quinta-feira, 21 de julho de 2016

Carros de som na zona sul com volumes descontrolados sujeitam os tímpanos alheios a colapso ou até mesmo a surdez momentânea

   
Credito Imagem - Internet

 Foi o que aconteceu com a passagem de um veiculo de placa policial letras não anotadas, nº 7118, acredita-se que o ultimo nº era 8, por volta das 17:45 entre o caminho 04 e o 01, esse veiculo está comercializando uma propaganda, que pela altura dos decibéis, os ouvintes ignoram, devido ao barulho estridente, a voz de locução é de um famoso propagandista da cidade, conhecido por todos, o qual se pede para orientar seus comandados, motoristas, a respeitar o que manda a lei nesses casos, não estamos falando aqui de lei do silencio, mais de respeito aos tímpanos de idosos, pais de famílias que se encontram aos seus afazeres familiares ou profissional e é surpreendido pelos famigerados decibéis desrespeitosos que incomodam e não vendem com dignidade a propaganda de seus anunciantes.

Não se trata de um caso isolado, esses abusos estão sendo constantes no Bairro Hernani Sá, sem se importar que o Bairro é local de acomodamento, paz, tranquilidade, onde pais descansam de seus afazeres, filhos se prontificam aos deveres no contra-turno escolar, idosos tiram suas cestas, enquanto que a dona de casa tenta renovar as energias para cuidar do seu lar novamente.

É importante que se divulgue o anuncio, que o trabalhador ganhe seu dinheiro, o empreendedor constitua suas ações de desenvolver seu comercio, limitando-se sempre aos direitos do próximo, nesse caso, aqueles que são obrigados a receber os carros de som na zona sul com volumes descontrolados, sujeitando o cidadão a sofrer graves uma perfuração no tímpano, desse modo acredita o propagandistas que seu material sonoro deve adentrar finca-se no inteligível cidadão as alturas dos seus decibéis descontrolados.



Nenhum comentário:

Postar um comentário