quarta-feira, 20 de julho de 2016

Alunos da Apae de Ilhéus querem ser inseridos no mercado de trabalho


 O Grupo Operativo (GO) da Apae de Ilhéus, que desenvolve atividades com mais de 80 alunos portadores de deficiência, identifica que aproximadamente 40 deles possuem condições para serem inseridos  no mercado de trabalho. Atividades de socialização e preparo para a inserção no mercado de trabalho, são realizadas todas às terças e quintas-feiras de cada semana na Escola Flor do Cacau da Apae de Ilhéus por meio do trabalho do Grupo Operativo.
 Com a Direção Pedagógica de Vitória Penalva e Coordenação de Kalinca Félix, o GO lida com o direito que as pessoas com deficiência têm de serem inseridas no mercado de trabalho, conforme dispõe a Lei 8.213 de contratação de deficientes nas empresas, que obriga empresas com 100 ou mais funcionários a preencher de 2% a 5% dos seus cargos com pessoas portadoras de deficiência. De acordo com a Coordenadora Pedagógica do GO, Kalinca Félix, “o Grupo Operativo representa a busca pela autonomia, isto é, alunos inclusos socialmente. Para isso, trabalhamos o aluno com atividades práticas, da vida diária dele, ao possibilitar que ele possa ser cada vez mais independente e autônomo, no exercício pleno de sua cidadania. Trabalhamos as relações sociais, o ‘eu’ e o ‘outro’, o que é muito importante, fazendo com que ele se realize tanto na Apae, quanto na sociedade”.
 A professora que faz parte do projeto, Mariângela Ribeiro Geralli, explica que a ideia do Grupo Operativo é desenvolvida na Apae de Ilhéus desde 2009, e trabalha com os alunos do programa de Educação para Jovens e Adultos (EJA) e os que fazem parte do Atendimento Educacional Especializado (AEE), com faixas etárias que vão dos 19 aos 54 anos. Alguns já estão empregados em empresas como supermercados e empresa de câmeras de segurança, mas muitos ainda precisam ser inseridos.
 “Meu desejo é que as empresas procurem a Apae e busquem conhecer como nossos alunos trabalham muito bem, em serviços gerais, empacotamento etc. Os apaeanos precisam de oportunidade e conhecimento, ter a chance de mostrar o que tem de bom”, informou a professora Mariângela, que se emocionou ao lembrar dos elogios recebidos pelas empresas que contrataram alunos da Apae de Ilhéus.
 “Minha maior alegria e felicidade é ver alunos como Ivo, que está inserido no mercado de trabalho e é considerado um excelente funcionário, ao ponto do dono do Itão nos dizer o seguinte: ‘quisera eu ter mais de 10 Ivos José aqui’. É chegarmos na Livitec e sermos recebidos com um belíssimo café da manhã e o Presidente dizer que ‘o trabalho de base que a Apae de Ilhéus faz está de parabéns. Eles são responsáveis, cumpridores da função, sabem o lugar deles, não precisamos chamar a atenção’. Então esse é o meu ganho, saber que eles chegaram lá porque eles passaram por uma instituição que acredita neles”, destacou a professora Mariângela, que aproveitou para agradecer à Diretora Vitória Penalva pela confiança depositada e à Coordenadora Kalinca Félix, assim como às colegas parceiras de jornadas.
 Empresas interessadas em contratar alunos da Apae de Ilhéus, podem entrar em contato com a direção pelo telefone 3632-3157, informar o perfil que a empresa precisa para exercer a função e realizar a contratação por meio do CIEE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário