quarta-feira, 9 de março de 2016

Postos de saúde de Ilhéus vão atender casos suspeitos de dengue





A descentralização dos serviços já vem acontecendo na unidade do distrito de Banco Central
 Com o objetivo de ampliar o atendimento de casos suspeitos de dengue, zika vírus e da chikungunya, em Ilhéus, a secretaria municipal de Saúde (Sesau) vai expandir o serviço em onze postos de saúde instalados em diferentes localidades. O titular da pasta, Antônio Ocké, afirmou que essa descentralização já ocorre no distrito de Banco Central, ao participar, na tarde desta segunda-feira, 7, de reunião extraordinária do Conselho Municipal de Saúde, no auditório da Central de Assistência Farmacêutica, localizado na rua Teodoro Sampaio, bairro Cidade Nova, com a presença do promotor de justiça Pedro Nogueira Coelho, que representou o Ministério Público da Bahia.
As unidades, que atenderão até 40 pessoas ao dia, estão sendo definidas pela equipe técnica da Sesau. Na oportunidade, Antonio Ocké anunciou que seguindo orientação do prefeito Jabes Ribeiro, os Agentes Comunitários de Saúde serão capacitação para expandir o trabalho de conscientização, sensibilização e mobilização da população sobre medidas preventivas, além de aumentar visitas domiciliares com objetivo de fortalecer o combate ao mosquito Aedes aegypti. Com relação à aplicação de inseticidas esta ação será feita somente por técnicos especializados.
Apoio - Já o diretor de Vigilância à Saúde da Sesau, Antônio Firmo, ressaltou que com a finalidade de contribuir com estas ações, servidores do município em aproveitamento funcional serão remanejados para atuar no serviço de coleta de dados da Sesau. Firmo lembrou que um grupo de estudantes do 7º e 8º semestres dos cursos de enfermagem e de ciência de computação da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) já atua em caráter voluntário no Pronto Atendimento da Dengue e unidades de saúde do município.
Descentralização - O diretor de Vigilância à Saúde da Prefeitura de Ilhéus avaliou a instalação de novas unidades de P.A. nas zonas sul (para atender moradores dos bairros Pontal, Nova Brasília, São Francisco, Nelson Costa, Barreira e Nossa Senhora da Vitória) e região oeste, para contemplar quem reside no bairro Teotônio Vilela, evitando o deslocamento para o centro da cidade em busca de atendimento.
Presenças – Além do promotor de justiça Pedro Nogueira Coelho, a reunião teve ainda a presença do presidente do Conselho Municipal de Saúde, Fred Oliveira, da coordenadora da Regional Sul da Saúde, Marisa Eduane, além de conselheiros e técnicos da Vigilância à Saúde de Ilhéus.
 Secretaria de Comunicação Social – Secom

Nenhum comentário:

Postar um comentário