quinta-feira, 10 de março de 2016

Prefeitura de Ilhéus multa empresas do transporte coletivo


A fiscalização está sendo intensificada pela Sutran, agora que o sistema conta com serviço de monitoramento por meio de GPS.
 Com o objetivo de garantir sempre o melhor funcionamento do sistema de transporte coletivo no Município, a Superintendência de Trânsito e Transportes (Sutran) de Ilhéus, vinculada à Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (Seintra), já aplicou mais de 30 multas, desde o ano passado, às empresas concessionárias do serviço, São Miguel e Viametro. Segundo o secretário Isaac Albagli, o município tem intensificado a fiscalização, a partir das reclamações recebidas dos usuários, ao mesmo tempo em que atua no combate ao transporte clandestino.
Albagli explica que as multas envolvem desde o descumprimento do tempo de chegada e saída dos ônibus no Terminal Urbano, até o não fornecimento da tabela de horários, que devem estar disponíveis em todos os veículos que integram a frota. “Essa medida, de aplicação de multas, visa justamente forçar as empresas a se adequarem ao sistema e, claro, isso significa melhorar a prestação dos serviços à população”.
Por outro lado, o secretário de Infraestrutura, Transporte e Trânsito, Isaac Albagli, ressalta que nos últimos meses, o sistema de transporte coletivo de Ilhéus obteve melhorias, tanto na aquisição, por parte das empresas, de novos veículos para a modernização da frota, que foi uma exigência do prefeito Jabes Ribeiro, quanto na fiscalização. “Já está em funcionamento, por exemplo, o sistema de monitoramento dos veículos em tempo real, por meio de GPS. Além disso, já opera no terminal urbano, o painel que mostra os horários e a presença dos ônibus naquele local”, pontua o secretário Isaac Albagli.
Sutran – O atual superintendente municipal de Trânsito, Paulo Machado, salienta que outras infrações observadas pelos fiscais da Sutran envolvem a parada para embarque e desembarque fora dos pontos ou distante das plataformas, o que coloca em risco a segurança do passageiro e, “muitas vezes de outros veículos que estejam trafegando”.
As fiscalizações têm ocorrido, de acordo com Machado, também em pontos de ônibus da região central e nos bairros. “Nesse sentido, tem sido grande a contribuição dos usuários do sistema de transporte, que observam anormalidades e as denunciam aos nossos fiscais”, afirma.
 Secretaria de Comunicação Social – Secom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário