sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue é destacado na Câmara Federal


 
O deputado federal Uldurico Junior (PV-BA) usou a tribuna da Câmara Federal (DF) para destacar o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, comemorado nesta sexta-feira, 25 de novembro. O parlamentar parabenizou os voluntários do país e chamou atenção da população sobre a importância de ser um doador. “Faço questão de registrar essa data porque doar sangue é um belo gesto de solidariedade que ajuda a salvar vidas e merece de todo estímulo e admiração. Cada doação de sangue pode ajudar até quatro pessoas, sem causar nenhum tipo de prejuízo ao doador”, afirmou. 

Uldurico Junior destacou que para o Brasil alcançar a meta proposta pela Organização Pan-Americana da Saúde de garantir que nas Américas, até o ano de 2019, todo o sangue necessário para transfusões seja obtido de doadores voluntários é preciso que a sociedade se conscientize da importância desse gesto, apresentando-se voluntariamente para doar.

No Brasil, o comércio de sangue é expressamente proibido e o voluntariado responde por quase 60% da coleta. O restante vem dos doadores de reposição, ou seja, daquelas pessoas que doam apenas em momentos específicos, quando um amigo ou familiar precisa de sangue. No ano de 2014 foram coletadas em todo país, 3,7 milhões de bolsas de sangue e realizadas 3,3 milhões de transfusões. Em média, apenas 1,8% da população doa sangue, enquanto os organismos internacionais consideram como ideal uma taxa entre 3% e 5%, que é a registrada pelas nações mais desenvolvidas. O Ministério da Saúde pretende aumentar para pelo menos 2,2% a participação da sociedade até o ano de 2020. “Conseguiremos avançar quando tivermos uma sociedade mais consciente. Para isso, precisamos investir em campanhas e desmitificar mitos ainda existentes em torno da doação. O poder público também precisa melhorar as deficiências de hemocentros, investir mais recursos e facilitar o acesso para os doadores”, concluiu.

Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue

O Dia do Doador Voluntário de Sangue foi estabelecido através do Decreto de Lei nº 53.988, de 30 de junho de 1964, assinado pelo presidente Castello Branco, definindo o dia 25 de novembro - data do aniversário da fundação da Associação Brasileira de Doadores Voluntários de Sangue - como a data oficial do doador de sangue no Brasil. 

Quem pode doar sangue?

Homens e mulheres;
Portar documento oficial com foto (RG, carteira de trabalho, carteira de motorista ou de reservista); 
Ter entre 16 e 68 anos (menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal);
Ter acima de 50 quilos;
Não ter Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, HIV (AIDS), HTLV;
Estar bem alimentado e descansado;
Se estiver gripado, esperar no mínimo sete dias para poder doar sangue;
As grávidas devem esperar entre 90 e 180 dias após o parto para doar sangue;
Após uma doação de sangue as mulheres devem esperar 90 dias para voltar a doar, enquanto que os homens devem esperar no mínimo 60 dias.

Hemocentros no país: 

Golden Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário