quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Sindicalismo da Bahia em luto: Morre NAIR GOULART

Sindicalismo da Bahia em luto: Morre NAIR GOULART

É com extrema tristeza, dor e lamento que informamos o falecimento de Nair Goulart, 65 anos, presidente da Força Sindical Bahia, que vinha lutando contra o câncer há seis anos. O óbito ocorreu nesta 4ª feira (07), às 08h14, no hospital da Bahia, em Salvador.
Nair será enterrada no cemitério Jardim da Saudade, amanhã (08), às 10h30. Prestamos solidariedade à família, amigos, amigas, sindicalistas, além de todos que conheceram essa grande líder sindical.
História
Nascida em 1951, na cidade de Dores do Indaiá, no estado de Minas Gerais, começou a trabalhar ainda cedo para contribuir com a renda da família; aos 12 anos já trabalhava como doméstica. Heroica, com suas bandeiras, ideais, convicções e vontades, Nair trilhou uma bela história. Foi perseguida durante o regime militar, mas não desistiu de lutar pela democracia. Participou ativamente da luta por mais direitos e melhores salários para os trabalhadores.
Nair chegou à Bahia no ano de 2000. A lealdade e a garra foram determinantes para que ela viesse organizar a Força Sindical. O estado tinha o maior índice de desemprego do Brasil.
Uma das mais ativas e coerentes lideranças do movimento sindical nacional e internacional, Nair foi presidente Adjunta da Confederação Sindical Internacional (CSI), membro do Conselho de Administração da Organização Internacional do Trabalho, OIT, e membro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (CNDES). Na Bahia, fez parte do Comitê Gestor da Agenda Bahia de Trabalho Decente e compôs o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, CODES- BA.
Feminista, participou de diversas lutas em defesa dos Direitos Fundamentais das mulheres trabalhadoras brasileiras e do mundo. Em 1991, no Congresso de Fundação da Força Sindical Nacional, foi eleita Secretária Nacional de Politicas para as Mulheres; iniciou um trabalho organizativo com as mulheres metalúrgicas participando da Comissão Organizadora do 1º Congresso das Mulheres Metalúrgicas de São Paulo, além de ter sido Conselheira Nacional dos Direitos da Mulher.
Nair foi mais do que uma sindicalista. Mãe, avó, amiga, querida por todos que a rodeavam, foi uma militante que sempre teve uma ligação permanente com as mais diversas organizações sociais. Nair será eternamente um exemplo de dignidade, solidariedade, de compromisso com a coletividade e com os trabalhadores.
Pêsames
Em nome do Sindicato dos Radialistas de Ilhéus, entidade filiada à Força Sindical, o presidente Elias Reis presta as mais sinceras condolências aos seus familiares.
Encaminhado por Dino Rocha, secretário geral do STERT-Ilhéus.
Postado por http://jornaldoradialista.com/sindicalismo-da-bahia-em-luto-morre-nair-goulart/

Nenhum comentário:

Postar um comentário