração, afirmou a secretária de Esportes, Juventude e Cultura, Irley Novais.

Para o ouvidor Rogério Lúcio da Silva, o projeto Governo Itinerante é uma ferramenta importante de inclusão social, elevação da auto-estima e promoção da cidadania. Começamos a iniciativa pelo Fojo, mas pretendemos levar os mesmos serviços a outras comunidades rurais e bairros periféricos de Itacaré, informou.

Raízes quilombolas

O Fojo está localizado na estrada Itacaré – Taboquinhas e é remanescente de um quilombo rural. O seu nome está relacionado à armadilha para caças, feitas em buracos na terra e cobertos com folhagens. Alguns moradores ainda trazem o samba de roda como um elemento de manter viva a memória dos antepassados.

No mês de Junho é necessário acender pelo menos uma fogueira.


Wagner garante a Vereador solução à estrada que liga Inema a União Queimada

Sex, 29 de Maio de 2009 18:39

Durante o cerimonial de visita do governador Jacques Wagner em Ilhéus na última quarta-feira, o vereador ilheense, Valmir Freitas aproveitou a oportunidade para mais uma vez solicitar a solução dos problemas da estrada que liga União Queimada a Inema. O vereador aproveitou a oportunidade para entregar um relatório direto às mãos do Governador, onde este pode ler os problemas socioeconômicos que o mau estado da estrada vem criando àquela região que fica aproximadamente 85 km da sede.

Recentemente, os distritos de Inema, Banco Central e Pimenteira ficaram isolados da sede. Alegando grandes prejuízos devido ao péssimo estado das estradas, a empresa de transporte Rota, retirou os veículos que faziam as linhas àquelas localidades.

Inquirido pelo governador sobre a situação das estradas que ligam Ilhéus a Inema, o vereador prontamente respondeu, informando o sofrimento que aquela população vive. Diante do fato exposto, o governador sensibilizado com a situação da estrada, e com os prejuízos que aquela população vem sofrendo há anos, garantiu providências imediatas.



Vereador ilheense tem audiência com Governador e solicita melhorias para zona sul de Ilhéus

Seg, 08 de Junho de 2009 22:38

O vereador Edivaldo Nascimento, popular Dinho Gás, esteve em Salvador nos dias 4 e 5 de junho em visita ao governador do estado Jaques Wagner. O motivo da visita foi à solicitação de obras que visam atender a população ilheense em setores como educação, saúde e transporte.

Atualmente, a construção de um colégio que atenda ao público do ensino fundamental e médio no bairro Nossa Senhora da Vitória atenderia a uma população de cerca de 20 mil moradores. Hoje, a ausência desse estabelecimento vem obrigando estudantes (crianças, jovens e adultos) a caminharem até 4 km sob as intempéries climáticas em busca de conhecimento, o que acaba afastando das salas de aulas boas parte dos alunos. Sem contar que atenderia também aos moradores do Conjunto Habitacional Ilhéus II, Condomínio São Jorge, Distrito de Couto, Santo Antonio e adjacências. Solicitou também junto ao governador a conclusão de serviço de esgotamento iniciado no ano de 1996; a pavimentação das ruas 15 de Agosto, Maracanã, São Lucas, Gabriela, São Cristovão, Graviola, Laranjeira, da Paz, Fabiana e parte da Av. São Jorge; bem como melhorias no acesso do alto Nossa Senhora da Vitória onde residem aproximadamente cerca de mil famílias.

O Radialista Vila Nova no seu programa O tabuleiro na manhã de ontem disse que, tornar-se prefeito de Ilhéus implica em tornar-se um líder político regional uma vez que, Ilhéus é uma das maiores cidades da região e está, direta ou indiretamente, ligada com as cidades menores e vizinhas. A posição de liderança regional cabe ao cargo de prefeito ilheense, seja quem for que esteja neste cargo. No entanto, o atual prefeito, Newton Lima parece desconhecer a existência desse fato, torna-se indiferente e alheio aos principais acontecimentos e ao cenário político regional.

Vila Nova disse que uma comprovação disto pode ser observada pela ausência da figura do prefeito, em importantes eventos da região. Na sexta feira (05), cerca de 5 mil produtores rurais das regiões de Buerarema, Una e Ilhéus interditaram a BR-101, no trecho próximo a Buerarema, em sinal de protesto contra a proposta da Funai que prevê a demarcação de terras nos três municípios. Com participação em peso da imprensa, representantes das câmaras municipais, prefeitos, empresários, comerciários e presidentes de sindicatos dos agricultores e trabalhadores. Todos estavam presentes menos o prefeito de Ilhéus.

Ontem, domingo (7), ocorreu na Ceplac às comemorações pelo dia internacional do cacau, com a presença de personalidade e outros representantes políticos. Todos estavam presentes mais uma vez, menos o prefeito de Ilhéus.

Ainda estamos no sexto mês de governo, e como diz o ditado a esperança é a última que morre. Ainda a tempo de tomar as rédeas da situação e torna-se de fato um verdadeiro líder político porque é como já sabemos: assumiu a prefeitura de Ilhéus é assumiu também a liderança regional.

Opinião do blog TresIlhasIlheos

Diante das matérias acima publicadas em blogs e outros meios de comunicação. Concordo com o comentário do radialista Vila Nova e Acho salutar as reivindicações dos nobres Edis ao Governador Jacques Wagner, mais também percebo que tem algo errado entre o executivo municipal e o executivo estadual, vejamos, o Prefeito Newton é do PSB, Partido da base aliada do Governador, da Deputada Lidice da Mata, aliada também ao Governador Wagner, que também disse em discurso ultimo em Ilhéus, que tem em Newton um amigo e parceiro. A nossa preocupação é que esteja faltando planejamento, apresentação de projetos, reivindicações, cobrança e peroba por parte do Governo Municipal. Ou será que o Governador diz isso para imitar o seu antecessor Paulo Souto que dizia a Jabes Ribeiro quando prefeito, que amava Ilhéus, que Ilhéus era a cidade que ele viveu e que sempre iria lutar por Ilhéus e por ilhéus nada fez. Será que vamos ver se repetir mais uma série amor com amor se paga.